Arquivos Edição - 120 - Le Monde Diplomatique

A nova imprensa da extrema direita alemã

Na entrada dos escritórios do jornal semanal Junge Freiheit (“Jovem Liberdade”), em um bairro rico do oeste de Berlim, uma pintura mostra em cerca de vinte personagens em marcha uma alegoria da história alemã: camponeses e reis, soldados e mulheres a caminho do êxodo. Tem até Karl Marx e, lá no final, um manifestante antinuclear. …

Direito ou gentrificação?

O Rio de Janeiro é conhecido por ter parte de suas “periferias” nas áreas centrais, em forma de favelas, genuínos focos de resistência à centrifugação dos mais pobres, deflagrada pelos preços da terra e pelas leis de mercado. Desde a década de 1980, uma série de programas de dotação de infraestrutura vem sendo testada e …

A desorientação da social-democracia alemã

Numa manhã chuvosa de primavera, um grupo de estudantes caminha ao longo da Stadthalle, em Bad Godesberg. Nenhum dos adolescentes se dá ao trabalho de dar uma olhada nesse edifício fora de moda pertencente à cidade e que serviu de cenário para um congresso histórico do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD). Em novembro de 1959, …

Golpes democráticos

Com a aura proveniente de uma eleição vencida com 3 milhões de votos a menos que sua adversária, o presidente Donald Trump escolheu a Arábia Saudita para denunciar a ausência de democracia… no Irã. Depois, em Miami, diante dos sobreviventes de uma operação militar fracassada montada em abril de 1961 pela CIA contra o governo …

Um assalariado sem submissão é possível

É raro ver trabalhadores reivindicando uma relação de submissão com seus patrões. No entanto, os condutores de veículos particulares que trabalham em conjunto com as plataformas digitais, como o Uber, empunharam essa bandeira na França. Eles querem sair da situação de autônomos para poder contar com direitos sociais, argumentando que, na verdade, dependem de um …

A temível influência saudita nos EUA

A Arábia Saudita teve motivos para receber com inquietação a vitória de Donald Trump em novembro de 2016. Afinal, sua velha amiga Hillary Clinton não economizava elogios ao reino, que ela apresentava como uma força de paz e estabilidade, enquanto seu adversário republicano havia anos só falava horrores a respeito dele. Depois dos atentados de …

A democracia no Brasil ou a (des)esperança equilibrista

O trecho acima, da letra da canção O bêbado e o equilibrista, de 1978, expressa como nunca o Brasil de hoje, em que o impedimento da presidenta Dilma Rousseff significa, em verdade, o impedimento da democracia no Brasil. Grande parte da cultura de resistência política nas mais diversas manifestações artísticas que marcaram a oposição à …

Somos todos mutantes

Você é contra ou a favor?” No campo da genética, especialmente no das modificações dirigidas dos genomas, essa questão crucial com frequência se sobrepõe a outras. Ela se coloca com uma insistência ainda mais estridente desde o desenvolvimento de novas ferramentas moleculares, chamadas CRISPR, que permitem cortar, eliminar ou substituir com facilidade sequências bem precisas …

Irmãos inimigos no Sudão do Sul

  No dia 30 de maio, o Vaticano anunciou o adiamento indefinido da viagem do papa Francisco ao Sudão do Sul, prevista para outubro. Não se trata de uma simples escapatória: a viagem revela-se realmente impossível diante da violência que assola o jovem país da África central, independente desde 2011. O saldo do conflito, iniciado …

Austeridade fiscal permanente do fundo público

Dentro da discussão da política macroeconômica, desde a crise da dívida pública nos anos 1980, a política fiscal brasileira vem sofrendo um processo de inflexão quanto à sua capacidade de financiar o desenvolvimento nacional. Naquela década, com um quadro de desequilíbrio nas contas públicas advindo da ruptura do padrão de financiamento, da estatização da dívida …