Julho 2008

Edição - 12
f11717e1nynn28p
  • y8jj9d9i9gi8g9x
    Editorial
    Um jornal que é seu
    Temos todas as razões para comemorar nossa 12ª edição! Com um ano de existência e uma distribuição em oito mil bancas de jornal por[...]
    por: Silvio Caccia Bava
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • ESPECIAL / CUBA EM TRANSIÇÃO
    Sair do caos sem cair na lei da selva

    “Quando me perguntaram, há cinco anos, se eu pensava que o futuro de Cuba seria socialista, respondi que sim, mas que o socialismo do século XXI teria de ser reinventado. Esse verbo era, e é, muito importante, porque não se trata de resgatar com retoques o socialismo que tivemos e que temos”

    por: Aurelio Alonso
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • ESPECIAL / CUBA EM TRANSIÇÃO
    Do Período Especial à ascensão de Raúl

    “Está claro que tem havido uma resistência estóica a fim de preservar tudo o que é considerado ganho da revolução. O envolvimento radical com o Estado ficou evidente em amplos setores da classe trabalhadora e o governo tem se esforçado para engajar e incorporar a população, especialmente os jovens”

    por: Stephen Wilkinson
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • COMUNICAÇÃO DE MASSA
    Por uma mídia livre

    A luta pela recuperação da palavra crítica é latino-americana e internacional. Em janeiro de 2009, o Pará sediará mais uma edição do Fórum Social Mundial. Devemos trabalhar desde já pela construção de uma agenda de debates que aponte para propostas concretas para a democratização da comunicação

    por: Joaquim Ernesto Palhares
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • NEOLIBERALISMO
    As três crises

    Por mais que as autoridades se esforcem em minimizar a gravidade do momento, o certo é que nos encontramos diante de um sismo econômico de magnitude inédita, cujos efeitos sociais, que mal começaram a se fazer sentir, explodirão nos próximos meses com toda a brutalidade

    por: Ignacio Ramonet
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • AGRONEGÓCIO
    A mega-anistia

    Desde a década de 1980, as dívidas dos produtores agrícolas vêm sendo revistas. Recentemente, uma renegociação promovida pelo governo beneficiou esses latifundiários em R$ 75 bilhões, demonstrando a força do agronegócio, cada vez mais poderoso com a expansão da soja e do etanol

    por: Plínio Arruda Sampaio
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • NÍGER
    O urânio na raiz do conflito

    Apesar de ser o terceiro produtor mundial do minério, o Níger continua entre os países mais pobres do mundo, segundo a ONU. O conflito entre tuaregues e governos sobre a exploração das jazidas prossegue, assolando o norte do país. Por enquanto, um terceiro ator está vencendo a disputa: as multinacionais

    por: Anna Bednik
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • UNIÃO EUROPÉIA
    A fratura exposta da democracia

    A recente rejeição dos irlandeses ao Tratado de Lisboa não passa de um sintoma visível de um mal muito mais profundo: o distanciamento da União Européia dos cidadãos europeus. É por isso que, na maioria das vezes, os parlamentos nacionais afastaram a população das decisões, excluindo a possibilidade de referendos

    por: Bernard Cassen
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • ECONOMIA / FRANÇA
    Redistribuição de renda às avessas

    O discurso predominante sobre a dívida pública na França culpa os assalariados e os direitos sociais pelo tamanho do rombo. Mas por trás do alarmismo escondem-se os poucos indivíduos que lucram com essa “crise”: as famílias que têm renda suficiente para poupar e investir no mercado financeiro

    por: Bruno Tinel e Franck Van de Velde
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • TELEVISÃO
    As novelas e os anunciantes

    Desde o início, os folhetins televisivos desenvolveram sua vocação de vitrine para a sociedade. Vender está na natureza da TV comercial. Seja através de produtos, comportamentos ou merchandising social, a publicidade faz parte do leque de convenções aceitas pelo público. O problema é que ela nem sempre é explícita

    por: Esther Hamburguer
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • y8jj9d9i9gi8g9x
    Editorial
    Um jornal que é seu
    Temos todas as razões para comemorar nossa 12ª edição! Com um ano de existência e uma distribuição em oito mil bancas de jornal por[...]
    por: Silvio Caccia Bava
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • CULTURA / OUTROS CIRCUITOS
    Rap à francesa

    Para apaziguar os cidadãos parisienses, preocupados com os levantes nas periferias, nada como uma música de protesto que aconselha os imigrantes a esquecer o rancor acumulado. Mas o ruído vindo dos subúrbios, de rappers originários do Togo, da Martinica e até mesmo da Argentina, ainda incomoda

    por: Jacques Denis
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • MATÉRIA DE CAPA / ENCRUZILHADAS DO DESENVOLVIMENTO
    Os retrocessos do atual modelo

    A sociedade da nova economia está em construção, permeada por doenças profissionais depressivas, pela solidão e pela devastadora crise de sociabilidade. Nessa marcha organizacional empreendida pelos países ricos, não é possível universalizar de forma homogênea a qualidade de vida reivindicada no século passado

    por: Marcio Pochmann
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • MÍDIA PÚBLICA
    O futuro da BBC

    Permanecer no ar por mais de 80 anos recusando-se a ter anunciantes não é fácil. Principalmente em uma época em que as emissoras privadas chegam, de forma gratuita, até a maioria dos domicílios. Em meio a corte de gastos com a programação e folha de funcionários, a rede britânica busca saídas para sua crise

    por: Jean-Claude Sergeant
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • MATÉRIA DE CAPA / ENCRUZILHADAS DO DESENVOLVIMENTO
    A inserção na economia global

    Não há dúvida que a taxa de câmbio real valorizada e a conseqüente inflação baixa melhoraram o bem-estar da população, tanto dos pobres quanto dos ricos. A moeda brasileira e seu juro básico formam um par atraente para os promotores da sarabanda internacional: são os queridinhos do mercado

    por: Luiz Gonzaga Belluzzo
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • TERRA INDÍGENA
    A guerra da raposa

    A disputa em torno da demarcação do território ao norte de Roraima vai muito além de 18 mil índios e seis produtores de arroz: trata-se de decidir os rumos da Amazônia. Devemos olhar para essa região como um espaço a ser explorado a qualquer custo ou é possível termos um desenvolvimento sustentável, plural e democrátic

    por: Pedro Abramovay
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • MATÉRIA DE CAPA / ENCRUZILHADAS DO DESENVOLVIMENTO
    O impacto sobre o meio ambiente

    Enquanto a maioria da população brasileira deseja entrar na sociedade de consumo, parte significativa pretende ascender ao padrão da classe média alta. Concretizar essas aspirações, porém, tem um alto custo: a superexploração do trabalho e a subestimação dos custos ambientais

    por: Jean-Pierre Leroy
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • Organização Mundial do Comércio
    Derrota do Itamaraty, vitória do Brasil

    Na Rodada Doha, os países em desenvolvimento acertaram mais uma vez ao recusarem a proposta americana de liberalização da economia. O Brasil, porém, antes considerado um dos porta-vozes desse grupo, mudou de lado e terminou o encontro com a imagem de despachante dos interesses do agronegócio

    por: Reinaldo Gonçalves
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • ALIMENTOS
    A fome que dá lucro

    A especulação financeira chegou ao mercado de alimentos. E não há indícios de que vai parar. Para os produtores, essa movimentação pode significar preços maiores. Para os investidores, a possibilidade de aumentarem os lucros. Para as bolsas, uma liquidez mais atraente. Para os pobres, simplesmente a fome

    por: Jorge O. Romano
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • FINANÇAS / OPINIÃO
    Pela justiça tributária

    O horizonte da justiça fiscal encontrará sem dúvidas barreiras e interesses divergentes. O Governo Federal deu um passo importante ao fazer sua proposta e está disposto a negociá-la. Cabe agora ao Congresso aperfeiçoá-la, vencer a resistência de alguns governadores e votá-la sem protelações

    por: Amir Khair
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • AMÉRICA LATINA
    Colômbia x Venezuela:a grande manipulação

    Uribe tentou convencer a opinião pública que Chávez e Correa têm ligações com as Farc baseando-se em dados apreendidos na operação de 1º de março. Porém, as incongruências são inegáveis. Se Raul Reyes e a vegetação local não sobreviveram aos bombardeios, como os computadores saíram ilesos?

    por: Maurice Lemoine
    04/07/2008
    Leia Mais →
  • NEOLIBERALISMO
    As três crises

    Cada vez mais intensos, os solavancos das finanças mundiais podem provocar crise sistêmica, e depressão semelhante à de 1929. A esta derrocada estão entrelaçadas a escassez de alimentos e da alta dos combustíveis. Vivemos as conseqüências de 25 anos de neoliberalismo. Mas quando diremos basta?

    por: Ignacio Ramonet
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • MÍDIA PÚBLICA
    O futuro da BBC

    Permanecer no ar por mais de 80 anos recusando-se a ter anunciantes não é fácil. Principalmente em
    uma época em que as emissoras privadas chegam, de forma gratuita, até a maioria dos domicílios. Em meio
    a corte de gastos com a programação e folha de funcionários, a rede britânica busca saídas para sua crise

    por: Jean-Claude Sergeant
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • ECONOMIA/FRANÇA
    Redistribuição de renda às avessas

    O discurso predominante sobre a dívida pública na França culpa os assalariados e os direitos sociais pelo tamanho do rombo. Mas por trás do alarmismo escondem-se os poucos indivíduos que lucram com essa “crise”: as famílias que têm renda suficiente para poupar e investir no mercado financeiro

    por: Bruno Tinel e Franck Van de Velde
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • CUBA
    Do Período Especial à ascensão de Raul

    Surpreendentes na aparência, as mudanças políticas vividas por Cuba são desdobramentos da virada aberta nos anos 1990, quando se reverteu a postura de alinhamento à União Soviética. Mas não levarão a um processo de “abertura” como imaginado em Washington

    por: Stephen Wilkinson
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • UNIÃO EUROPÉIA
    A fratura exposta da democracia

    A recente rejeição dos irlandeses ao Tratado de Lisboa não passa de um sintoma visível de um mal muito
    mais profundo: o distanciamento da União Européia dos cidadãos europeus. É por isso que, na maioria das vezes,
    os parlamentos nacionais afastaram a população das decisões, excluindo a possibilidade de referendos

    por: Bernard Cassen
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • NíGER
    O urânio na raiz do conflito

    Um dos países mais pobres do mundo vive de novo em estado de guerra civil, em virtude… de suas riquezas. Terceiro maior produtor de urânio do planeta, o Níger entrega o minério à exploração de transnacionais — que têm o apoio das forças armadas contra a população tuaregue

    por: Anna Bednik
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • CUBA
    Sair do caos sem cair na lei da selva

    “Quando me perguntaram, há cinco anos, se eu pensava que o futuro de Cuba seria socialista, respondi que sim, mas que o socialismo do século 21teria de ser reinventado. Esse verbo era, e é, muito importante, porque não se trata de resgatar com retoques o socialismo que tivemos e que temos”

    por: Aurelio Alonso
    01/07/2008
    Leia Mais →
  • CULTURA
    Rap à francesa

    Como alternativa à anestesia da música bem-comportada, artistas e grupos como D’, La Rumeur e Keny Arkana propõem crítica social, resistência e resgate de direitos. Fincados nas periferias “problemáticas” e ligados à migração, eles não recuam nem diante dos boicotes, nem da censura

    por: Jacques Denis
    01/07/2008
    Leia Mais →
EDIÇÕES ANTERIORES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *