Março 2008

Edição - 8
Edição 8-01
  • f7mcm77ww6855m0
    Editorial
    O fato novo
    Ele é negro – como Martin Luther King e Malcolm X. Chama-se Hussein – como Saddam Hussein. Também responde pelo nome de Obama –[...]
    por: Silvio Caccia Bava
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • 8 de março
    Aborto: entre o hospital e a clandestinidade

    Ninguém duvida que a interrupção voluntária da gravidez constitui uma dolorosa e até mesmo trágica opção. Mais trágico, porém, é constatar que sob o véu de cruzadas conservadoras pelo “direito à vida” se ocultam em todo o mundo, práticas terríveis como os abortos clandestinos, o abandono de crianças e o infanticídio

    por: Anne Daguerre
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Microsoft X Google
    Os gigantes brigam na internet

    A oferta pública de compra da Yahoo, feita pela Microsoft, é mais um lance da batalha feroz travada pelas principais operadoras do setor. Está em jogo o controle da publicidade na internet, cujas cifras, cada vez mais polpudas, aguçam o apetite insaciável das grandes corporações

    por: Hervé Le Crosnier
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Saúde
    A conspiração do silêncio

    Há 50 anos, as conseqüências sanitárias das atividades nucleares são ocultadas pela Organização Mundial da Saúde. Nesse período, concentrações nocivas de radionuclídeos acumularam-se na terra, na água e no ar. Todos os estudos que alertavam sobre o impacto das radiações foram solenemente ignorados. O lucro falou mais a

    por: Alison Katz
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Gestão municipal
    A sociedade já tem como controlar

    Sob pressão de organizações não-governamentais, movimentos e empresas, Câmara Municipal de São Paulo aprova lei que obriga o prefeito a apresentar, em até 90 dias após a posse, seu plano de gestão, garantindo maior transparência na administração pública

    por: Movimento Nossa São Paulo
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • França
    Juventude fora de controle

    Quando se trata de imigrantes, os conservadores culpam os pais pelos maus modos dos filhos. Mas o fato é que o trabalho nas fábricas, que antes funcionava como elemento disciplinador, já não atua mais. Devido à precarização das relações profissionais, os jovens estão agora soltos nas ruas, para o que der e vier

    por: Laurent Bonelli
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Políticas sociais
    O público e o privado na saúde brasileira

    Na década de 1980, quando era moda criticar o socialismo e a opção européia pelo bem-estar social, o Brasil aprovou a criação do Sistema Único de Saúde. Mas, sem decidir pela estatização das entidades privadas e filantrópicas, o país criou uma estrutura híbrida, que mistura gestão pública com atendimento particular

    por: Gastão Wagner de Sousa Campos
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • f7mcm77ww6855m0
    Editorial
    O fato novo
    Ele é negro – como Martin Luther King e Malcolm X. Chama-se Hussein – como Saddam Hussein. Também responde pelo nome de Obama –[...]
    por: Silvio Caccia Bava
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Refugiados Globais
    Migração sem escolha

    Calcula-se que entre 100 e 200 milhões de pessoas tenham sido obrigadas a deixar suas casas, seja por desastres naturais, guerras ou projetos de desenvolvimento, como construções de barragem e centros industriais. À esta estatística, os pesquisadores tentam agregar uma nova forma de deslocamento forçado: o econômico

    por: Philippe Rekacewicz
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Matéria de capa
    O fenômeno Obama

    Difamado pelos adversários, que insistem em caricaturá-lo como terrorista muçulmano, ele deslancha na

    por: Argemiro Ferreira
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Filipinas
    Progressistas na linha de fogo

    Com o patrocínio dos Estados Unidos e sob o pretexto de combater o terrorismo islâmico, o governo de Gloria Macapagal Arroyo reprime sistematicamente os movimentos sociais. Cada liderança que se destaca é perseguida e, não raro, exterminada. Agredida, a sociedade civil exige a renúncia da presidente

    por: Philippe Revelli
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • União Europeia
    Democracia “simplificada”

    Rejeitada nos referendos de 2005, a Constituição Européia volta sorrateiramente à cena pelos fundos, travestida no Tratado de Lisboa. Este deverá ser ratificado por todos os países da UE – sem consulta popular e a portas fechadas. Afinal, como declarou o ex-ministro francês Jack Lang, “um tratado é só um tratado”

    por: Serge Halimi
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Tréplica
    Dogmas ambientais

    Em resposta à crítica que recebeu de Bruno Milanez, o autor defende que “a empresa privada não é uma caixa preta imune à pressão social” e pode, sim, modificar seus comportamentos em relação ao meio ambiente a partir das reivindicações da sociedade: um tema de enorme atualidade e impacto político

    por: Ricardo Abramovay
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Guerra no Iraque
    Os EUA conseguirão sair do atoleiro?

    Em 2006, o fracasso parecia inevitável. Hoje, alguns acreditam na vitória. Bush espera, assim, atar as mãos de seu sucessor e levá-lo a seguir o mesmo caminho. Porém, a escalada de Obama, candidato hostil à manutenção das tropas, mostra que, mesmo no plano interno, o presidente pode não ser bem sucedido

    por: Alain Gresh
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • França
    Sarkozy-Bonaparte

    O conceito de bonapartismo por certo não se aplica ao atual regime político francês. Mas as semelhanças entre o novo presidente e o imperador Napoleão III vão além do gosto pelo falso brilhante, dos conchavos com amigos ricos e do liberalismo de tipo anglo-saxão. Uma composição social muito peculiar conferiu a ambos o

    por: Alain Garrigou
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Direita Católica
    A nova estratégia do Opus Dei

    Valendo-se de uma atuação bem orquestrada na mídia, a organização saiu da defensiva e conseguiu até mesmo virar a seu favor a tempestade desencadeada pelo Código Da Vinci. Frente à guinada à direita promovida pelo Vaticano, as teses da Obra parecem estar cada vez mais em sintonia com a vertente dominante na Igreja

    por: Jérôme Anciberro
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • LÍNGUA
    Falar o árabe

    A retórica e a eloqüência da tradição literária árabe remontam a mais de mil e duzentos anos. Foram escritores de Bagdá, como Al-Jahiz e Al-Jurjani, que elaboraram, então, sistemas inacreditavelmente inteligentes e modernos. Seu trabalho baseou-se no texto do Corão, modelo de tudo o que veio depois dele em matéria ling

    por: Edward Said
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Integração regional I
    Infra-estrutura a serviço do grande capital

    Com as bênçãos de Washington e o apoio financeiro do Banco Interamericano de Desenvolvimento, dez países sul-americanos vêm levando adiante um conjunto de obras gigantescas, voltadas para ajustar as economias da região aos interesses do mercado globalizado e das empresas transnacionais

    por: Igor Fuser
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • TORRES
    Pesadelo vertical

    O arranha-céu tornou-se a expressão por excelência do capitalismo. Ele não permite o encontro e isola os indivíduos em um mundo doentio de luz artificial e ar condicionado, centrado no elevador e nas entregas em domicílio

    por: Thierry Paquot
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Integração regional II
    Banco do Sul: libertação ou ilusão?

    É promissora a decisão de criar uma instituição financeira e executar projetos de desenvolvimento regional sem rentabilidade imediata. Mas, para o sucesso do empreendimento, seus protagonistas precisarão superar várias divergências

    por: Julio Sevares
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Ponto de Vista
    Energia: Responsabilidade compartilhada

    Quando se fala em nova crise é importante analisar a matriz energética brasileira frente ao contexto internacional; explicitar a diferença da política implantada pelo atual governo em relação àquela vigente durante o apagão de 2001; e apontar elementos para que as organizações da sociedade civil se posicionem no debate

    por: Cassio Luiz de França
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • Crise econômica
    De vendaval a furacão

    Quem se surpreenderá com as proporções assumidas pela tempestade quando o próprio objetivo da desregulamentação foi abolir todo entrave à ação dos especuladores e proporcionar-lhes, sem a menor restrição, a mais viciante das formas do lucro: a rentabilidade financeira?

    por: Frédéric Lordon
    04/03/2008
    Leia Mais →
  • 8 de março
    Eu, mulher

    Num lugar em que as mulheres são mortas pelos maridos, agredidas pelos filhos, torturadas pelas mini-saias, saltos altos e outras “burcas” do Ocidente, escolhi casar e ter crias, e trabalhar na comunidade. Preta, pobre, favelada, escolho não estar à venda. Nascida na Rua dos Ossos, escolho formar consciências

    por: Dinha
    04/03/2008
    Leia Mais →
EDIÇÕES ANTERIORES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *