Dezembro 2008

Edição 17

R$14,90Comprar

Em busca de recursos naturais

Dependente dos hidrocarbonetos estrangeiros, a Europa se preocupa cada vez mais com a falta de diversidade
de suas importações e com sua submissão à instabilidade do mercado. Além disso, o Velho Mundo teme a
possibilidade – concreta – de os países exportadores formarem um grande cartel também para o gás naturalMathias Reymond


ANÁLISE

Um G20 descartável

Dois meses após o crash de Wall Street, seria inútil esperar dos países mais
influentes do mundo a contestação das políticas injustas que promovem a
desigualdade. Um “novo Bretton Woods” não se monta em algumas semanasSerge Halimi


ESTADOS UNIDOS

Nova era democrata

A vitória histórica de Barack Obama traz em seu interior as sementes para um realinhamento básico da
política americana. Ela é também produto de uma tendência de longo prazo favorável à emergência de uma
maioria democrata que poderá dominar a cena dos Estados Unidos pelo próximo quarto de séculoJerome Karabel


ANTÁRTIDA

Para salvar o planeta

O degelo progressivo dos pólos pode dar lugar a um desastre sem precedentes
que irá gerar um aumento muito maior e mais acelerado do nível das águas. E um
tratado “pós-Kyoto”, necessário para evitar a catástrofe, deve demorar a surgirDaniel Tanuro


EVASÃO FISCAL

Jersey, o paraíso sem medo

A quantia total dos fundos depositados na ilha, até hoje vinculada à Coroa britânica, seria superior a
R$ 1,7 trilhão. O montante ainda é pequeno, mas em um contexto de concorrência desenfreada entre os
70 paraísos fiscais recenseados no mundo, Jersey está consolidando sua participação no mercadoOlivier Muller-Cyran


Capa / Comportamento

Consumismo infantil

Em nossa sociedade há um verdadeiro exército publicitário trabalhando ininterruptamente para convencer as crianças a comprar toda sorte de produtos, em especial durante o Natal. Com fotos bem produzidas e indicações de artistas renomados, a propaganda adentra suas defesas psíquicas ainda frágeis e promove ilusõesYves de La Taille


Capa / Comportamento

Sobre pássaros e lobos

O fato é que os grandes comércios não somam em nada na quebrada, não se adaptam à cultura local, pelo contrário. Nas periferias eles exploram os desinformados, com uma calculadora rápida e muitos sorrisos. E o crédito vai sendo aprovado, afinal nosso povo é honesto, sofre, mas não deixa manchar o nomeFerréz


Capa / Comportamento

A alma do consumo

A era hipermoderna se dá sob o signo do excesso e do extremo: não sabemos ao certo onde termina a necessidade e onde começa o supérfluo. A vontade de saber, a vontade de se relacionar, a vontade de viver e a vontade de lazer foram absorvidas pela lógica do consumoGustavo Barcellos


Avaliação da Crise I

Riscos e oportunidades

Para evitar efeitos mais devastadores da crise, os bancos centrais tomaram medidas de vulto, com trilhões de dólares de ajuda ao sistema financeiro. Mas o cassino continua! É preciso que os movimentos e as entidades pensem ações coletivas para denunciar esses esquemas, que não mudam na base as causas do colapsoLuiz Eduardo W. Wanderley


Avaliação da Crise II

Propostas para agora

A história ensina que as grandes crises nos países dominantes causam danos enormes na periferia do sistema. Mas elas também geram brechas que permitem avanços. Para escapar do colapso internacional é preciso aproveitar este momento com coragem de agir e de fixar objetivos realistasPlínio Arruda Sampaio