Fevereiro 2009

Edição 19

R$14,90Comprar

Dossiê / Gaza

A proliferação do ódio

A guerra em Gaza modificou profundamente a situação na região, só que não no sentido desejado pelos dirigentes israelenses: ela apenas confirmou a marginalização da Autoridade Palestina e favoreceu a consolidação de uma frente de resistência reunida em torno do Qatar e da SíriaAlain Gresh


A alma do homem

“Apressem-se, burgueses, a concluir sua obra industrial, antes que a mente humana, que de maneira alguma
foi dominada toda ela por suas máquinas e seu comércio, recupere seus direitos! Ou vocês acham que poderão
viver por muito tempo dos seus ágios, dos seus prêmios, dos seus descontos, das suas hipotecas?”Pierre-Joseph Proudhon


ESPIONAGEM GLOBAL

O dreamteam da CIA

Desde a sua criação em julho de 1947, a agência de inteligência americana conheceu altos e baixos.
Entretanto, todos que participaram das ações clandestinas de seu “grupo de choque constituído”, em 1954,
foram beneficiados por uma constante: a impunidade irrestritaHernando Calvo Ospina


Anarquistas e libertários

Causa espanto a indiferença e a tolerância dos “anarquistas” em relação às apropriações mais ou menos
indevidas que muitos andaram fazendo do rótulo de “libertário”. Mas eles rebatem dizendo que delimitar
o termo equivaleria a contrariar os próprios princípios que o norteiamJean-Pierre Garnier


MOBILIZAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS

Um novo ânimo para o ativismo trabalhista

Por seis dias, 240 funcionários ocuparam a fábrica Republic, com sede em Chicago, para protestar contra
a repentina demissão em massa, provocada pelo cancelamento da linha de crédito da empresa no Bank of
America. Após muita pressão popular e o apoio de Barack Obama, suas reivindicações foram aceitasPeter Dreier


50 ANOS DA REVOLUÇÃO CUBANA

Em busca de um novo modelo

Reconhecendo publicamente que o sistema não funciona bem, Raúl Castro suscitou muitas esperanças.
Chamando seus compatriotas a participar de um grande debate nacional, o novo presidente abriu espaço
para expressão das diferenças. Admitiu que é preciso mudar. Mas o quê, quando, como?Janette Habel


Capa / Imperialismo brasileiro

Soja: a expansão dos negócios

Visando o aumento da renda fundiária, empresas privadas e latifundiários brasileiros atravessam as fronteiras para o Paraguai e a Bolívia em busca de terras férteis e baratas. A expropriação de camponeses e indígenas e a destruição ambiental fazem parte do processo, independentemente do país em questãoMaria Aparecida de Moraes Silva|Beatriz Medeiros de Melo


Capa / Imperialismo brasileiro

Pressão pela força

Resultado de investimento permanente nas forças armadas, o Brasil possui hoje o maior contingente militar de toda a América do Sul. No final de 2008, o país demonstrou seu poderio em um treinamento realizado na fronteira com o Paraguai, que serviu para atemorizar o governo LugoGustavo Torres González


Capa / Imperialismo brasileiro

Da Alca à IIRSA

Criada ainda na gestão FHC, a iniciativa desenvolve grandes projetos nas áreas de transporte, energia e comunicações. Cada um de seus eixos tem como objetivo dotar a região de infraestrutura para extrair, em níveis nunca vistos, todo tipo de commodities, exportando-as para os mercados consumidores mais ricosCarlos Tautz


Economia / América do Sul

Resposta ao liberalismo

Recentemente, a América Latina presenciou um acontecimento histórico: a criação de uma estrutura monetária regional que quebra o monopólio do FMI. Os seis países-membros da Alternativa Bolivariana para os Povos de Nossa América decidiram adotar uma moeda virtual comum, que levará o nome de SucreBernard Cassen


Integração

Passos importantes, muitas dificuldades

A cúpula do Mercosul aprovou a ampliação do uso das moedas nacionais dentro do bloco. Apesar de não significar a “desdolarização” econômica dos negócios nem a implementação de propostas mais ambiciosas – que continuam como retórica de alguns presidentes – a medida aponta para uma integração mais aceleradaCarlos Eduardo Carvalho


Regulação financeira

Fundo Soberano Brasileiro

Aparentemente, esse novo organismo, lançado no apagar das luzes de 2008, cumprirá um papel anticíclico no enfrentamento da crise financeira global, protegendo o país da saída maciça de capitais especulativos. Não seria melhor uma política de controle de capitais? Ou são outros os objetivos do FSB?Fernando J. Cardim de Carvalho


Sociedade

Investigar a dívida pública

Prevista na Constituição de 1988, a auditoria poderia esclarecer qual a contrapartida e quem foram os beneficiários da dívida pública brasileira, que consome tantos recursos e alcança patamares altíssimos. Outros países da América do Sul já deram o exemplo e estão comprovando a ilegalidade desse endividamentoMaria Lucia Fattorelli


Dossiê / Gaza

A proliferação do ódio

A guerra em Gaza modificou profundamente a situação na região, só que não no sentido desejado pelos dirigentes israelenses: ela apenas confirmou a marginalização da Autoridade Palestina e favoreceu a consolidação de uma frente de resistência reunida em torno do Qatar e da SíriaAlain Gresh


Dossiê / Gaza

Irã, inimigo número um do Ocidente

Desde 1948, as relações entre israelenses e iranianos têm momentos de proximidade e distanciamento, a depender da postura dos Estados Unidos na região. Antes tida como aliada para contrabalançar o peso dos Estados árabes, há cerca de dez anos Teerã recebeu a alcunha de “ameaça” permanenteAlastair Crooke


Dossiê / Gaza

Quanto maior a mentira…

A Faixa de Gaza é o território mais densamente povoado do mundo: 1,5 milhão de pessoas em 370 km2. Achar que as bombas separariam o joio do trigo é uma piada mórbida. Dois terços das vítimas da ofensiva israelense não eram combatentes e um terço tinha menos de 18 anosDominique Vidal


Dossiê / Gaza

David fala árabe

Os objetivos exatos da operação foram vagamente definidos, mas em todo caso os palestinos deveriam, mais uma vez, “aprender sua lição”. Desde o início, o movimento sionista sempre assumiu que representava justiça, progresso e racionalidade sofisticada, enquanto os árabes eram uma ralé primitiva e violentaTom Sergev


Dossiê / Gaza

Um lugar que chora

A expressão “terra arrasada” não parou de vir e voltar à minha cabeça. Essa expressão descreve um lugar, ou alguns lugares, onde tudo, tanto no sentido material como imaterial, foi decapado, removido, varrido, assoprado, desviado, tudo, exceto a pobre terra palpávelJohn Berger


Guerra Civil Espanhola

A batalha da memória

A iniciativa de abrir as valas comuns onde estão enterrados os republicanos dessacraliza uma transição democrática erigida como “modelo” e destrói dois de seus mitos fundadores: o da amnésia e o de um pacto político do esquecimento entre a direita e a esquerda, até então obrigada a aceitar a impunidade dos carrascosJean Ortiz


Estados Unidos

George W. Bush, o presidente MBA

Único mandatário americano a ter um diploma de Masters of Business Administration da prestigiosa universidade de Harvard, Bush ficou muito aquém do que prometia seu título. Causou espanto com fracassos frequentes em setores que dizem respeito à gestão econômica e até mesmo à simples logísticaIbrahim Warde


Violência / Colômbia

Defesa dos direitos: uma loucura coletiva

Enquanto uma forte campanha contra as Farc ganha a mídia colombiana e internacional, os paramilitares continuam agindo impunemente. Em conluio com o exército e inúmeros políticos, eles já desalojaram mais de 3 milhões de pessoas e seguem assassinando as lideranças dos movimentos sociaisPaola Orozco Souël


Agronegócio / África

Agricultura patenteada

Há cinco anos as plantações de algodão de Burkina Faso, as maiores da África Ocidental, vêm sendo contaminadas por organismos geneticamente modificados. E ao que tudo indica, o país é apenas o ponto de partida para a expansão dessa tecnologia, que traz enormes benefícios a empresas como a MonsantoFrançoise Gérard


Relações internacionais

Novo belicismo do Canadá

Ratificado no cargo no ano passado, o premiê conservador Stephen Harper tenta deixar de lado a fama de “simpático” de seu país para colocá-lo entre os figurões da política mundial. E a guerra no Afeganistão parece ter sido a ocasião perfeita para essa nova posturaMarc-Olivier Bherer


Colapso econômico

Os liberais diante da crise

O futuro do livre mercado e as acusações sobre o modelo como causa da instabilidade econômica inquietam os liberais, que recorrem a variadas justificativas. Uns responsabilizam o Estado, outros culpam setores não devidamente desregulamentados e há ainda os que afirmam que a crise prova a eficácia dos mecanismos atuaisEric Dupin


União Europeia

Turbulências na zona do euro

Durante sua primeira década, a moeda europeia não correspondeu às expectativas iniciais: experimentou um crescimento enfraquecido e uma taxa de desemprego elevada. Além disso, o déficit orçamentário de várias das suas economias superou, com frequência, o teto estabelecido em 3% do PIBLaurent Jacque


Literatura

Pelos becos e vielas da periferia

Nas duas últimas décadas surgiram novidades no mercado editorial brasileiro: jovens da periferia começama mudar o setor, engrossam o número de leitores no país, produzem literatura de qualidade, criam novos selos, multiplicam ações independentes e elevam a autoestima das camadas mais carentes da populaçãoFabiana Guedes


Cinema

A nouvelle vague que não passa

Depois de exatos 40 anos de Truffaut e Godard terem dado os primeiros passos em direção ao cinema autoral francês, seu legado tornou-se, ao mesmo tempo, sombra e inspiração para os jovens que pensam em seguir sua trilha. Superar este momento é um dos maiores desafios da sétima arte no paísPhilippe Person


Editorial

Gigante pela própria natureza

Silvio Caccia Bava


A negação do poder

A comemoração dos 200 anos do nascimento de Pierre-Joseph Proudhon traz de volta as contribuições de
um grande pensador que permaneceu crítico aos intelectuais de seu tempo. Suas ideias de autonomia política
e sua condenação da propriedade privada levaram-no à prisão e ao exílio na época de Napoleão IIIEdward Castleton


GUERRA DO IRAQUE

Obama volta atrás

Com a decisão de manter no Pentágono o atual secretário de Defesa, Robert Gates, o presidente eleito dos
Estados Unidos abriu mão do controle efetivo sobre a situação no Iraque. Seu plano inicial de retirar as tropas
em até 16 meses parece apenas uma promessa distanteGareth Porter


ANÁLISE

Dinheiro e poder

O poder do Estado ressurge como esperança para uma crise generalizada. Mas, se aparatos institucionais são compostos por pessoas – e o mercado por mãos que estiveram tão livres – muito provavelmente interesses serão privilegiados. Não seria insensatez esperar a cura dos mesmos que inventaram a doença?Serge Halimi


Agricultura patenteada

Há cinco anos as plantações de algodão de Burkina Faso, as maiores da África Ocidental, vêm sendo
contaminadas por organismos geneticamente modificados. E ao que tudo indica, o país é apenas o ponto
de partida para a expansão dessa tecnologia, que traz enormes benefícios a empresas como a MonsantoFrançoise Gérard


Da batalha das Termópilas ao 11 de setembro

Buscando numa concepção maniqueísta da história um afrontamento incessantemente reiniciado entre
civilização e barbárie, inúmeros autores, frequentemente prestigiosos, nos fazem embarcar numa máquina
do tempo para encontrar as raízes dessa “guerra de 2.500 anos”Alain Gresh