Maio 2010

Edição 34

R$14,90Comprar

DEU NO DIPLÔ

O dinheiro e a política no Brasil

A competição eleitoral desequilibrada em função da desigualdade gritante de recursos entre campanhas ameaça o jogo eleitoral, distorcendo a representação a favor de quem mobiliza mais dinheiro. Esse modelo de financiamento é corresponsável por corrupção, má gestão e abuso de recursos para fins particularesBruno Wilhelm Speck


POLÍTICA

Coronelismo, clientelismo e a política de direita

Conhecido mecanismo de controle do eleitorado, o voto de clientela, via barganha em torno de vantagens materiais, é consequência inevitável do capitalismo e caracteriza-se hoje pelo clientelismo estatal, onde cabos eleitorais distribuem favores ligados a instituições governamentaisFrancisco Pereira de Farias


OPINIÃO

Deixo a Câmara sem deixar a política

O sistema político brasileiro traz no seu bojo o vírus da procriação da corrupção e das práticas não republicanas. Há tempos não me sentia confortável com disputas onde o dinheiro cada vez mais decide o sucesso de uma campanha. Por isso me empenhei tanto na reforma política, mas fui derrotadoJosé Eduardo Cardozo


DEMOCRACIA

Corrupção se enfrenta com reforma política

O atual sistema político, com suas formas de exercício do poder, é elemento central da cultura da corrupção e da impunidade no Brasil. É preciso ir além da reforma do sistema eleitoral. Sem a radicalização da democracia não teremos um país livre da corrupçãoAna Claudia Teixeira|José Antonio Moroni


EDUCAÇÃO

A greve dos professores e a política de mérito

Tachados de promover uma greve político-partidária, os professores de São Paulo enfrentaram um mês de paralisações e de ataques do governo por reivindicarem o direito de trabalhar com dignidade. Enquanto isso, no Palácio dos Bandeirantes, ninguém assume a responsabilidade pela baixa qualidade do ensino no estadoSérgio Haddad


POVOS ORIGINÁRIOS

Identidades e interesses em conflito

Tratados como minoria, indígenas misturam traços culturais e ligação com um território para resistir, conquistando vitórias como as constituições que reconhecem o caráter pluriétnico e multicultural de vários Estados na América LatinaMaurice Lemoine


EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Minoria em seu próprio país

Entre a resistência dos conservadores e o desejo de integração com o Ocidente o povo emirati atravessa um polêmico debate sobre o uso do inglês em seu cotidiano. A reafirmação da identidade árabe enfrenta desafios como ser minoria em seu próprio território: 80% da população dos Emirados são de estrangeirosAkram Belkaïd


ERA PÓS-SOVIÉTICA

A nova revolução quirguiz

O aumento do preço da energia levou o povo às ruas e derrubou o presidente Bakiev. Não é possível prever se o governo interino conseguirá retomar o controle do Estado e corresponder às expectativas de uma população que afunda cada vez mais na pobreza. O Quirguistão está à beira de uma guerra civilVicken Cheterian


UM PASSO À ESQUERDA

O Reino Unido vira a página

Um reajuste político se esboça nos dois grandes partidos ingleses, que os afasta de suas figuras tutelares e de seus portos seguros. Ao mesmo tempo, temas banidos ressurgem no discurso político: classes sociais, intervenções do Estado, sindicatos…Serge Halimi


SINDICALISMO

Os sindicatos e o governo Lula

A chegada ao poder da direção do movimento operário que enfrentou a ditadura militar e revivificou as instituições democráticas brasileiras nos anos 1980 coloca desafios para o movimento sindical. Entre eles, romper com a burocratização e o contínuo afastamento das direções em relação às basesRuy Braga


ECONOMIA

Um salário bem menor que o mínimo!

Apesar da recuperação dos últimos anos, nosso salário está longe de garantir aos trabalhadores o mínimo para uma vida digna previsto na Constituição Federal. Segundo o DIEESE, o brasileiro deveria receber, hoje, R$ 2.003,30. Mas cerca de um terço dos trabalhadores ganha apenas R$ 510,00 por mêsOdilon Guedes


ESTADOS UNIDOS

Saúde: agora sim, um direito de todos

Depois de um ano de batalhas no Congresso e com a indústria das seguradoras, Barack Obama promulga lei que estende a cobertura médica para um sexto da população. Ainda assim, esse continua sendo o sistema de saúde mais caro do mundo e a lei do mercado segue regendo o acesso aos atendimentosOlivier Appaix


MUNDO INTELECTUAL

Chomsky e a produção da verdade

Aos olhos de boa parte da intelectualidade, Chomsky é um pássaro cuja atividade principal é sujar o próprio ninho, com a esperança de que outros farão o mesmo e, assim, o futuro será melhor. Neste percurso esbarra em protestos violentos, como se afirmasse que a justiça se encontra apenas do lado do inimigoJacques Bouveresse


ENERGIA / ARMAS NUCLEARES

Os países que não podem ter

No cenário de fronteira porosa entre tecnologia nuclear civil e militar, o Tratado sobre a Não-Proliferação de Armas Nucleares está longe do ideal. Casos como Irã, Coreia do Norte, Israel, Índia e Paquistão, no entanto, tornam real a ameaça e fazem do acordo um escudo necessário, apesar de esburacadoOlivier Zajec


DÍVIDA PÚBLICA

Desglobalização financeira e soberania nacional

A crise grega reabre o debate sobre o financiamento das dívidas públicas e seus credores. Ressurgem as imposições do mercado internacional, penalizando a população. Países como o Japão, no entanto, têm uma dívida pública apenas interna, o que muda todo o jogo de poderFrédéric Lordon


GEOPOLÍTICA

A Alemanha no centro do tabuleiro internacional

Defensora de uma política externa multilateral e que privilegia soluções civis para crises globais, a Alemanha soube se adaptar às mudanças internas e à evolução do contexto internacional e, hoje, defendendo com afinco os interesses nacionais, ocupa lugar estratégico na geopolítica mundialHenri Ménudier


COMÉRCIO

China: o novo destino dos africanos

Em busca do comércio atacadista de produtos industriais, a presença africana na China cresce a taxas de 30% ao ano. O novo destino dos povos do continente negro não está livre da hostilidade. Mas o racismo, muitas vezes, acaba onde começam os negóciosTristan Coloma


CULTURA

Teatro, raça e aplausos

Em 2010, o Bando de Teatro Oludum comemora duas décadas de palco, tendo a questão racial como principal temática. Fruto de movimentos sociais locais, da força organizacional e inteligência do negro, a companhia de teatro criou uma linguagem própria para tratar, com humor, do racismo no BrasilLuiz Antônio


FILMES ISRAELENSES

Contar as histórias na primeira pessoa

Há 15 anos crescendo em sucesso de público e arrecadação, a indústria cinematográfica de Israel mergulha no encalço de Amos Gitai e, contraditoriamente, conta com o apoio de um Estado cuja rigidez política não impede de patrocinar filmes muito críticos em relação ao ideal sionistaProlongeau Hubert


CINEMA ARTESANAL

Sem começo nem fim

O cinema deu um loop e ocupou o espaço expositivo das galerias e dos museus – os filmes, sem começo nem fim, são a projeção cíclica de um instante. Esse cinema nasceu de uma relação artesanal com o fazer cinematográfico. O artista saiu da sala escura, abandonou a narração e foi em busca de sensações imersivasGabriela Greeb


MARCO CIVIL DA INTERNET

O uso livre da web

O modo como regulamos a internet e sua camada web tem impactos no modo como a sociedade se relaciona. É central estabelecer princípios que garantam a liberdade de expressão na rede e a internet como direito dos cidadãosCarlinhos Cecconi|Vagner Diniz


EDITORIAL

Ações nos bastidores

Silvio Caccia Bava