Setembro 2010

Edição 38

R$14,90Comprar

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Chico de Oliveira: qual reforma política?

Descrente de uma mudança de fôlego, o sociólogo e professor emérito da USP destaca algumas medidas paliativas para diminuir a distância que existe hoje entre povo e poder, sem apostar muito em seu sucessoMaíra Kubík Mano


REFORMA POLÍTICA

Propostas dos candidatos

Convidamos os principais candidatos à Presidência – Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio Sampaio (PSOL), segundo critérios de representatividade parlamentar – para apresentar propostas de reforma política que implementariam, caso eleitos. O candidato do PSDB optou por não participarequipe Le Monde Diplomatique Brasil


REFORMA POLÍTICA

Um limite para os mandatos

A representação parlamentar não pode se prolongar por tempo indefinido. Representação não é profissão, mas da forma como está se transformou em emprego vitalício, criando a síndrome da reeleição. Estar no Parlamento tantas vezes quantas for possível passou a ser um objetivo a ser atingido a qualquer custoChico Whitaker


REFORMA ELEITORAL

A transparência política

No final do ano passado, foi aprovada uma reforma da lei eleitoral argentina que regulamenta, entre outras questões, o modo de escolha dos candidatos. Foram instaladas consultas primárias abertas e simultâneas para todos os partidos políticos. Ao mesmo tempo, proibiu-se as contribuições de pessoas jurídicasHernán Charosky


REFORMA POLÍTICA

O dilema democrático das medidas provisórias

No país, é comum a utilização de medida provisória em detrimento do processo legislativo próprio do Congresso Nacional. A questão é saber até que ponto a expansão da competência normativa do Poder Executivo encontra, no caso brasileiro, legitimação e respaldo jurídico e políticoRubens Naves|Guilherme Amorim Campos da Silva


ELEITORADO EVANGÉLICO

Candidatos em nome de Deus

Os evangélicos eram 15,4% dos 170 milhões de brasileiros no último censo e a projeção é que cheguem a 50% em 2020. Ainda que não haja evidências de um voto especificamente evangélico, é visível o destaque que esses atores religiosos têm assumido na cena eleitoralAriovaldo Ramos e Nilza Valéria Zacarias


AMÉRICA LATINA

Costa Rica: um país pacífico que se arma

A expansão da presença militar dos EUA na América Latina é justificada pelo pressuposto de que é preciso enfrentar conjuntamente ameaças como migrações ilegais, crime organizado e narcoterrorismo. Com isso, os americanos aumentam sua influência na região e causam temor naqueles que questionam essa estratégiaAdriana Rossi


MEIO AMBIENTE

O futuro da Política de Resíduos Sólidos

Fruto de 20 anos de debates, a lei sancionada em agosto traz avanços como o foco na prevenção e na precaução, estimulando padrões sustentáveis de produção e consumo. A partir de agora, a sociedade brasileira terá um papel decisivo na implementação dessas novas políticas públicas do setorElisabeth Grimberg


EMPREGO

A revolução no significado do trabalho

O que é bom depois dos 60 anos é ainda melhor antes. Por que não atribuir a todas as pessoas, desde que começam a trabalhar, uma qualificação e um salário? Para que esperar a aposentadoria para ter uma renda contínua e irrevogável?Bernard Friot


DÍVIDA PÚBLICA

O déficit público europeu

Restabelecer as finanças públicas exige menos rigor orçamentário que intelectual e moral: para reequilibrar as contas, bastaria pôr fim à distribuição de privilégios que contempla empresas e altos executivos, sempre beneficiados pela renúncia fiscal e pelas reduções de impostos sobre os lucros das sociedades privadasLaurent Cordonnier


ORIENTALISMOS

Fotos sem luzes

A Time Magazine publicou fotos chocantes de Bibi Aisha, mulher mutilada pelo regime talibã, indagando como ficaria o país caso as forças armadas estrangeiras deixassem a região. Dias antes vazaram documentos confirmando o fracasso moral, político e militar da guerra travada pelos ocidentaisSerge Halimi


ECONOMIA/ALEMANHA

O preço da estabilidade

Apesar do clima de confiança na economia do país, que conseguiu se manter em melhor situação durante a crise europeia, a Alemanha está pagando um alto custo social por ter sido campeã mundial de exportações. Além do aumento da desigualdade e da pobreza, crescem as tensões políticasTill van Treeck


CHINA

A revolta dos trabalhadores

Os trabalhadores chineses vivenciam um amplo movimento de multiplicação das greves em empresas estrangeiras e nacionais. Um processo que, de modo imperceptível, mas tenaz, começa a modificar as relações de poder entre governantes e governadosIsabelle Thireau


POLÍTICA BILATERAL

EUA e Inglaterra, It’s over baby!

Tentando quebrar com o estrito vínculo gerado durante as gestões Blair e George W. Bush, estadunidenses e britânicos reavaliam posicionamentos. Apesar de manterem forte cooperação em vários setores, Barack Obama e David Cameron estão mais distantes e a tendência é que os britânicos se aproximem mais da EuropaJean-Claude Sergeant


CONFLITOS NO ORIENTE

Os talibãs enriquecem no Afeganistão

Os principais alvos da extorsão por parte dos talibãs são os militares estadunidenses, ou mais precisamente, seus subcontratados. Todo mês, de seis a oito mil comboios entregam a cerca de 200 bases o material necessário para continuar a guerra: munição, combustível, papel higiênico etc. Não sem antes pagar pedágioLouis Imbert


AGRICULTURA

O trabalho precário dos migrantes no Líbano

Na planície de Bekaa, estendem-se belos campos aos quais se tem acesso por vias margeadas de armazéns frigoríficos e instalações de empacotamento. Mas, em contraponto ao cenário do progresso, existem formas de miséria onde trabalhadores são as principais figuras das paisagens arcaicas que os campos modernos exibemLucile Garçon|Rami Zurayk


CRIMINALIDADE NA FRANÇA

A bolha da segurança

A desarticulação entre insegurança e questões sociais e econômicas é uma tendência atual que acaba por tratar o problema da delinquência como responsabilidade apenas do infrator. Mas isolar dessa forma o indivíduo impede compreender os sistemas de relações dentro dos quais os seus atos fazem sentidoLaurent Bonelli


NOVAS TEORIAS

Rumo à sociedade do cuidado

A chamada sociedade do care opta pela valorização do indivíduo em sua vulnerabilidade específica e dá ênfase a interdependência. Baseada nos limites do liberalismo, ela impõem o reconhecimento da necessidade específica de cada pessoaEvelyne Pieiller


ATIVISTAS PALESTINOS

Militância Avatar

Na Cisjordânia, o filme de James Cameron foi reencenado por ativistas palestinos como crítica à ocupação israelense. Fórmula é antiga: na Europa, a população se fantasiava de povos reais (os mouros) ou imaginários (as amazonas), considerados ameaças à civilização;nos EUA, negros de Nova Orleans criavam tribos indígenasHenry Jenkins


RELAÇÕES PERIGOSAS

Espionagem israelense nas comunicações

Por muito tempo desconhecida, a base de Urim, a instalação de espionagem mais importante de Israel, foi descoberta recentemente. Por lá são interceptadas, secretamente, chamadas telefônicas, correio eletrônico e outros tipos de comunicação do Oriente Médio, Europa, África e ÁsiaNicky Hager


HISTÓRIA

Comunismo patológico

Em 1848, médicos franceses começaram a estudar como as agitações políticas e sociais causavam doenças mentais. Surgiram pesquisas classificando os revolucionários como demagogos, maníacos, monomaníacos, loucos ou idiotas. Estas avaliações ainda ecoam nos discursos contemporâneos sobre os movimentos sociaisVéronique Fau-Vincenti,


TECNOLOGIA

Três mitos da era digital

O debate sobre jornalismo digital e mídias participativas continua ingênuo. Casos como o do vazamento de informações confidenciais sobre a guerra do Afeganistão pelo Wikileaks demonstram que, ao contrário do discurso do universo digital “horizontal”, as estruturas, as fronteiras e as leis não perderam sua importânciaChristian Christensen


ENTREVISTA/RONALDO LEMOS

Tecnobrega, o ritmo mais popular do país

“Você pode não saber, mas a maioria do Brasil sabe”. Com essa provocação Ronaldo Lemos inicia suas discussões sobre o tecnobrega. O ritmo chega a movimentar R$ 3 milhões/mês em aparelhagens para festas e outros R$ 3,3 milhões/mês com bandas e cantoresMariana Fonseca


EDITORIAL

Plataforma pela reforma do sistema político

Silvio Caccia Bava