Novembro 2010

Edição 40

R$14,90Comprar

EDITORIAL

O futuro da classe média

Silvio Caccia Bava


MOBILIDADE SOCIAL

Brasil: um país de classe média?

Se passarmos a contar com condições estruturalmente mais favoráveis, os avanços recém-conquistados serão consolidados. Nesse cenário, a atual baixa classe média pode ser compreendida como um “embrião de classe média” que vai se desenvolver à medida que o país realize suas atuais otencialidadesWaldir Quadros


MOBILIADADE SOCIAL

Uma nova classe social

O crescimento econômico dos últimos anos permitiu a melhoria da posição de setores da sociedade. O que isto significa? Criaram-se novas classes sociais? Procuramos um especialista no tema, o sociólogo Jessé de Souza, que nesta entrevista discute o tema e alerta que temos que ver o movimento da sociedade como um todoSilvio Caccia Bava


POLÍTICA/EUA

O movimento Tea Party no Texas

Em 2040, a maioria da população do estado texano será formada por negros e imigrantes latinos. É nesse cenário que o movimento Tea Party, uma campanha pela retomada de valores conservadores, encontra espaço para crescer e disputar suas posições, sempre alertando para o “perigo” islâmico e comunistaRobert Zaretsky


POLÍTICA/EUA

Contra o comunismo e o neoliberalismo

O Tea Party é financiado por bilionários como David Koch, que alega fazer parte do povo apesar de ter sua conta bancária bem rechada. Ainda que tais declarações antirricos pareçam absurdas, os discursos de seus membros têm conseguido despertar mais interesse que a ladainha dos partidos Republicano e DemocrataWalter Benn Michaels


REVOLTAS NA EUROPA

Em estado de urgência permanente

No estado de urgência econômica que conhecemos, salta aos olhos o fato de que tomamos como inimigos não os movimentos financeiros cegos, mas as intervenções estratégicas cuidadosamente pensadas pelos poderes públicos e pelos bancos. Como, nessas condições, não propor uma contraofensiva?Slavoj Zizek


REVOLTAS NA FRANÇA

O que as manifestações nos revelam

Não são apenas os dois anos suplementares da aposentadoria que motivam os protestos.Os slogans atuais trazem à tona questões de outros tempos, mais precisamente de maio de 1968: “Não queremos perder nossas vidas enquanto tentamos ganhá-las!”Danièle Linhart


MOBILIZAÇÃO SOCIAL

O despertar francês

Os liberais fazem troça dos jovens estranhamente preocupados com a aposentadoria. Eles não se dão conta que tamanha angústia tem valor de requisitório contra as políticas que eles vêm conduzindo nos últimos 30 anos, e que desembocam neste futuro sem esperançaSerge Halimi


ITÁLIA

Perseguição aos africanos

Apesar de relatado como ataque xenófobo contra os imigrantes africanos e do Leste europeu, o recente incidente, conhecido como a “revolta de Rosarno”, na Itália, traz uma engrenagem mais complexa que envolve fatores como atuação da máfia e a crise europeiaChristophe Ventura


DIREITOS HUMANOS

Espiões cubanos em Miami

Há 12 anos, cinco cubanos acusados de espionagem foram presos pela polícia dos Estados Unidos. Inicialmente, o caso gerou repercussão, mas a crescente probabilidade de inocência dos réus foi esfriando a cobertura jornalística. Mesmo assim, os “cinco” foram condenados à prisão, onde estão até hojeMaurice Lemoine