Setembro 2011

Edição 50

R$14,90Comprar

EDITORIAL

Vândalos, bandidos, criminosos!

Silvio Caccia Bava


NA RAIZ DOS DESVIOS

Quando o réu vira a vítima

Fausto De Sanctis, desembargador do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, notabilizado durante a Operação Satiagraha, afirma que, no Brasil, a corrupção quase nunca é punida porque os direitos garantidos aos réus os transformam em vítimas.Luís Brasilino


NA RAIZ DOS DESVIOS

A corrupção como fenômeno político

Urge analisarmos a corrupção como um fenômeno intrinsecamente político, que se refere, portanto, à maneira como o sistema político brasileiro está organizado. A lógica do sistema político brasileiro é marcada pela privatização da vida pública, não em termos moralistas, e sim quanto às estruturas que o sustentamFrancisco Fonseca


CORRUPÇÃO E EVENTOS ESPORTIVOS

Controle social, tranparência e integridade. Esse é o nome do jogo

A concentração de investimentos governamentais para a realização da Copa e da Olimpíada pode acelerar a criação da infraestrutura necessária de transporte, comunicação e serviços e garantir o crescimento da economia. Por outro lado, esses mesmos investimentos trazem riscos de corrupçãoJorge Luiz Abrahão


COPA E OLIMPÍADA

Globo muda cobertura para seduzir população carioca

A TV Globo apresentou mudanças significativas, principalmente no RJ. A emissora ganhou uma aparência “social”, dando espaço p/ parcelas pobres da população. Para especialistas, contudo, a transformação mira a desmobilização do povo diante das violações de direitos provocadas pelos megaeventos previstos p/ esta décadaMarcelo Salles


TRÊS ANOS DEPOIS

Crise, os mesmos fatores de sempre

Os que estavam no comando em 2008 continuam controlando o sistema, armados c/ o mesmo arsenal ideológico. Os gigantes das finanças, salvos porque eram “grandes demais para quebrar”, são hoje mais gigantescos ainda. E continuam frágeis. Krugman ressalta: “As lições da crise foram esquecidas a uma velocidade vertiginosa”Ibrahim Warde


TRÊS ANOS DEPOIS

E a desregulamentação continua…

Desde 2010, graças à desregulamentação, metade das transações financeiras da Europa aconteceram por vias opacas. “Percebemos que não somos mais capazes de cumprir nossa tarefa fundamental de supervisionar os mercados financeiros”, admitiu Jean-Pierre Jouyet, presidente da Autoridade dos Mercados Financeiros da FrançaPaul Lagneau-Ymonet


CRISE ECONÔMICA

Vícios chineses

Os Estados Unidos levam bronca e perdem a posição de melhor aluno da classe (capitalista); a China é chamada a socorrer os caixas e impulsionar o crescimento global. Nem em seus sonhos nacionalistas mais loucos os líderes chineses poderiam imaginar uma tão espetacular mudança da históriaMartine Bulard


CAMPO BRASILEIRO

Tragédia e farsa, a compra de terras por estrangeiros

De acordo com dados de 2009, os estrangeiros possuem 34.371 imóveis ocupando 4,348 milhões de hectares do Brasil, ou 0,5% do território nacional. A aquisição de terras por estrangeiros no país é, portanto, quantitativamente insignificativa e o alarde em torno do tema não passa de um factoide para esconder a grilagem deAriovaldo Umbelino de Oliveira


TERRAS

O Banco Mundial no comando da invasão de terras

Enquanto as imagens da fome na África rodam o mundo, poucos sabem que esse problema está ligado a investimentos na compra de terras. Com isso, a Etiópia cede milhões de hectares p/ transnacionais que substituem a agricultura de subsistência pela exportação. Em nome do livre mercado, o BM encoraja esse movimentoBenoît Falaise