Quem Somos

img-quem-somos

Nascido em 1954 na França, Le Monde Diplomatique é publicado em 25 idiomas e tem uma tiragem de 2,4 milhões de exemplares. Tornou-se também uma referência mundial para indivíduos, movimentos e organizações que buscam transformações sociais e humanas e discutem alternativas ao status quo. Suas páginas trazem à luz questões altamente relevantes, muitas vezes negligenciadas pela grande imprensa, contribuindo para a crítica ao pensamento único e para a construção de novos paradigmas.

No Brasil, Le Monde Diplomatique surgiu em versão impressa em 2007 por iniciativa do Instituto Polis e de uma série de apoiadores que viam no original francês uma publicação fundamental para estimular o pensamento crítico, a reflexão e o debate de temas prementes da sociedade. A edição eletrônica teve início em 1999 e a partir de 2010 passa a também ser editada pelo Instituto Polis.

Em 2012, registramos uma razão social própria, chamada Palavra Livre.

Com independência político-econômica, autonomia editorial e densidade analítica, Le Monde Diplomatique Brasil é uma publicação apartidária, pluralista e democrática, que busca ocupar um espaço que não foi até agora devidamente contemplado pelo jornalismo brasileiro.  Para orientar sua linha de atuação, o jornal criou um Conselho Editorial de renomados jornalistas e especialistas de diferentes áreas, buscando expressar múltiplos olhares sobre a conjuntura, estabelecer o contraditório, explicitar as diferenças e concordâncias em torno de uma agenda que procura aprofundar a democracia e a eqüidade no Brasil e no mundo.

Na edição original do Le Monde Diplomatique têm destaque a análise das tendências internacionais mais relevantes, a crítica da globalização neoliberal, o debate das alternativas, temas emergentes relacionados à cultura, mídia, filosofia, literatura, artes e cinema. A edição brasileira beneficia-se também de análises vindas de fora, não apenas da França como das demais edições do jornal. É importante ressaltar que não se trata de uma publicação noticiosa, voltada à cobertura dos fatos correntes, mas de uma publicação reflexiva, que busca identificar, para além dos fatos, os cenários maiores que lhes conferem sentido e inteligibilidade.

 

Expediente

Diretor e Editor-chefe

Silvio Caccia Bava

Editor

Luís Brasilino

Editores de Arte

Adriana Fernandes e Daniel Kondo

Editor Web e pesquisa iconográfica

Cristiano Navarro Peres

Revisão

Maitê Ribeiro, Lara Milani

Marketing e comunicação

Marketing 10 – Tel (61) 3326 – 0110

Assinaturas

Viviane Alves

Gestão Administrativa e Financeira

Arlete Martins

Equipe de tradução

Carolina Massuia de Paula,  Celina Olga de Souza,  Frank de Oliveira, Lívia Chede Almendary.

Assessoria Jurídica

Rubens Naves, Santos Jr., Hesketh – Escritórios Associados de Advocacia

Conselho Editorial

Adauto Novaes, Amâncio Friaça, Ana Cláudia Teixeira, Anna Luiza Salles Souto, Ariovaldo Ramos, Betty Mindlin, Caco Barcellos, Claudius Ceccon, Danilo Miranda, Fernando Gabeira, Ferréz, Heródoto Barbeiro, Igor Fuser, Ivan Giannini, Jacques Pena, Jorge Eduardo S. Durão, Jorge Romano, José Eduardo Martins Cardozo, José Luis Goldfarb, Ladislau Dowbor, Leonardo Boff, Marcio Pochmann, Nabil Bonduki, Nilton Bonder, Raquel Rolnik, Ricardo Abramovay, Ricardo Azevedo, Roberto de Andrade Martins, Rubens Naves, Ruy Cezardo Espírito Santo, Sebastião Salgado, Silvia Dias Alcântara Machado, Soninha, Tânia Bacelar de Araújo, Vera da Silva Telles

Contato:

diplomatique@diplomatique.org.br

Le Monde Diplomatique (França)

Fundador

Hubert Beuve-Méry

Presidente do Diretório, Diretor da Publicação e Diretor de Redação

Serge Halimi

Redator-Chefe

Maurice Lemoine

1-3, rue Stephen-Pichon 75013 Paris

Tel 33-1-53 94 96 01 | Fax 33-1-53 94 96 26

secretariat@monde-diplomatique.fr