Arquivos polícia - Le Monde Diplomatique

“A atuação das forças de segurança do Rio é marcada pelo caráter repressivo e pela criminalização da juventude negra”, diz Jurema Werneck

Jurema Werneck é médica, diretora da Anistia Internacional e ativista sobre temas relacionados à raça, ao gênero e à orientação sexual   Somente de janeiro a junho de 2017 ocorreram cerca de 2,5 mil tiroteios no Rio de Janeiro. Estes foram responsáveis por quase 800 mortes, segundo o aplicativo Fogo Cruzado que registra os dados …

Rio de Janeiro sitiada?

Meu nome é Sebastião e estou ferido. Mas não me entrego.” Assim começa o vídeo institucional lançado pelo governo federal no domingo, 30 de julho de 2017, dois dias após tropas militares ocuparem, sem aviso prévio, pontos estratégicos do Rio de Janeiro, São Gonçalo e Niterói. O tal “Sebastião”, avisa uma voz grave, é “São …

O poder de morte da PM-SP – Parte I: Mandato policial

Em setembro de 2015, três anos após o governador de São Paulo Geraldo Alckmin declarar “Quem não reagiu está vivo” depois de operação policial que resultou na morte de nove possíveis “bandidos”, uma perseguição terminou com a morte de dois jovens no bairro do Butantã na capital paulista. Não fossem as gravações da ação dos …

O poder de morte da PM-SP – Parte II: Mecanismos de controle do uso da força

Políticas para o uso da força estão relacionadas diretamente à responsabilização e ao controle que deve ser exercido sobre as instituições policiais. As políticas devem ser capazes de definir regras, modelos, padrões e alternativas de comportamento visando a redução do uso da força letal. São várias as formas de accountability existentes nas práticas das polícias …

“Oremos por nosso xerife, oremos por sua vitória nas eleições”

  Quatro de agosto de 2015, dia de eleições primárias no Mississippi. Uma frase não sai das rádios do condado de Hinds, um dos mais pobres do estado: “Você escolhe quem te coloca na cadeia”. Contundente, o argumento faz do xerife, que será eleito entre outros nesse dia, um chamariz para um escrutínio muito mais …

A violência de Estado em guerra contra a população civil

Dezesseis anos após os grandes protestos durante a reunião da Organização Mundial do Comércio, em 1999, em Seattle (Estados Unidos), as estratégias militares de controle de multidão aperfeiçoaram-se. O desenvolvimento das tecnologias de videovigilância, armamento menos letal, rastreamento e a criação de uma legislação de criminalização antiterrorista tiveram como laboratório outros confrontos semelhantes em capitais …

Tortura difusa e continuada

São Paulo, terça-feira à noite, 20 de outubro de 2015: uma delegacia da zona leste é cercada por policiais militares revoltados com a prisão de um colega acusado de tortura. O sargento da PM havia levado para a delegacia um suspeito de roubo que, ao depor, relatou ter sido torturado com pancadas e choques elétricos …

A dialética do esclarecimento revisitada

“O encanto do conhecimento seria diminuto se, para atingi-lo, não  houvesse tanto pudor a vencer.” Friedrich Nietzsche1   Os índices alarmantes de mortes violentas ocasionadas por homicídios, acidentes de trânsito e suicídio ocorridos durante o decênio 2002-2012, mostrados no levantamento Mapa da violência 2014,2 divulgado em maio deste ano pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais …

São Paulo a seco

  Um restaurante elegante no coração de São Paulo, capital econômica do Brasil. O sommelier apresenta a seus clientes uma garrafa de vinho, que ele manipula como se fosse um bebê, e em seguida serve seu conteúdo, em copos de plástico. Nos banheiros do local, impecáveis, o sifão foi desmontado e a água corre direto …

A força da palavra repressiva

  Ao contrário do que muito se ouve, o Brasil não é o país da impunidade, estando mais próximo de ser o país da repressão: com mais de 580 mil pessoas presas, segundo dados de 2013,1 o país é o quarto que mais prende no mundo. No entanto, quando se fala em repressão, não basta …