Arquivos STf - Le Monde Diplomatique

O que fazer do “brasil”?

Há trinta anos, Roberto DaMatta publicou um ensaio de grande repercussão: O que faz do brasil, Brasil?1 Discutia a identidade brasileira e nossa capacidade de negociar, relativizar e sintetizar, que lhe permitia acreditar na possibilidade de inventarmos um futuro comum, mesmo convivendo com desigualdades de todo tipo e articulando hierarquias com a cordialidade que seria …

Austeridade fiscal permanente do fundo público

Dentro da discussão da política macroeconômica, desde a crise da dívida pública nos anos 1980, a política fiscal brasileira vem sofrendo um processo de inflexão quanto à sua capacidade de financiar o desenvolvimento nacional. Naquela década, com um quadro de desequilíbrio nas contas públicas advindo da ruptura do padrão de financiamento, da estatização da dívida …

O golpe é patriarcal, sexista, capitalista e midiático

Na vigência de um golpe patriarcal, machista, sexista, capitalista, fundamentalista, midiático e parlamentar, que retirou da Presidência da República a primeira mulher eleita e reeleita com mais de 54 milhões de votos, como ficam os direitos conquistados e a cidadania das mulheres? Quem são os articuladores desse golpe em vigência? São homens brancos, ricos, violentos …

O golpe de Estado contra os direitos

O Congresso que derrubou a presidenta Dilma Rousseff agora deita e rola na condição de herdeiro solitário do Poder Executivo. Uma tragédia anunciada para todos que defendem a democracia no Brasil. Deter esse processo de rápida degradação institucional não pode ser mais visto como um objetivo da esquerda ou de um partido; é uma questão …

A maior traição à Constituição

A nação nos mandou executar um serviço. Nós o fizemos com amor, aplicação e sem medo. A Constituição certamente não é perfeita. Ela própria o confessa ao admitir a reforma. Quanto a ela, discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir, jamais. Afrontá-la, nunca. Traidor da Constituição é traidor da pátria. Conhecemos o caminho maldito: rasgar a Constituição, …

Judicialização da política no Brasil

A judicialização da política alcançou patamares alarmantes no Brasil. Sob o argumento de que vivemos sob uma democracia de direitos, o sistema de justiça passou a tutelar todas as áreas, interferindo em políticas públicas, imiscuindo-se no mérito do ato administrativo, desbordando de suas competências para envolver-se com assuntos que violam assim a autonomia dos poderes …

O legado do mensalão

LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL– Os resultados, até agora, do julgamento do mensalão no STF, após mais de sete meses, surpreendem? RUBENS NAVES– O julgamento do mensalão − um esquema de compra de apoio de parlamentares no Congresso Nacional a fim de serem aprovados projetos de interesse do governo, segundo a narrativa do Ministério Público chancelada pelo …

O legado do mensalão

LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL– Os resultados, até agora, do julgamento do mensalão no STF, após mais de sete meses, surpreendem? RUBENS NAVES– O julgamento do mensalão − um esquema de compra de apoio de parlamentares no Congresso Nacional a fim de serem aprovados projetos de interesse do governo, segundo a narrativa do Ministério Público chancelada …

Desconfiança na justiça

Nas últimas duas décadas temos vivido um forte processo de transformação. Impulsionada pela democratização, pela estabilização econômica e por uma Constituição que assegurou, além da estabilidade política, algumas políticas de distribuição nas áreas de educação, saúde e assistência, a sociedade vem se tornando mais inclusiva, moderna e complexa. Se o Estado funcionou desde nossa independência, …