Arquivos Syriza - Le Monde Diplomatique

A agonia do “extremo centro”

A política europeia atravessa um período de polarizações. Esse processo não surgiu por acaso. É uma resposta à radicalização do projeto neoliberal que se seguiu à crise financeira de 2008: aumento brutal das desigualdades, aceleração da destruição do Estado social, expulsão de milhões de trabalhadores daquilo que lhes concedia até então a plena cidadania – …

Syriza e as armadilhas do poder

  Atenas, 30 de julho de 2015. Sob um calor esmagador, em uma cidade meio desertada por seus habitantes, o comitê central do Syriza teve uma das reuniões mais importantes da sua história. O partido, que obteve 36,34% dos votos e 149 deputados nas eleições legislativas de janeiro, formou o primeiro governo grego determinado a …

“O objetivo era nos humilhar”

Em 2010, o Estado grego perdeu a capacidade de garantir o pagamento de sua dívida. Em outros termos, ele se tornou insolvente e se viu privado do acesso aos mercados de capitais. Preocupada em evitar a falência dos bancos franceses e alemães já fragilizados, que tinham emprestado bilhões aos governos gregos tão irresponsáveis quanto os …

A Europa que não queremos mais

Um movimento jovem e vigoroso pretendia transformar uma nação e despertar o Velho Continente. O Eurogrupo e o FMI acabaram com essa esperança. Podemos extrair três lições do choque que os acontecimentos gregos representam para os adeptos do projeto europeu. Em primeiro lugar, a natureza cada vez mais autoritária da União Europeia, à medida que …

“O sistema absorveu o vírus”

É preciso a eurofelicidade congênita de um cronista como Bernard Guetta para estimar que “o compromisso é decididamente o modo de funcionamento europeu” (rádio France Inter, 23 jun. 2015). Longe dos estúdios da Maison Ronde, a ilusão se dissipa. Essa epifania, devemos em grande parte ao primeiro-ministro britânico. Reeleito com uma maioria na Câmara dos …

O diktado da Alemanha

Exibido pelos vencedores como um troféu diante das câmeras de todo o mundo, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, precisou engolir o orgulho e outros tantos sapos, que a própria revista Der Spiegel, compadecida, qualificou a lista de sacrifícios impostos ao povo grego como “catálogo de horrores”. Quando a humilhação do líder de um país alcança …

Saída do euro, uma oportunidade histórica

  Desde 2010, a perspectiva de um calote grego e da saída da União Econômica e Monetária (UEM) paira no ar. Do ponto de vista da teoria econômica, o problema é cristalino: uma economia fraca, caracterizada por importantes falhas institucionais, se encontrou com uma união monetária estruturalmente disfuncional. Ela foi dotada de uma moeda não …

A solidariedade vista por Costa-Gavras

Filme de suspense, Z é em primeiro lugar a história de um pequeno juiz (encarnado por Jean-Louis Trintignant) e de um jornalista (Jacques Perrin) mergulhados no labirinto do Estado profundo para elucidar o assassinato político do deputado de esquerda Grigoris Lambrakis (Yves Montand). Tirado do romance de Vassili Vassilikos,1 essa busca pela verdade se assemelha …

Na Grécia, um golpe de Estado silencioso

Em Atenas, “tudo muda e tudo continua do mesmo jeito”, como diz uma canção tradicional grega. Quatro meses depois da vitória eleitoral do Syriza, os dois partidos que governaram o país desde a queda da ditadura – o Movimento Socialista Pan-Helênico (Pasok) e a Nova Democracia (direita) – estão totalmente descreditados. O primeiro governo de …

À procura do próximo Syriza

Em um ponto, pelo menos, o novo primeiro-ministro grego e seus interlocutores de Bruxelas concordam: a Grécia parece um jogo de dominó montado em precário equilíbrio. Para eles, a perspectiva de que o país se desequilibre suscitava até recentemente imagens de desastre financeiro. Desde a vitória de Alexis Tsipras nas eleições de janeiro, outro cenário …