Guilhotina #144 - Rafael Grohmann - Le Monde Diplomatique

Guilhotina

Guilhotina #144 – Rafael Grohmann

Guilhotina | Mundo
29 de novembro de 2021
compartilhar
visualização

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o cientista social Rafael Grohmann, autor do livro “Os laboratórios do trabalho digital”, lançado em julho pela Boitempo. A obra reúne entrevistas com 38 pesquisadoras e pesquisadores do mundo do trabalho e da tecnologia e procura traçar cenários do que será a luta de classes no futuro. Ouça nessa postagem ou em seu tocador favorito!

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o cientista social Rafael Grohmann, autor do livro “Os laboratórios do trabalho digital”, lançado em julho pela Boitempo. A obra reúne entrevistas com 38 pesquisadoras e pesquisadores do mundo do trabalho e da tecnologia e procura traçar cenários do que será a luta de classes no futuro. Conversamos sobre o que é o trabalho em plataformas, a sua extensão para além dos motoristas do Uber e entregadores de aplicativo, a relação do trabalho digital com o neoliberalismo e a financeirização, o papel das plataformas na desarticulação dos trabalhadores, ideologia do empreendedorismo, o perfil dos trabalhadores digitais e a exploração de minorias, a função dos usuários dos aplicativos e as possibilidades de resistência e criação de plataformas alternativas e/ou pós-capitalistas. Mestre e doutor em Comunicação pela USP, Rafael é professor de mestrado e doutorado em comunicação na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e coordenador do Laboratório de Pesquisa DigiLabour e do projeto Fairwork, vinculado à Universidade de Oxford.

Referências e sugestões do Rafael: Observatório do Cooperativismo de Plataforma; Plataformas de fazendas de clique (https://bit.ly/3r6c7jn e https://bit.ly/3xn7ouA); O chão de fábrica (brasileiro) da inteligência artificial: a produção de dados e o papel da comunicação entre trabalhadores de Appen e Lionbridge; Heteromação e microtrabalho no Brasil; The CoopCycle association; Contrate Quem Luta ; Inteligência artificial, branquitude e capitalismo: entrevista com Yarden Katz ; AI Decolonial Manyfesto ; Cooperativa Tierra Común; Feminist AI; The Cleaners – Official Trailer.

Ouça em seu player de preferência ou dê o play:

*Trilha: The Sound Stylistics, “The crisis generator” (D. Glover, G. Crockett e J. Glover); e Arcade Fire, “Black mirror” (Will Butler, Win Butler, Régine Chassagne, Jeremy Gara, Tim Kingsbury, Richard Reed Parry).



Artigos Relacionados

O AGRO NÃO PRODUZ COMIDA, PRODUZ FOME

Por que a reforma agrária não acontece?

por Cosme Henrique Gomes Miranda
O AGRO NÃO PRODUZ COMIDA, PRODUZ FOME

Por que podemos dizer que agro é fome?

por Yamila Goldfarb
O agro não produz comida, produz fome

As doenças do capitalismo e a luta contra o agronegócio

por Allan Rodrigo de Campos Silva
OPINIÃO

Por que Lula? Nem caserna, nem casa-grande

Online | Brasil
por Berenice Bento
AMAZÔNIA OCUPADA #3

Madeira da Amazônia: normas avançam, mas só 10% da extração é regular

Online | Brasil
por Felipe Betim
CHILE – LIÇÕES DE UMA DERROTA

Jogar o jogo: nove parágrafos para uma nova força transformadora

por Jorge Arrate
O RETUMBANTE TRIUNFO DO REJEITO NO PROJETO CONSTITUCIONAL

No Chile, o futuro que nos escapou

por Álvaro Ramis
QUAL É O PLANO?

Programa de Bolsonaro quase assume a responsabilidade pela tragédia na educação

por Antonio Carlos Souza de Carvalho