Guilhotina #158 - Christian Dunker - Le Monde Diplomatique Brasil

Guilhotina

Guilhotina #158 – Christian Dunker

Guilhotina | Brasil
24 de março de 2022
compartilhar
visualização

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o psicanalista Christian Dunker. Ele está lançando pela Boitempo o livro “Lacan e a democracia: clínica e crítica em tempos sombrios”, obra em que se debruça sobre os conceitos do psicanalista francês Jacques Lacan para diagnosticar o processo de corrosão da democracia em curso, especialmente no Brasil. Ouça nessa postagem ou em seu tocador favorito!

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o psicanalista Christian Dunker. Ele está lançando pela Boitempo o livro “Lacan e a democracia: clínica e crítica em tempos sombrios”, obra em que se debruça sobre os conceitos do psicanalista francês Jacques Lacan para diagnosticar o processo de corrosão da democracia em curso, especialmente no Brasil. Conversamos sobre as contribuições lacanianas para a reflexão política em nossa época, modalidades de negação da democracia, pulsão de morte e o enfrentamento da pandemia por parte de Bolsonaro, a mobilização do ressentimento e do ódio na luta política, a importância das redes sociais para a ascensão da extrema direita, políticas de identidade e como elas podem fortalecer a democracia, a disputa política no campo dos afetos para combater a atual hegemonia do medo e da culpa, a aversão ao dinheiro no campo da esquerda e a redução das desigualdades como fundamento para o fortalecimento da democracia. Christian é professor titular do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Doutor em Psicologia Experimental (1996) pela USP, ele obteve o título de livre-docente em Psicologia Clínica (2006) após realizar seu pós-doutorado na Manchester Metropolitan University (2003). Atualmente, coordena, ao lado de Vladimir Safatle e Nelson da Silva Jr., o Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise, e é analista membro da Escola do Fórum do Campo Lacaniano. É autor de várias obras, entre elas “Mal-estar, sofrimento e sintoma”, ganhador do prêmio Jabuti de 2016 na categoria psicologia, psicanálise e comportamento.

Ouça em seu player de preferência ou dê o play:

*Trilha: O Terço, “Flor de la noche II” (Cezar de Mercês); e Lana Del Rey, “hope is a dangerous thing for a women like me to have” (Jack Antonoff e Lana Del Rey).



Artigos Relacionados

A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
ARGENTINA

Por que Alfonsín está retornando?

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
DESAFIOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Lula no (novo) mundo

Séries Especiais | Argentina
por Federico Merke
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Aura de líder austero, espectro recorrente em Mundiais, ronda Tite

por Helcio Herbert Neto
GUILHOTINA

Guilhotina #193 - Edson Lopes Cardoso

CONTRIBUIÇÕES PARA O NOVO GOVERNO DE LULA

A nova política externa brasileira

Online | Brasil
por Marina Bolfarine Caixeta
RESENHA

Em Maví, Marco Lucchesi faz de sua poesia uma busca pelo outro

Online | Mundo
por André Rosa