Guilhotina #159 - Caê Vasconcelos - Le Monde Diplomatique

Guilhotina

Guilhotina #159 – Caê Vasconcelos

1 de abril de 2022
compartilhar
visualização

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o jornalista Caê Vasconcelos, autor do livro “Transresistência: histórias de pessoas trans no mercado formal de trabalho, lançado em janeiro pela editora Dita Livros.

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o jornalista Caê Vasconcelos, autor do livro “Transresistência: histórias de pessoas trans no mercado formal de trabalho, lançado em janeiro pela editora Dita Livros. Em uma realidade em que 90% das pessoas trans e travestis recorrem à prostituição por não encontrarem outras oportunidades, a publicação reúne perfis que fugiram das estatísticas. Conversamos sobre o panorama do mercado de trabalho para pessoas trans, a cisgeneridade compulsória praticada por empresas, o impacto da pandemia para as pessoas trans que puderam seguir trabalhando de casa, a falta de representatividade, os avanços conquistados nas últimas décadas e muito mais.

 

Caê é jornalista, nasceu em Vila Nova Cachoeirinha, região periférica da Zona Norte de São Paulo, e faz parte da Agência Mural de Jornalismo das Periferias desde 2017. Ele foi repórter na Ponte Jornalismo de 2017 até 2021 onde cobriu as áreas de segurança pública e sistema prisional e, em 2021, começou a própria agência de jornalismo, feita só por pessoas transvestigêneres, e que será lançada em abril. Foi o primeiro jornalista trans a ocupar a bancada do Roda Viva na entrevista com a vereadora Erika Hilton, em fevereiro de 2021, e também é o primeiro jornalista trans da redação da ESPN Brasil. Para saber mais: Associação Nacional de Travestis e Transexuais (https://www.instagram.com/antra.oficial/); entrevista Neon Cunha (https://bit.ly/3JYiCv6); PonteCast | As pontes de afeto e identidade entre mulheres lésbicas (https://bit.ly/3tRHwHa); PonteCast | Garantia de emprego para pessoas trans como bandeira de luta (https://bit.ly/3wVbuMx); Artigo Caê: “Prazer, meu nome é Caê Vasconcelos. Sou um homem trans” (https://bit.ly/3NAY6CO); Artigo Caê: “Sem transfake, pessoas trans são cada vez mais premiadas por seus talentos no audiovisual” (https://bit.ly/3NyYCS8); Artigo Caê: “Meu corpo político quer viver em paz” (https://bit.ly/3qNdy5f); Mães de crianças trans nas periferias falam sobre a importância do acolhimento e respeito (https://bit.ly/3iMxMrx); Apoio familiar é essencial para crianças trans crescerem felizes e livres (https://bit.ly/3qKgIXm). Trilha: Linn da Quebrada, “amor amor” (Castiel Vitorino Brasileiro e Linn da Quebrada); e Jup do Bairro “Corpo Sem Juízo”.



Artigos Relacionados

Eleições 2022: a mídia como palanque

Internet abre espaço para a diversidade de perfis, mas impulsiona velhas práticas

Online | Brasil
por Tâmara Terso
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc: reflexões sobre as contradições

por Rodrigo Juste Duarte, com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
AMÉRICA DO SUL

A “nova onda rosa”: um recomeço mais desafiador

Online | América Latina
por Cairo Junqueira e Lívia Milani
CORRUPÇÃO BOLSONARISTA

Onde está o governo sem corrupção de Bolsonaro?

Online | Brasil
por Samantha Prado
CONGRESSO NACIONAL

Financiamento de campanhas por infratores ambientais na Amazônia Legal

Online | Brasil
por Adriana Erthal Abdenur e Renata Albuquerque Ribeiro
EDITORIAL

Só existe um futuro para o Brasil, e ele passa pela eleição de Lula neste domingo

Online | Brasil
por Le Monde Diplomatique Brasil
UMA ENCRUZILHADA SE APROXIMA

Os militares e a última palavra da legitimidade das urnas

Online | Brasil
por Julia Almeida Vasconcelos da Silva
ELEIÇÕES 2022

Voto útil: o chamado ao primeiro turno em 2022

Online | Brasil
por Luísa Leite e Alexsandra Cavalcanti