Guilhotina #165 - Bianca Alves e Ticiana Oppel - Le Monde Diplomatique

Guilhotina

Guilhotina #165 – Bianca Alves e Ticiana Oppel

Guilhotina | Brasil
13 de maio de 2022
compartilhar
visualização

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a advogada Bianca Alves e a relações-públicas e empreendedora cultural Ticiana Oppel, autoras do livro “Violência doméstica: histórias de opressão às mulheres”, lançado em 2021 pela Dita Livros. O trabalho constrói, a partir de relatos de vítimas de violência doméstica, um panorama dos avanços e retrocessos dessa questão no país e aponta caminhos para o seu enfrentamento. Ouça nessa postagem ou em seu tocador favorito!

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a advogada Bianca Alves e a relações-públicas e empreendedora cultural Ticiana Oppel, autoras do livro “Violência doméstica: histórias de opressão às mulheres”, lançado em 2021 pela Dita Livros. O trabalho constrói, a partir de relatos de vítimas de violência doméstica, um panorama dos avanços e retrocessos dessa questão no país e aponta caminhos para o seu enfrentamento. Falamos sobre como o isolamento social provocado pelo novo coronavírus impulsionou o número de agressões, a tipificação da violência doméstica no Brasil e os avanços proporcionados pela Lei Maria da Penha, os três estágios do ciclo da violência (tensão, explosão e reconciliação), as mulheres negras como as principais vítimas, a reação do movimento feminista, o impacto da Lei do Feminicídio, os traços comuns dos agressores, a questão financeira como mecanismo de controle, a reprodução do machismo e da violência através das gerações, as redes de apoio às vítimas e as formas de denunciar a violência doméstica. Bianca é formada em Direito, coordena o grupo de trabalho de enfrentamento à violência doméstica da OAB-RJ e preside a Comissão de Direito Penal e Processo Penal da Associação Brasileira de Advogados do Rio de Janeiro. Além disso, ela é autora do canal informativo Justiça Delas, voltado aos direitos das mulheres, tem duas irmãs e cresceu com a avó materna em casa. Formada em comunicação social, Ticiana atua há mais de vinte anos como profissional da comunicação e da cultura. É a mais velha de quatro irmãs e tem grande admiração pela trajetória das mulheres de sua família.

Ouça em seu player de preferência ou dê o play:

*Trilha: Elza Soares, “Maria da Vila Matilde” (Douglas Germano); e Natalia Lafourcade, “Derecho de Nacimiento (feat. Los Macorinos)”.



Artigos Relacionados

A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
ARGENTINA

Por que Alfonsín está retornando?

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
DESAFIOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Lula no (novo) mundo

Séries Especiais | Argentina
por Federico Merke
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Aura de líder austero, espectro recorrente em Mundiais, ronda Tite

por Helcio Herbert Neto
GUILHOTINA

Guilhotina #193 - Edson Lopes Cardoso

CONTRIBUIÇÕES PARA O NOVO GOVERNO DE LULA

A nova política externa brasileira

Online | Brasil
por Marina Bolfarine Caixeta
RESENHA

Em Maví, Marco Lucchesi faz de sua poesia uma busca pelo outro

Online | Mundo
por André Rosa