Biblioteca

  • OFENSIVA CONSERVADORA, CONFUSÃO ESTRATÉGICA
    O duplo desafio da esquerda brasileirapor: Guilherme Boulos
    20/02/2017

    No dia 31 de agosto de 2016, o Senado brasileiro votou pela destituição da presidenta Dilma Rousseff. A chegada ao poder do vice-presidente, o conservador Michel Temer, coloca a esquerda diante de uma dupla frente de luta: as extravagâncias do Partido dos Trabalhadores abalaram sua credibilidade antes mesmo de a direita partir para a ofensiva

    Leia Mais →
  • ENTREVISTA – BELA FELDMAN-BIANCO
    É preciso votar a nova Lei das Migraçõespor: Rodrigo Farhat
    20/02/2017

    Em entrevista, a antropóloga Bela Feldman-Bianco – professora da Unicamp, coordenadora do Comitê Migrações e Deslocamentos da Associação Brasileira de Antropologia e representante da SBPC no Conselho Nacional de Imigração – explica a necessidade de votar a Lei de Migrações e mostra como o Brasil continua atrativo para cidadãos de todo o mundo

    Leia Mais →
  • PRESERVAR O INTERESSE GERAL CONTRA AS EMPRESAS... E CONTRA O ESTADO
    A defesa dos bens comuns, uma bandeira agregadora para a esquerda?por: Sébastien Broca
    17/02/2017

    Renascida nos anos 1980, a noção de “comuns” ou “bens comuns” conhece uma popularidade crescente entre militantes de esquerda. Quer trate do fornecimento de água potável ou de softwares livres, a gestão coletiva afronta o mito de que a privatização garante eficiência. Mas seus partidários desconfiam também do Estado, a quem atribuem um papel circunscrito

    Leia Mais →
  • ESCOMBROS DA GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DE 1971
    Ameaça jihadista em Bangladeshpor: Jean-Luc Racine
    16/02/2017

    Marginalizados por seu comprometimento durante a guerra de libertação de 1971, os islâmicos de Bangladesh progressivamente recuperam sua influência. Alguns passaram para a luta armada. Os assassinatos de personalidades ateias e progressistas e o atentado cometido na capital, Daca, no último verão, colocaram a primeira-ministra Dheik Hasina contra a parede

    Leia Mais →
  • QUESTÃO DE CLASSE
    Os poderes e a Justiça nos tempos do golpepor: Kenarik Boujikian Felipe
    15/02/2017

    Os juízes e o Judiciário estão subordinados ao povo nos termos do ordenamento jurídico democraticamente construído e não podem se sobrepor a tal, supondo-se eles mesmos representarem o espírito do povo.

    Leia Mais →
  • RESISTÊNCIA E PROJETO
    O novo mundo que tarda a nascerpor: Gustave Massiah
    12/02/2017

    A situação atual parece desesperadora. A ofensiva das direitas e das extremas direitas ocupa o espaço e as mentes. Ela se exibe nos meios de comunicação e pretende expressar a direitização das sociedades. Contudo, o jogo ainda está sendo jogado. As sociedades resistem e as contradições estão atuando; são elas que determinam o futuro

    Leia Mais →
  • A VITÓRIA DE DONALD TRUMP
    Implicações nas relações entre Estados Unidos e América Latinapor: Abraham F. Lowenthal
    10/02/2017

    Não há certeza sobre como a administração Trump vai tratar a América Latina – ou qualquer outra região. Mas, se alguém tomar como evangelho  obrigatório suas várias declarações de campanha, deve antecipar um período de aprofundamento de conflitos entre os Estados Unidos e seus vizinhos mais próximos na América Latina

    Leia Mais →
  • DILEMAS DO SOCIALISMO PRIMITIVO
    Para onde vai Cuba?por: Fabio Luis
    10/02/2017

    Dois dilemas se colocam para a revolução que assaltou a oligarquia, mas também os dogmas revolucionários: até que ponto a mercantilização das relações sociais será compatível com a preservação do ideário revolucionário? O Estado será capaz de disciplinar o capital internacional em defesa da nação na periferia mundial, em pleno século XXI?

    Leia Mais →
  • MAL-ESTAR GLOBAL
    Celso Amorim relaciona trumpismo à ascensão do racismopor: Daniel Santini
    09/02/2017

    Ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa, embaixador demonstra preocupação com força do discurso xenófobo e preconceituoso em cenário internacional. Ele alerta que a eleição de Trump deve ser entendida em um contexto de ódio crescente que pode terminar em conflitos

    Leia Mais →
  • CONJUNTURA
    Perspectivas da crise política no Estado democrático do Brasilpor: Francisco Pereira de Farias e Ferdinand Cavalcante Pereira
    08/02/2017

    A política do governo Dilma de alavancar o investimento produtivo por meio do financiamento estatal provocou a reação dos bancos privados, que se opuseram em especial às medidas de redução da taxa de juros; e não obteve o apoio ativo da fração industrial, pelo receio de o governo vir a colocar em prática medidas bonapartistas, ou seja, passar a exigir sacrifícios de todas as frações do capital para garantir o crescimento econômico

    Leia Mais →
  • Leo Viniciuspor: Leo Vinicius
    08/02/2017

    Leo Vinicius

    Leia Mais →
  • CINEMA
    Nós, Daniel Blakepor: Leo Vinicius
    08/02/2017

    Contém spoiler: Eu, Daniel Blake, dirigido por Ken Loach e escrito por Paul Laverty, tem entre seus méritos não apenas dar visibilidade a situações de sofrimento de uma classe trabalhadora, mas também o de nos deixar ver que essa classe só existe atualmente em sentido econômico, não sociológico

    Leia Mais →
  • MEGAPROJETOS
    A quem interessa estabelecer e rebaixar o “custo Amazônia”por: Luis Fernando Novoa Garzon
    07/02/2017

    Na Amazônia é que se forjou a forma-padrão de apropriação de recursos territorializados em larga escala, que se tornou a suprema especialização do Brasil no capitalismo mundializado

    Leia Mais →
  • MASSACRE PENITENCIÁRIO
    Crime e Estado no Amazonaspor: Fabio Magalhães Candotti , Flávia Melo da Cunha e Ítalo Barbosa Lima Siqueira
    07/02/2017

    A avalanche de informações sobre a “criminalidade” no Amazonas compõe uma grande narrativa que colabora para reproduzir situações de morte. Para escapar disso e elaborar outras narrativas, é preciso situar o pensamento numa gigantesca zona de fronteira entre dispositivos de poder e movimentos do crime

    Leia Mais →
  • SÉRIE ESPECIAL – RACISMO NA MÍDIA E NA ESQUERDA
    Por que racializar o discurso da esquerdapor: Suzane Jardim
    07/02/2017

    Publicamos nesta edição o segundo texto da série “Racismo na mídia e na esquerda”, cujo objetivo é diagnosticar, problematizar e combater esse tipo de opressão presente nesses setores. A seguir, confira artigo da historiadora Suzane Jardim, que pesquisa a estereotipação do negro nas mídias e atua como educadora em periferias de São Paulo

    Leia Mais →
  • Fabio Magalhães Candotti , Flávia Melo da Cunha e Ítalo Barbosa Lima Siqueira
    07/02/2017

    Fabio Magalhães Candotti , Flávia Melo da Cunha  e Ítalo Barbosa Lima Siqueira

    Leia Mais →
  • VAMPIROS E FANTASIA
    A volúpia do sanguepor: Hubert Prolongeau
    07/02/2017

    Quando em 1897 o irlandês Bram Stoker inventou, com seu romance Drácula, o arquétipo do vampiro, príncipe da escuridão, seja da noite, seja dos desejos inconfessáveis, o tempo estava nervoso: atentados anarquistas, prodígios tecnológicos (início da aviação), agitação operária. Talvez o retorno atual dos vampiros acompanhe distúrbios comparáveis

    Leia Mais →
  • GOVERNO TRUMP
    “A América primeiro!”por: Serge Halimi
    07/02/2017

    E adeus acordos multilaterais, sobretudo comerciais. Moldado por suas memórias escolares dos anos 1950, o novo ocupante da Casa Branca repete há décadas a fábula de que a América sempre se comportou como um bom samaritano.

    Leia Mais →
  • PARA A ALEGRIA DOS MERCADORES DE ARMAS
    Os medos do Pentágonopor: Andrew Cockburn
    07/02/2017

    Acenando com a ameaça da China ou da Organização do Estado Islâmico, Donald Trump prometeu reforçar os efetivos militares, modernizar o arsenal nuclear e adquirir novos navios e aviões de combate. Ele assume assim uma estratégia da Guerra Fria ainda utilizada por Barack Obama: atiçar o medo com relação ao adversário para aumentar os gastos militares

    Leia Mais →
  • MISSIONÁRIOS NA POLÍTICA
    Neopentecostais e o projeto de poderpor: Ariovaldo Ramos e Nilza Valéria Zacarias
    06/02/2017

    A luta pela pauta moral intensificou nos evangélicos a consciência, ou inclinação, para a construção de um Estado cristão e para uma possível hegemonia amparada pelo crescimento sistêmico e exponencial de sua Igreja no país. Não poucos líderes começaram a vislumbrar a possibilidade, e a necessidade, desse Estado evangélico

    Leia Mais →
  • A CONFORTÁVEL IMUNIDADE DAS OPERADORAS
    Ondas eletromagnéticas, poluição invisívelpor: Olivier Cachard
    06/02/2017

    Enquanto a sociedade industrial gerava perturbações que podiam ser percebidas pelo odor ou pela vista, a poluição eletromagnética produzida pela sociedade da informação é invisível e inodora. No entanto, não se podem negligenciar os efeitos do uso maciço tanto da telecomunicação – em particular o telefone celular – como das infraestruturas e equipamentos elétricos

    Leia Mais →
  • BRASIL CONTA COM UMA “NOVA” CONSTITUIÇÃO
    Repristinando 1969por: Daniel Balan Zappia
    06/02/2017

    Ante a incapacidade de conter a crescente oposição ao regime, a Junta Militar, que então chefiava o Poder Executivo, aproveitou-se do recesso compulsório do Congresso para editar a Emenda Constitucional nº 01/1969, descaracterizando a Constituição então vigente. As mudanças foram tão significativas que a maioria dos doutrinadores as reputou como uma nova Constituição. Mesmo processo parece ter acontecido em dezembro de 2016

    Leia Mais →
  • DETENTOS MASSACRADOS ÀS DEZENAS
    O caos penitenciário brasileiropor: Anne Vigna
    06/02/2017

    Em janeiro, enfrentamentos entre as organizações criminosas provocaram a morte de 56 detentos em Manaus e de outros 33 em Roraima. A população carcerária do Brasil foi multiplicada por sete em vinte anos. Sem conduzir a avanços em segurança ou na “guerra às drogas”, a política fortaleceu gangues que regem tanto a vida na prisão quanto o retorno à liberdade

    Leia Mais →
  • JOVENS E INSTRUÍDOS PROJETADOS NA GLOBALIZAÇÃO
    Vietnã, o polo industrial da vezpor: Martine Bulard
    06/02/2017

    Em menos de quarenta anos, o Vietnã impulsionou um crescimento dinâmico que permitiu uma vida melhor para o conjunto da população. A fome desapareceu; os jovens se conectaram às redes sociais; as famílias assistem a séries sul-coreanas e japonesas na TV… Contudo, as condições de trabalho permanecem muito duras e a economia está cada vez mais dependente

    Leia Mais →
  • NO ESTREITO DE MAGALHÃES, UMA ZONA FRANCA HERDADA DE PINOCHET
    O supermercado do fim do mundopor: Georgi Lazarevski
    06/02/2017

    A necessidade de fugir da barulheira do mundo convida às vezes a sonhar com seus limites extremos: espaços distantes, recantos preservados, ilhas de frescor ainda tocadas pela pureza de outrora. Na ponta meridional do continente americano, a Terra do Fogo exerce atração sobre os turistas. Em meio a vastas paisagens, ali se descobre um… supermercado

    Leia Mais →
  • DAS RUAS AO PODER
    Nas cidades rebeldes da Espanhapor: Pauline Perrenot e Vladimir Slonska-Malvaud
    06/02/2017

     

    Na Espanha, o jovem partido Podemos pretendia “tomar o céu de assalto”: derrubar o sistema político por meio de eleições gerais. Sem sucesso. De Barcelona a Madri, passando por Valência e Zaragoza, as forças progressistas críticas da austeridade tiveram seus principais sucessos em nível municipal. Mas trocar o prefeito permitirá mudar o mundo?

    Leia Mais →
  • UMA HISTÓRIA TECIDA POR IDEAIS, REPRESSÃO E MIGRAÇÕES
    Brasileiros na Guerra Civil Espanholapor: Juliana Sada e Rodrigo Valente
    06/02/2017

    Ainda que o real impacto e importância das Brigadas na guerra sejam um debate em aberto entre estudiosos, o simbolismo criado por elas é inegável. O envolvimento de milhares de estrangeiros em um conflito que não era diretamente seu, mas também o era pelo compartilhado sentimento antifascista, até hoje é um dos mais notáveis exemplos de solidariedade internacional

    Leia Mais →
  • ESTADOS UNIDOS E UNILATERALISMO
    Em nome da lei americana…por: Jean-Michel Quatrepoint
    06/02/2017

    Companhias europeias tiveram de pagar aos Estados Unidos mais de US$ 40 bilhões nas últimas décadas. A justiça norte-americana as acusa de não respeitar sanções determinadas por Washington (e não pelas Nações Unidas) contra determinados Estados. O direito torna-se então uma arma para absorver ou eliminar concorrentes

    Leia Mais →
  • PREVIDÊNCIA SOCIAL
    Um assassinato cruelpor: Amélia Cohn
    06/02/2017

    Condena-se a sociedade às incertezas do mercado em todas as dimensões da vida social, da educação e saúde até a previdência social, o trabalho e a assistência social. O país perderá gerações – presentese futuras –, que não terão nem condições de disputar a xepa da feira para sua sobrevivência imediata, enquanto poucos reinarão no mundo da ostentação vazia

    Leia Mais →
  • PREVIDÊNCIA SOCIAL
    Reformar para excluir?por: Eduardo Fagnani
    06/02/2017

    Se for aprovada a reforma que se vê no horizonte, homens e mulheres, rurais e urbanos,  trabalhadores privados e servidores públicos terão de comprovar idade mínima de 65 anos e 49 anos de contribuição para terem acesso à aposentadoria com valor integral

    Leia Mais →
EDIÇÕES ANTERIORES