O cenário político e o fim das doações de empresas para eleição - Le Monde Diplomatique

O cenário político e o fim das doações de empresas para eleição

2 de outubro de 2015
compartilhar
visualização

As empresas não podem mais fazer doações para campanhas eleitorais. Por oito votos a três, o Supremo Tribunal Federal considerou essa prática inconstitucional ao julgar uma ação da OAB.

Antes, empreiteiras, bancos, frigoríficos e companhias de diferentes áreas podiam financiar livremente candidatos e partidos, inclusive de posições antagônicas.

Na eleição do ano passado, as dez empresas que mais fizeram contribuições ajudaram a eleger 360 deputados federais – 70% da Câmara!

O que muda com a decisão do Supremo? Como impedir que ela estimule o “caixa dois”?

Para refletir sobre o assunto e sobre a crise política, o Observatório do Terceiro Setor recebe o diretor do Le Monde Diplomatique Brasil, Sivio Caccia Bava.



Artigos Relacionados

ARGENTINA

Isso não pode acontecer aqui...

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
RESENHAS

Miscelânea

Edição 180 | Brasil
ENTREVISTA – EMBAIXADORA THEREZA QUINTELLA

Balança geopolítica mundial deve pender para o lado asiático

Edição 180 | EUA
por Roberto Amaral e Pedro Amaral
UMA NOVA LEI EUROPEIA SOBRE OS SERVIÇOS DIGITAIS

Para automatizar a censura, clique aqui

Edição 180 | Europa
por Clément Perarnaud

Para automatizar a censura, clique aqui

Online | Europa
EMPREENDIMENTOS DE DESPOLUIÇÃO

Música e greenwashing

Edição 180 | Mundo
por Éric Delhaye
NA FRANÇA, A NOVA UNIÃO POPULAR ECOLÓGICA E SOCIAL

Os bárbaros estão em nossas portas!

Online | França
por Pauline Perrenot e Mathias Reymond
“NO TOPO, O PODER CORROMPIDO; NA BASE, A LUTA INTRÉPIDA”

A revolta popular no Sri Lanka

Edição 180 | Sri Lanka
por Éric Paul Meyer