O cenário político e o fim das doações de empresas para eleição - Le Monde Diplomatique

O cenário político e o fim das doações de empresas para eleição

2 de outubro de 2015
compartilhar
visualização

As empresas não podem mais fazer doações para campanhas eleitorais. Por oito votos a três, o Supremo Tribunal Federal considerou essa prática inconstitucional ao julgar uma ação da OAB.

Antes, empreiteiras, bancos, frigoríficos e companhias de diferentes áreas podiam financiar livremente candidatos e partidos, inclusive de posições antagônicas.

Na eleição do ano passado, as dez empresas que mais fizeram contribuições ajudaram a eleger 360 deputados federais – 70% da Câmara!

O que muda com a decisão do Supremo? Como impedir que ela estimule o “caixa dois”?

Para refletir sobre o assunto e sobre a crise política, o Observatório do Terceiro Setor recebe o diretor do Le Monde Diplomatique Brasil, Sivio Caccia Bava.



Artigos Relacionados

ARQUITETURA

Brasília: imagens de Três Poderes

Online | Brasil
por Adalberto da Silva Retto Júnior
DISPUTA EM ABERTO

O papel vindicado pelos trabalhadores plataformizados na atual agenda de governo

Online | Brasil
por Gabriela Neves Delgado e Bruna Vasconcelos de Carvalho
PUNITIVISMO

Sobre morfinas, terrenos e o 8 de janeiro

Online | Brasil
por Hamilton Gonçalves Ferraz e Pedro Amorim
CAPITAL ESPECULATIVO

Globalização e Forças Armadas

Online | Mundo
por Antônio Carlos Will Ludwig
MIGRANTES VENEZUELANOS

Impressões do campo em Roraima

Online | Brasil
por Sofia C. Zanforlin
PARA COMPREENDER O NEOFASCISMO

O "fascismo eterno", revisitado

Online | Brasil
por Liszt Vieira
POVOS INDÍGENAS PÓS GOVERNO BOLSONARO

O Brasil verde-amarelo é um país sem cor

Online | Brasil
por Vinício Carrilho Martinez e Márcia Camargo
DIREITO À CIDADE

Inovação como integrante de um projeto social e político emancipatório

por Regina Tunes