Além do PT - A crise da esquerda brasileira em perspectiva latino-americano - Le Monde Diplomatique

Além do PT – A crise da esquerda brasileira em perspectiva latino-americano

maio 12, 2017
compartilhar
visualização

livro

A construção de um programa exequível para uma candidatura progressista em 2018 passa necessariamente por uma ampla avaliação dos avanços e recuos empreendidos ao longo de treze anos pelo Partido dos Trabalhadores no governo federal.

Fabio Luis Barbosa dos Santos, historiador e professor de Relações Internacionais da Unifesp, aceitou esse desafio. Em seu livro Além do PT, ele examina os dilemas colocados diante da coalizão que levou Lula à Presidência, em 2002, e percorre o leque de opções tomadas em quatro mandatos presidenciais, no mais longo período em que uma mesma agremiação esteve na Presidência da República em períodos democráticos no Brasil.

O autor enriquece seu balanço com a perspectiva histórica de gestões progressistas na América Latina, destacando especialmente os casos do Chile, nos anos 1970, e da Venezuela, a partir de 1999. Segundo Barbosa dos Santos: “A experiência petista ilustra, como nenhuma outra na história brasileira, os limites para a reforma dentro da ordem. Do ponto de vista político, é irrelevante saber se Lula tinha ou não a intenção de mudar o Brasil quando se elegeu presidente. Objetivamente, os governos petistas apostaram em mudar nas áreas em que era possível conciliar”.

A adoção do programa adversário por parte de Dilma Rousseff em seu segundo mandato até agora não mereceu explicação oficial por parte do PT. Tomando um caminho ultraortodoxo, jamais ventilado em campanha, o partido rompeu com a base social que lhe garantiu a eleição. Gerando uma depressão sem precedentes, abriu caminho para que a extrema direita desse o golpe institucional de 2016.

É possível discordar de algumas avaliações do autor, mas é louvável que ele busque explicar a dramática deterioração institucional e econômica do país sem cair num jogo moralista do bem contra o mal. Ao contrário, o livro examina a todo momento a consistência ou não das políticas adotadas por uma administração que teve sua gênese no processo de reorganização das forças democráticas e populares, a partir do fim dos anos 1970, nos estertores da ditadura. Vale leitura atenta.



Artigos Relacionados


Edições Anteriores