Chico de Oliveira: qual reforma política?

Descrente de uma mudança de fôlego, o sociólogo e professor emérito da USP destaca algumas medidas paliativas para diminuir a distância que existe hoje entre povo e poder, sem apostar muito em seu sucessoMaíra Kubík Mano