Agir levando em conta a diferença para criar laços democráticos -

O DESAFIO DAS FRENTES

Agir levando em conta a diferença para criar laços democráticos

por Ana Caroline Azevedo, Annie Oviedo, Gabriel Vaz de Melo, Juliana Afonso, Letícia Birchal Domingues e Mário Corrêa
1 de março de 2021
compartilhar
visualização

A transversalidade da tarifa zero como viabilizadora de direitos deve ganhar corpo e espaço nas propostas programáticas de derrota do bolsonarismo

Um dos aspectos cruciais do fascismo é sua concepção do que é o povo. Para os adeptos dessa ideologia, o povo é um conjunto homogêneo, sem conflitos, sem história. Essa é, certamente, a concepção de Bolsonaro sobre o povo brasileiro. E ela é uma abstração, uma proposta irreal. Ainda assim, quem não cabe nessa definição …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

RELAÇÕES EXTERIORES

Lula em Washington: entre compromisso político e autonomia

Online | Brasil
por Luciana Wietchikoski e Lívia Peres Milani
UM MÊS DE GOVERNO LULA PELOS EDITORIAIS DO ESTADÃO

Terrorismo, genocídio e uma escolha muito difícil

Online | Brasil
por Marcelo Semer
SER AMADO OU SER TEMIDO?

Lula à luz do “Príncipe” de Maquiavel

Online | Brasil
por Railson da Silva Barboza
A SOMBRA DO EXTREMISMO

Encarar o abismo

Online | Brasil
por Marcos Woortmann, Alexandre Araújo e Guilherme Labarrere
REACIONARISMO

Contra Olavo

Online | Brasil
por Felipe Luiz
MERCADO

O governo Lula e a “política” do mercado financeiro

Online | Brasil
por Pedro Lange Netto Machado
NEGLIGÊNCIA

Os Yanomami são um paradigma ético mundial

Online | Brasil
por Jelson Oliveira
APAGÃO JORNALÍSTICO

O escândalo da Americanas: bom jornalismo é ruim para os negócios

Online | Brasil
por Luís Humberto Carrijo