Argélia, sessenta anos da Independência - Le Monde Diplomatique

VENTOS DE DEPRESSÃO DOIS ANOS DEPOIS DO FIM DO HIRAK

Argélia, sessenta anos da Independência

Edição 180 | Argélia
por Lakhdar Benchiba
1 de julho de 2022
compartilhar
visualização

Em 5 de junho de 1962, a França deixava a Argélia após mais de um século de dominação colonial. As comemorações, contudo, chegam em um clima social morno. A emigração clandestina piora, enquanto o regime, fortalecido financeiramente pelo aumento dos combustíveis, mantém a repressão para impedir o retorno das manifestações populares de 2019

“Como dizer ao mar que nos afogamos na terra?” Escrita num árabe castigado numa parede do bairro de Ain Naâdja, em Argel, e reproduzida numa página do Facebook intitulada “Através do lahyout (as paredes)”, a frase resume um estado de espírito feito de amargura, cansaço e falta de esperança diante do futuro. À medida que …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

GUILHOTINA

Guilhotina #179 - Isabela Kalil

BASE PARA O AUTORITARISMO

Medo e superstição no Brasil contemporâneo

Online | Brasil
por Kelen Vanzin
EMBALAGENS REDUZIDAS

Curiosas “inovações” da indústria brasileira

Online | Brasil
por Ricardo L. C. Amorim
SIDERURGIA

Renovação da licença da Ternium exclui a população e ignora violações ambientais

Online | Brasil
por Instituto Pacs
VIOLÊNCIA CONTRA POVOS INDÍGENAS

Sob Bolsonaro, a violência contra os povos indígenas foi naturalizada

Online | Brasil
por Lucia Helena Rangel e Roberto Antonio Liebgott
CIDADÃO DO BEM

A biopolítica do bolsonarismo e a ideologia do “cidadão de bem”

Online | Brasil
por João Estevam dos Santos Filho
UNIVERSIDADE PÚBLICA E DEMOCRACIA

Lula fala sobre democracia e universidade pública na USP

Online | Brasil
por Samantha Prado
OPINIÃO

A permanência da guerra e a extinção das Forças Armadas

Online | Mundo
por Antonio Carlos Will Ludwig