As frações burguesas e o governo Bolsonaro - Le Monde Diplomatique

DIREITA NEOFASCISTA VERSUS DIREITA TRADICIONAL

As frações burguesas e o governo Bolsonaro

por André Flores Penha Valle e Octávio Fonseca Del Passo
1 de julho de 2021
compartilhar
visualização

A conjuntura pandêmica é marcada pela polarização entre a direita neofascista, ou bolsonarista, e a oposição de direita, ou direita tradicional. A análise de documentos e declarações de capitalistas e associações empresariais na imprensa indica que esse conflito exprime uma divisão das frações burguesas em torno da política sanitária. Por outro lado, também indica sua unidade em torno da política econômica, o que explica o caráter vacilante da direita tradicional e os limites de sua ação oposicionista ao governo

Bolsonarismo, frações burguesas e a pandemia O bolsonarismo, como fenômeno político, é um movimento reacionário de massas das classes médias e da pequena burguesia, que persegue a mudança do regime político. Esse movimento, de caráter neofascista, atua para difundir o negacionismo em relação ao coronavírus, por meio de um discurso conspiracionista que apresenta a pandemia …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

MERCADO

O governo Lula e a “política” do mercado financeiro

Online | Brasil
por Pedro Lange Netto Machado
NEGLIGÊNCIA

Os Yanomami são um paradigma ético mundial

Online | Brasil
por Jelson Oliveira
APAGÃO JORNALÍSTICO

O escândalo da Americanas: bom jornalismo é ruim para os negócios

Online | Brasil
por Luís Humberto Carrijo
GENOCÍDIO

Extermínio do povo Yanomami e repercussões no direito penal internacional

Online | Brasil
por Sylvia Helena Steiner e Flávio de Leão Bastos Pereira
EDUCAÇÃO

A violência da extrema direita contra professores

Online | Brasil
por Fernando Penna e Renata Aquino
CONJUNTURA POLÍTICA

Pensando o 8 de Janeiro

Online | Brasil
por Coletivo Desmedida do Possível
CONJUNTURA POLÍTICA

Brasil como laboratório da insurreição fascista - II

Online | Brasil
por Augusto Jobim do Amaral
CONJUNTURA POLÍTICA

Brasil como laboratório da insurreição fascista – I

Online | Brasil
por Augusto Jobim do Amaral