Não bote fé nas fake news

Não Bote Fé nas Fake News
Nesta série especial, realizada em parceria com a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Cese), vamos abordar o fenômeno das fake news e seus impactos entre as comunidades de fé e a democracia brasileira. Para entender esse fenômeno, discutir como o fundamentalismo religioso age por meio das fake news e avaliar quais as principais consequências disso para a democracia, vamos convidar pessoas que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação. Foto do destaque: Luis Quintero/Pexels

02 de maio 2022

Não bote fé nas fake news #05: O combate à desinformação

Último episódio da série “Não bote fé nas fake news” explora diferentes formas para combater a desinformação. Para isso, Bianca Pyl e Luis ...

Não bote fé nas fake news #04: Como a internet e as redes sociais favorecem a ...

O quarto episódio da série “Não bote fé nas fake news” analisa como a internet e as redes sociais favorecem a divulgação de mentiras. Para i...

Não bote fé nas fake news #03: Desinformação e pandemia entre os povos indí...

O terceiro episódio da série “Não bote fé nas fake news”, fala sobre a desinformação espalhada por grupos religiosos entre povos indígenas durante a pandemia, em especial as mentiras envolvendo falsas consequências da vacinação. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino acompanham  o depoimento de Clarice Tukano, da Terra Indígena do Alto Rio Negro, e conversam com a jornalista e antropóloga Mariana Mandelli, coordenadora de comunic...

Não bote fé nas fake news #02: O uso da mentira nas eleições

Neste segundo episódio da série “Não bote fé nas fake news”, os jornalistas Bianca Pyl e Luis Brasilino conversam sobre as relações entre de...

Não bote fé nas fake news #01 – Fundamentalismo religioso, internet e a ...

Neste episódio de estreia da série “Não bote fé nas fake news”, parceria do Guilhotina com a CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço, va...

Fake news nas igrejas: uma epidemia a ser curada

Romi Bencke é pastora da Igreja Evangélica de Confissão Luterana (IECLB) há vinte anos. Em 2012, tornou-se secretária-geral da relevante organiza...

por Magali Cunha, Bianca Daébs e Tarcilo Santana

Especiais relacionados

Copa: futebol e política

Paixão das multidões, negócio bilionário, fator de mobilização social: o futebol é arrebatador. E, a cada quatro anos, as melhores seleções nacionais se reúnem ...

Desencarceramento como política de saúde

Este especial, uma parceria Le Monde Diplomatique Brasil e Radar Saúde Favela (Fiocruz), coloca no centro de suas reflexões o encarceramento e a produção da morte. Os...

O agro não produz comida, produz fome

Este especial, uma parceria Le Monde Diplomatique Brasil e Radar Saúde Favela (Fiocruz/RJ), coloca no centro de suas reflexões as correlações entre o agrocapitalismo...

Qual é o plano? Eleições 2022

O mês de outubro revelará as escolhas do povo brasileiro para a composição dos governos dos estados e do país. Isso se dará em um dos momentos sociais e políticos ...