Festival Varilux Em Casa oferece 50 filmes de graça

Cinema francês

Festival Varilux Em Casa oferece 50 filmes de graça

28 de abril de 2020
compartilhar
visualização

Iniciativa surge para amenizar os dias de isolamento social, recomendados diante do avanço da Covid-19 no Brasil. A edição Varilux 2020 nos cinemas será anunciada em breve

Há dez anos, o Festival Varilux de Cinema Francês acontece no mês de junho, sempre levando o melhor da cinematografia francesa recente para os cinemas de todo o Brasil. Porém, em tempos em que a recomendação é ficar em casa diante do avanço da pandemia de COVID-19 no Brasil, a edição 2020 precisou ser adiada para data ainda não confirmada. Mas os fãs do evento não ficarão desamparados. Por quatro meses, eles terão a chance de ver e rever longas-metragens, em sua maioria de edições passadas no “Festival Varilux Em Casa”. Lançado dia no fim de abril, o projeto conta 50 filmes exibidos, via streaming, durante quatro meses. E o que é melhor: de graça!

A iniciativa vem da união entre a Embaixada da França, a Essilor/Varilux, a produtora Bonfilm – organizadora do festival – e a Looke, plataforma brasileira de streaming, tornando possível a exibição dos filmes de forma fácil e intuitiva. Basta acessar a plataforma através do site: www.festivalvariluxemcasa.com.br e fazer um cadastro simples.

“Neste momento, em que a indicação é o isolamento social por conta da pandemia e que muitas pessoas devem enfrentar problemas financeiros, queremos ser solidários e propor uma programação de qualidade para entreter e ajudar a passar os dias de quarentena”, dizem Emmanuelle e Christian Boudier, organizadores do Festival.

O público poderá descobrir ou reencontrar sucessos de edições passadas, além de rever grandes astros franceses em cena, como Gérard Depardieu (Tour de France), Isabelle Huppert (Branca Como Neve), Catherine Deneuve (O Reencontro; A Última Loucura de Claire Darling), Jean Dujardin (O Retorno do Herói), Juliette Binoche (Quem Você Pensa que Sou; Tal Mãe, Tal Filha; Vidas Duplas), Omar Sy (Jornada da Vida; O Doutor da Felicidade), Cécile de France (A Viagem de Fanny); Vincent Lindon (A Aparição), Virginie Efira (Um Amor Impossível) e Marion Cotillard (Rock and Roll, por trás da fama; Um Instante de Amor). Os fãs das séries francesas também poderão ficar felizes ao reencontrar atores como Camille Cottin (Tal Mãe, Tal Filha; O Mistério de Henri Pick) e François Civil (Amor À Segunda Vista; Quem Você Pensa Que Sou), agora atuando em longas-metragens.

São filmes de diversos gêneros, com legendas em português. Entre eles, comédias (Na Cama com Victoria; Amor à Segunda Vista; Finalmente Livres), dramas (Graças a Deus; A Viagem de Fanny; Através do Fogo), filmes históricos (A Revolução em Paris; O Imperador de Paris, Cyrano mon Amour) e thrillers (A Noite Devorou o Mundo; O Último Suspiro; Carnívoras).

Entre os destaques, estão produções aclamadas pelo público e pela crítica especializada. Entre eles, Graças a Deus, de François Ozon, vencedor do Urso de Prata em Berlim. O longa fala de casos de pedofilia abafados pela Igreja Católica, revelados após uma das vítimas – um homem já adulto – descobrir que o padre que o abusou ainda está em atividade junto a crianças. Outros destaques são o drama A Viagem de Fanny, no qual a corajosa personagem Fanny lidera oito crianças em uma fuga rumo à Suíça, em um contexto de ocupação nazista na França; a comédia-dramática O Reencontro, que traz Catherine Deneuve de volta às telas, vivendo a misteriosa Béatrice; e ainda o drama Quem Você Pensa Que Sou, protagonizado por Juliette Binoche, que vive um conflito entre o perfil falso que cria para si na internet e sua verdadeira identidade.

Para as crianças, ainda estão disponíveis seis longas de animação dublados, para que possam assistir sozinhas ou com a família: Abril e o Mundo Extraordinário; A Raposa Má; O Menino da Floresta, Um Gato em Paris, Asterix e o Domínio de Deuses e Asterix e a Poção Mágica.

O gaulês Asterix é o personagem de quadrinhos mais famoso da França. A animação Asterix e a Poção Mágica fez grande sucesso na França, onde foi visto por mais de 4 milhões de espectadores. O filme participou do Festival Varilux de Cinema Francês de 2019 e estreou nos cinemas em versões legendadas e dubladas, com Gregório Duvivier dando voz a Asterix.

No filme, o velho druida e protetor da aldeia, Panoramix, é o foco da nova aventura. Ao cair de uma árvore durante a colheita de visco, ele decide que é hora de repassar seu manto e garantir o futuro da aldeia. Acompanhado por Asterix e Obelix, ele parte em uma viagem pela Gália em busca de um jovem druida bom e talentoso para transmitir o Segredo da Poção Mágica.

Asterix e a Poção Mágica foi o primeiro roteiro totalmente original sobre os gauleses criados por René Goscinny e Albert Uderzo há 60 anos. A animação resgata a magia e essência dos quadrinhos clássicos ao mesmo tempo em que apresenta temas nunca antes discutidos nas histórias de Asterix e seus amigos, como o protagonismo feminino e questões relacionadas à transmissão do conhecimento. René faleceu em 1977 e Alberto em março último.

Esse presente para o público só foi possível graças à participação dos distribuidores A2 Filmes, Bonfilm, California Filmes, Looke e Mares Filmes. Raphaël Ceriez, Adido Audiovisual da Embaixada da França, agradece a participação deles na iniciativa: “No atual cenário, que é inédito, no qual as restrições impostas pela crise mantêm os cinemas fechados, nos orgulhamos de nos juntar à Essilor Brasil e aos distribuidores para compartilhar com o nosso público confinado essa seleção dos melhores filmes vistos nas últimas edições do Festival Varilux de Cinema Francês”.

Guilherme Nogueira, Diretor de Marketing da Essilor/Varilux Brasil, patrocinadora master do evento nas salas de cinema e dessa edição Em Casa, comenta: “o Festival Varilux de Cinema Francês conta com um público fiel todos os anos, e poder oferecer essa opção de entretenimento gratuito para os que estão em casa é motivo de grande orgulho para a Essilor. Esperamos que, com a seleção dos melhores filmes exibidos até hoje, as pessoas experimentem bons momentos em casa e ajude a tornar os dias mais agradáveis.”

Realização Bonfilm. Patrocinadores do Festival Varilux Em Casa: Essilor/Varilux e Embaixada da França. Apoio de mídia: Adorocinema, Folha de São Paulo, Ingresso.com, Le Monde Diplomatique Brasil e Revista Piauí. Apoio cultural: Aliança Francesa Brasil e Unifrance



Artigos Relacionados

MERCADO

O governo Lula e a “política” do mercado financeiro

Online | Brasil
por Pedro Lange Netto Machado
NEGLIGÊNCIA

Os Yanomami são um paradigma ético mundial

Online | Brasil
por Jelson Oliveira
APAGÃO JORNALÍSTICO

O escândalo da Americanas: bom jornalismo é ruim para os negócios

Online | Brasil
por Luís Humberto Carrijo
GENOCÍDIO

Extermínio do povo Yanomami e repercussões no direito penal internacional

Online | Brasil
por Sylvia Helena Steiner e Flávio de Leão Bastos Pereira
EDUCAÇÃO

A violência da extrema direita contra professores

Online | Brasil
por Fernando Penna e Renata Aquino
CONJUNTURA POLÍTICA

Pensando o 8 de Janeiro

Online | Brasil
por Coletivo Desmedida do Possível
CONJUNTURA POLÍTICA

Brasil como laboratório da insurreição fascista - II

Online | Brasil
por Augusto Jobim do Amaral
CONJUNTURA POLÍTICA

Brasil como laboratório da insurreição fascista – I

Online | Brasil
por Augusto Jobim do Amaral