Editorial: O medo da multidão - Le Monde Diplomatique

Editorial

O medo da multidão

por Silvio Caccia Bava
7 de Janeiro de 2020
compartilhar
visualização

O neoliberalismo ataca o Estado e busca suprimir os bens públicos, que se transformam em negócios privados. Só quem paga tem acesso. O que antes era considerado um direito e também um salário indireto, pois compunha os bens e serviços necessários para a vida, transformou-se em mercadoria. E os trabalhadores, precarizados, não conseguem pagar a conta.

 

A revolta é da multidão anônima. Não há lideranças nem envolvimento de partidos políticos. São milhões de pessoas que protestam em um número crescente de países. Os governantes, temerosos das mobilizações, se preparam para o confronto e a repressão, como é o caso do Brasil, e também amenizam suas medidas de espoliação, adiando aumentos previstos …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

Crime ambiental

Um ano do crime ambiental e humano em Brumadinho

Online | Brasil
por Julia Castello Goulart
Manifestações

A brutalidade democrática contra movimentos autônomos

Online | Brasil
por Lucas Alencar de Araujo
Cruzada contra a liberdade de expressão

Governo federal viola direitos culturais

Online | Brasil
por Raisa Pina
Não é Naftalina, é Zylikon B

Quando o governo Bolsonaro não consegue esconder sua verdadeira face

Online | Brasil
por Daniel Tourinho Peres
Ensaio

Parasita: Ninguém está a salvo

por Fábio Palácio
Guilhotina

Guilhotina #56 – Ricardo Abramovay

Opinião

A esquerda precisa voltar a debater economia

Online | Brasil
por Bruno Mäder Lins
Caso Marielle

O crime que pode derrubar o presidente

Online | Brasil
por Frederico Rochaferreira