Obama e a ameaça das armas nucleares - Le Monde Diplomatique

SEGURANÇA MUNDIAL

Obama e a ameaça das armas nucleares

por Selig S. Harrison
1 de abril de 2010
compartilhar
visualização

A proposta dos Estados Unidos de reduzir o número de ogivas nucleares estratégicas – de 2.200 para 1.500 – desapontou os partidários do desarmamento. A Rússia declarou que estava pronta para baixar para mil a quantidade destas armas com o fim de reduzir seu orçamento dedicado à defesa

Algumas palavras eloquentes bastaram para que o presidente Barack Obama se qualificasse para a obtenção do Prêmio Nobel da Paz e se tornasse, ao mesmo tempo, herói dos militantes do desarmamento e vilão dos fanáticos pelas armas nucleares. Quando prometeu renovar e estender os acordos concluídos com a Rússia sobre o controle das armas nucleares …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
ARGENTINA

Por que Alfonsín está retornando?

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
DESAFIOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Lula no (novo) mundo

Séries Especiais | Argentina
por Federico Merke
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Aura de líder austero, espectro recorrente em Mundiais, ronda Tite

por Helcio Herbert Neto
GUILHOTINA

Guilhotina #193 - Edson Lopes Cardoso

CONTRIBUIÇÕES PARA O NOVO GOVERNO DE LULA

A nova política externa brasileira

Online | Brasil
por Marina Bolfarine Caixeta
RESENHA

Em Maví, Marco Lucchesi faz de sua poesia uma busca pelo outro

Online | Mundo
por André Rosa