DESASTRES AMBIENTAIS E BARRAGENS DE MINERAÇÃO


O que não se aprendeu com a tragédia no Rio Doce

Apesar dos riscos e da tragédia da Samarco, o licenciamento ambiental de barragens de rejeito vem sendo
feito de forma pouco rigorosa no Brasil. Entre os problemas estão o subdimensionamento das áreas de influência, a desconsideração dos potenciais danos a comunidades e a avaliação insuficiente de alternativas tecnológicas

por: Bruno Milanez, Luiz Jardim Wanderley e Tatiana Ribeiro
12 de março de 2017
Conteúdo apenas para Assinantes
Clique aqui para fazer o login como Assinante


Não é Assinante? Acesse nossa Loja e faça sua Assinatura hoje mesmo.

LEIA TAMBÉM...

EDIÇÕES ANTERIORES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *