2ª Temp. #08 – Conversas antirracistas, com BNegão e Higo Melo

Cidade livre

2ª Temp. #08 – Conversas antirracistas, com BNegão e Higo Melo

13 de julho de 2021
compartilhar
visualização

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem, no oitavo episódio da segunda temporada da série Cidade livre, os músicos BNegão e Higo Melo. Nesse episódio, os músicos falaram sobre a relação que tiveram com o transporte ao longo da vida enquanto homens negros; o entrecruzamentos entre mobilidade, segregação e racismo; o impacto dessa estrutura nas suas criações; as dificuldades impostas pelo modelo atual de transporte para quem trabalha na noite e, especialmente, para o público; e como a música e a arte podem contribuir para reverter o cenário atual. Ouça nessa postagem ou em seu tocador favorito!

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem, no oitavo episódio da segunda temporada da série Cidade livre, os músicos BNegão e Higo Melo. Eles deram entrevistas para o ativista Paíque Duques Santarém que foram publicadas no livro “Mobilidade antirracista”, o qual inspira esta temporada. Nesse episódio, os músicos falaram sobre a relação que tiveram com o transporte ao longo da vida enquanto homens negros; o entrecruzamentos entre mobilidade, segregação e racismo; o impacto dessa estrutura nas suas criações; as dificuldades impostas pelo modelo atual de transporte para quem trabalha na noite e, especialmente, para o público; e como a música e a arte podem contribuir para reverter o cenário atual.

Vocalista da banda Planet Hemp (ao lado de Marcelo D2), BNegão foi líder do grupo BNegão & Seletores de Frequência entre 2003 e 2020. Com essas duas bandas (além de outros projetos variados) circulou por alguns dos principais palcos do Brasil e do mundo. Atualmente, o MC se prepara para novos lançamentos, entre eles seu primeiro disco solo, previsto para este segundo semestre de 2021.

Cria da Ceilândia, no Distrito federal, Higo teve em 1999 seu primeiro contrato como músico. Hoje atua em todas as áreas da música, da composição à produção de eventos, mas vive da paixão de cantar e da produção musical. Além de criar e participar ativamente da banda Ataque Beliz de 2001 a 2016, produziu e participou de trabalhos de artistas como GOG, Ellen Oléria e Zeca Baleiro. Também criou diversas trilhas sonoras de filmes e temas de festivais, como o Latinidades 2020.

Ouça em seu player de preferência ou dê o play:

 

(Foto: Matheus Alves)

Ilustração: Juliana Del Lama. Foto: Matheus Alves.

Esta publicação foi realizada com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo e fundos do Ministério Federal para a Cooperação Econômica e de Desenvolvimento da Alemanha (BMZ). O conteúdo da publicação é responsabilidade exclusiva do Le Monde Diplomatique Brasil e não representa necessariamente a posição da FRL.



Artigos Relacionados

ORÇAMENTO SECRETO

A melhor forma de combate à corrupção não é o discurso

Online | Brasil
por Luís Frederico Balsalobre Pinto
DEMOCRACIA MILITANTE

A democracia do erro: Loewenstein e o Brasil de 2022

Online | Brasil
por Gabriel Mattos da Silva
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Qual é a função dos bandeirinhas após o surgimento do VAR?

por Helcio Herbert Neto
EDUCAÇÃO

Um ensaio timidamente indecente sobre pânico civilizacional e educação

Online | Brasil
por Fernando de Sá Moreira
ECONOMIA E SAÚDE

O SUS e o relatório do TCU

Online | Brasil
por Vários autores
QUE A CLOROQUINA NÃO SE REPITA

Como conter a pulsão de morte bolsonarista

Online | Brasil
por João Lorandi Demarchi
RESPEITEM OS LOUCOS

A patologização do fascismo

Online | Brasil
por Roger Flores Ceccon
NOVO MINISTÉRIO, A CONCRETIZAÇÃO DE UM VERDADEIRO MARCO

Os povos indígenas e seu protagonismo na transição de governo

Online | Brasil
por Aline Ngrenhtabare Kaxiriana Lopes Kayapó, Edson Kayapó e Flávio de Leão Bastos Pereira