Alô, alô, Echelon! - Le Monde Diplomatique

LIVROS A

Alô, alô, Echelon!

por Franck Mazoyer
1 de agosto de 2001
compartilhar
visualização

O uso de satélites para retransmitir comunicações permite aos serviços secretos das principais potências captarem, de quebra, conversas telefônicas, fax e correio eletrônico. A rede Echelon intercepta mais de dois milhões de conversas por minutoFranck Mazoyer

Espalhadas pela face do globo terrestre, as bases militares da rede anglo-americana Echelon abrem novas possibilidades de vigilância planetária. O uso de satélites para retransmitir comunicações permite aos serviços secretos das principais potências captarem, de quebra, conversas telefônicas, fax e correio eletrônico. A rede Echelon intercepta mais de dois milhões de conversas por minuto. “Em 1994”, explica Duncan Campbell, “a NSA (National Security Agency, agência de segurança norte-americana) interceptou chamadas telefônicas entre a empresa Thomson CSF e o Brasil sobre o Sivam, um sistema de vigilância na floresta amazônica avaliado em 1,4 bilhão de dólares. A empresa francesa foi acusada de ter subornado membros da comissão de seleção brasileiros. Após a intervenção norte-americana, o contrato acabou sendo assinado com a Raytheon, uma empresa norte-americana.” Duncan Campbell foi o primeiro jornalista a denunciar, em 1998, a existência dessa rede; neste livro, ele entrega as chaves para a compreensão da rede Echelon ? e mostra os limites. (Trad.: Jô Amado)

Referência
Surveillance électronique planétaire, de Duncan Campbell, ed.

Franck Mazoyer é jornalista.



Artigos Relacionados

INVERTENDO O ALVO E MIRANDO NO SISTEMA DE JUSTIÇA

O que faz o caso Luana Barbosa tão assustador?

Online | Brasil
por Vários autores
RESENHAS

Miscelânea

Edição 185 | Mundo
O QUE ESTÁ POR TRÁS DOS BONS SENTIMENTOS

Os usos da compaixão

Edição 185 | Mundo
por Évelyne Pieiller
COMO OS ESTADOS PARTILHAM AS ÁGUAS MARÍTIMAS

Direito do Mar balança, mas não avança

Edição 185 | Mundo
por Didier Ortolland
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

A reforma devora seus filhos

Edição 185 | França
por Simon Arambourou e Grégory Rzepski
CUSTO EXORBITANTE DA LIBERALIZAÇÃO

O choque elétrico europeu

Edição 185 | Europa
por David Garcia
NÚPCIAS DO NEOLIBERALISMO COM A EXTREMA DIREITA

Na Itália, a linguagem dupla de Giorgia Meloni

Edição 185 | Itália
por Hugues Le Paige
GUERRA NA UCRÂNIA EMBARALHA AS CARTAS DO ANTIGO BLOCO SOVIÉTICO

A ladainha húngara

Edição 185 | Hungria
por Corentin Léotard