As mulheres japonesas não aceitam mais se calar

LUTA CONTRA O SEXISMO COTIDIANO

As mulheres japonesas não aceitam mais se calar

por Christine Levy
3 de janeiro de 2022
compartilhar
visualização

O triunfo do Partido Liberal Democrata nas eleições legislativas de outubro de 2021 no Japão vem acompanhado por uma derrota do feminismo, com uma queda no número de mulheres eleitas. Entretanto, com a ajuda do movimento #MeToo, vozes aparecem e mobilizações se formam. Mas ainda não conseguem franquear as portas das empresas nem dos parlamentos

Foi a primeira vez que a lei de 2018 “para promover a participação comum de homens e mulheres na política” – conforme seu próprio nome – foi aplicada a uma eleição legislativa. Porém, o resultado das eleições de 31 de outubro de 2021 exibiu um declínio na proporção de mulheres eleitas para a Câmara dos …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

ELEIÇÕES 2022

Voto útil: o chamado ao primeiro turno em 2022

Online | Brasil
por Luísa Leite e Alexsandra Cavalcanti
CORTE INTERNACIONAL DE JUSTIÇA

Uma escolha nada difícil

Online | Brasil
por Guilherme Antonio de A. L. Fernandes
CENÁRIO LATINO-AMERICANO

Os desafios da “nova Onda Rosa” na América do Sul

Online | América Latina
por João Estevam dos Santos Filho
AUTOCRATIZAÇÃO

Erosão democrática no Brasil de Bolsonaro

Online | Brasil
por Carolina Azevedo
GUILHOTINA

Guilhotina #185 - José Celso Cardoso Jr. e Monique Florencio de Aguiar

DEMOCRACIA AMEAÇADA

Três dimensões para pensar a eleição mais importante da Nova República

Online | Brasil
por João Rafael Gualberto de Souza Morais
Qual é o plano?

A guerra às drogas precisa parar. Os presidenciáveis estão preparados para essa conversa?

por Juliana Borges
O AGRO NÃO PRODUZ COMIDA, PRODUZ FOME

Cozinhas Populares apontam caminhos para a soberania alimentar

por Campanha Periferia Viva