As vozes dissonantes dos repórteres anticolonialistas

UM MOVIMENTO DE SOLIDARIEDADE COM O MAGREB

As vozes dissonantes dos repórteres anticolonialistas

por Anne Mathieu
2 de agosto de 2021
compartilhar
visualização

Legitimamente associada à jornada de 40 horas semanas e às férias remuneradas, a Frente Popular tem um currículo bem mais modesto na questão colonial. Quando estavam no Magreb, jornalistas próximos do Partido Comunista ou de organizações socialistas sabiam que suas reportagens não conteriam alegria nem conquistas sociais, especialmente nos períodos de fome

“Palmeirais, miragens do Sul, o morno calor dos oásis, mares mais azuis do que o céu, mesquitas e medinas, cidades doces e silenciosas sujeitas às fatalidades africanas, mulheres de véu e, por trás de tudo isso, a deliciosa sedução da aventura. Nas agências de turismo, não se economizam promessas.” O sarcasmo surge espontaneamente sob a …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

RESENHA

O homem que enterrou Hitler

Online | Brasil
por Ronaldo Abreu Vaio
EDUCAÇÃO

Nativos ou cretinos digitais do capitalismo?

Online | Mundo
por Luiz Fernando Leal Padulla
COREIA DO SUL

A estagnação econômica brasileira à luz da prosperidade sul coreana

Online | Coréia do Sul
por Daniela Cardoso
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA UMA VIDA DIGNA

Entrando em consenso: democracia e dignidade para a erradicação da pobreza

Online | Brasil
por Flávia Uchôa de Oliveira, Shailen Nandy, Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis e Luís Renato Vedovato
Guilhotina

Guilhotina #139 - Beatriz Accioly Lins

MEIO AMBIENTE

Os dois Brasis que irão à COP26

Online | Brasil
por Carlos Bocuhy
CONJUNTURA

A ascensão do bolsonarismo e a tempestade perfeita da sindemia de Covid-19

Online | Brasil
por Cesar Calejon
SÉRIE NETFLIX

A verdade tem estrutura de Round 6

Online | Mundo
por José Isaías Venera