Bianca Pyl, Autor em Le Monde Diplomatique

A guerra que ninguém vê

Enquanto a atenção segue totalmente voltada para o conflito Rússia e Ucrânia, a Turquia iniciou, no último dia 17 de abril, uma ofensiva militar contras os curdos, no sul do Curdistão, nas cidades de Zap e Avaşîn. Localizadas na fronteira da Síria com a Turquia, essas regiões estão amplamente sob o controle do Partido dos …

por em

O que um negro deve escrever?

Na primavera parisiense de 1949, o escritor norte americano James Baldwin publicou pela primeira vez o ensaio “o romance de protesto de todos“. Em tom ácido, o texto se propunha a analisar relação entre a literatura produzida por pessoas negras e o suposto imperativo político em expor didaticamente os problemas sociais vividos por afrodescendentes. Os …

por em

Bolsonaro é o maior violador de direitos de comunicadores/as no país

Os índices de violência contra comunicadores/as continuam batendo recordes no Brasil. De acordo com o último relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), publicado em janeiro de 2022, foram registrados pelos sindicatos afiliados 430 episódios de violência contra jornalistas no país, durante o ano de 2021. Uma diferença pequena em relação ao ano anterior, que …

por em

Os caminhos para enfrentar a crise e repensar a reforma urbana

Não há dúvidas de que estamos experimentando um momento sem precedentes na sociedade brasileira, com a questão urbana ocupando o centro dos grandes dilemas nacionais. A acumulação combinada de várias crises exige um novo olhar para entender as interações em jogo e pensar de maneira renovada os caminhos possíveis ao enfrentamento do apagão que atinge …

por em

Censura, propaganda oficial e ameaça de extinção rondam a EBC

Não é de hoje que os microfones da rádio Jovem Pan estão disponíveis para a unificação dos discursos neofascista e ultraliberal no Brasil. No dia 5 de fevereiro de 2018, no programa “Pânico”, o então candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, deu uma das primeiras declarações mais explícitas sobre a possibilidade de “fechamento” da …

por em

A Convenção Constitucional e seus inimigos

Não é preciso estudar física para compreender a Terceira Lei de Newton, também chamada de “Princípio da Ação e Reação”: se um corpo atua com uma força sobre outro (ação), este tem uma reação contrária por meio de outra força de igual valor e direção, mas de sentido oposto (reação). Essa dinâmica se aplica não …

por em

Operação Condor: montando o quebra-cabeças

Por oito anos ela se dedicou a destrinchar e denunciar como as ditaduras sul-americanas coordenaram suas políticas repressivas para sequestrar, torturar e assassinar os opositores e opositoras políticos(as) e exilados(as), sem escrúpulos nem piedade. Perseverante e valente, a italiana Francesca Lessa – doutora em Relações Internacionais pela London School of Economics, pesquisadora e docente de …

por em

Os que não podem esperar

Ao chegar a La Moneda, o novo governo deparou com uma longa lista de problemas, alguns de caráter estrutural, que pressupõem as transformações relacionadas no programa de Gabriel Boric e que levarão tempo para ser resolvidos. Outros problemas, no entanto, requerem atenção rápida: são os que afetam o cotidiano das pessoas, embora também decorrentes do …

por em

Le Monde Diplomatique Brasil oferece assinatura para jovens que tirarem o título de eleitor

Com objetivo de estimular a participação de jovens nas próximas eleições, o Le Monde Diplomatique Brasil lança campanha que irá dar uma assinatura digital do jornal de abril a outubro deste ano para jovens entre 16 e 17 anos que comprovarem terem tirado o título de eleitor. O público alvo da campanha tem até o …

por em

Nossos pulmões nas mãos dos doutores de toga

Infelizmente, poucos sabem disso. Mas o ar que respiramos está nos adoecendo dia a dia, hora a hora. O ar tóxico é o maior malefício ambiental da contemporaneidade com repercussões à saúde, perdendo apenas para a Covid-19 durante estes dois anos de pandemia. Ele é responsável por 11% da mortalidade global anual, sendo 51 mil …

por em

Guerra da Ucrânia, imperialismo e comunicação

O conflito entre Rússia e Ucrânia iniciado em fevereiro de 2022, no contexto da guerra do Donbas, iniciada após o golpe de Estado de 2014 e a consequente declaração de independência das repúblicas populares de Lugansk e Donetsk, é um momento crucial na crise estrutural do capital que expõe o complexo institucional e os atores …

por em

O voto de qualidade no Carf e o interesse público

Nesta quarta-feira, 23 de março, está previsto o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) das ADIs nº 6399, 6403 e 6415, nas quais se discute o “fim do voto de qualidade” no âmbito do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). O dispositivo trouxe uma nova regra de solução dos litígios fiscais julgados pelo Carf nos …

por em

Com respeito e admiração

Embora tenha, muitas vezes, cruzado com o professor Paul Singer nos corredores da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e conhecesse alguns de seus trabalhos, publicados na revista Estudos/Cebrap, não tivemos um contato maior durante os anos 70 e 80 porque, enquanto ele pesquisava no Cebrap, eu me encontrava no Cedec. Foi …

por em

Guardiãs das águas

Março chama a atenção para a igualdade de gênero, com o Dia Internacional da Mulher, mas também é o mês em que se comemora o Dia Mundial da Água (22/03). Alguns números saltam aos nossos olhos quando esse é o tema. Um deles é a relação conflituosa que estabelecemos com a água nas cidades e …

por em

O desafio de enfrentar uma oposição reacionária

De certa forma, Kast e o Partido Republicano não são uma anomalia na história da direita chilena. Se rastrearmos a racionalidade desse setor ao longo dos séculos XIX e XX, veremos que, em seu centro, chegar a uma liderança como essa faz bastante sentido. Um escritor que nos ajuda a compreender tais processos é Corey …

por em

Cultura Esperando Godot

O setor cultural segue no Brasil uma estagnação sem precedentes. Enquanto os recursos da Lei Aldir Blanc dão alguma segurança para parte dos trabalhadores, estruturas de trabalho fecham e profissionais mudam de ocupação. Como na peça de Samuel Beckett, “Esperando Godot”, os trabalhadores da cultura aguardam os recursos que não chegam, os espaços e empresas …

por em

O Chile caminha para uma democracia maior e melhor

O trabalho da Convenção Constitucional avança e a “folha em branco” já tem seus primeiros parágrafos. Em poucas semanas, os progressos foram substanciais e esboçaram um novo Chile descentralizado, que distribui poder às regiões, outorga autonomia aos territórios, reduz as desigualdades perante a justiça, reconhece a diversidade dos povos que habitam o país e tinge …

por em

Um símbolo de luta: Marielle Franco, presente!

1.461 dias. Quem mandou matar Marielle? E por quê? A pergunta continua sem respostas. O legado de Marielle, não. E uma das principais responsáveis por isso é Anielle Franco, irmã de Marielle. Mas não só. Diretora do Instituto Marielle Franco e doutoranda da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Anielle é também professora, jornalista, escritora, …

por em

Russofobia e “choque de civilizações”

Ideólogo ligado ao ex-presidente George Bush, Samuel Huntington publicava, em 1993, seu célebre “Choque de civilizações?”, texto em que vaticinava: “As grandes oposições entre as espécies humanas e a fonte dominante dos conflitos serão culturais”[1]. Quase trinta anos após a publicação deste ensaio, o panorama internacional parece dar a Huntington o mérito de ter antevisto …

por em

A imaginação política feminista no poder

No momento, o grande desafio é ocupar os espaços com força transformadora, evitando os riscos de uma institucionalização domesticadora, superando as tensões que isso seguramente gerará entre governo e movimento feminista, e, sobretudo, enfrentando as ambiguidades que sem dúvida, dentro do próprio governo, poderiam manifestar a tentativa de definir para a ação pública o que …

por em

Os ventos da greve sopram pela América Latina: um mapa do 8M

Após dois anos de pandemia, de profundas transformações no trabalho remunerado e no trabalho doméstico não remunerado, a necessidade de se reencontrar com o poder que vem da rua é fundamental. Impactadas pela conjuntura que impõe uma dívida externa em nosso país[1], mas que também atravessa vastos territórios da América Latina, pelas consequências das políticas …

por em

Do pensamento social afro-pindorâmico à filosofia política quilombola

“As letras que eu escrevo são sementes okantada no papel, quando alguém lê essa semente germina”. Assim, Antônio Bispo dos Santos, conhecido como Nego BIspo,  define sua troca “pedra” por “pena” em um improviso de samba de roda bem popular no recôncavo e que em sua harmonia, composição, ritmo e estrutura, em tudo, lembra também …

por em

Lei Aldir Blanc e Lei Paulo Gustavo: soluções para a crise da cultura?

Uma quantidade ainda indefinida de trabalhadores e trabalhadoras do setor da cultura recebeu recursos da Lei Aldir Blanc. Estes recursos estão em fase final de execução e de prestação de contas. No entanto, o setor amarga enormes prejuízos em quase dois anos de paralisação. Após mobilização da classe de trabalhadores, foram apresentadas as propostas de …

por em

A (dupla) ofensiva do agro nas escolas

Em 2021, vimos a boiada tentar passar com toda a força nas escolas brasileiras. O agro – que diz produzir alimentos, mas produz commodities para exportação ou para alimentar o gado, enquanto 19 milhões de brasileiras e brasileiros passam fome – enriquece cada vez mais à custa da segurança alimentar e nutricional da população brasileira, …

por em

Rússia x Ucrânia: fake news como propaganda de guerra híbrida

Amanhecemos quinta-feira, 24 de fevereiro, com milhões de pessoas comentando a crise no Leste Europeu nas redes sociais. No entanto, quanto mais complexo e polêmico o assunto, maior parece ser a margem para a desinformação dominar o debate. Nas redes viu-se de tudo: fotos da Palestina sendo atribuídas ao conflito em Kiev; ministro brasileiro acreditando …

por em

Desafios e entraves para a reconstrução do Brasil

Recentemente, o presidente da Câmara de Deputados, Arthur Lira (PP/AL), fez acender um sinal de alerta para os que apostam na possibilidade de, nas eleições de 2022, barrarmos a continuidade da destruição do país pela extrema direita bolsonarista e seus aliados do Centrão. Frente à perspectiva da eleição de Lula, apontada por todas as pesquisas …

por em

A Guerra da Ucrânia é a primeira guerra transmitida pelas redes sociais

A guerra entre Rússia e Ucrânia é a primeira guerra a ser transmitida pelas redes sociais. O argumento aqui apresentado é que isso terá um efeito importante na forma como vemos e entendemos o conflito. Assim como ocorreu em outros eventos bélicos dos séculos XX e XXI. Embora não tenha sido uma guerra formal, a …

por em

Lei Aldir Blanc: um balanço socioeconômico

Na continuidade da série “A crise da cultura”, produzida pelo Observatório da Cultura do Brasil, esta reportagem apresenta uma análise dos quase dois anos de aplicação dos recursos da Lei Aldir Blanc, criada para minimizar a crise econômica e social dos setores culturais desencadeada pela pandemia. A aplicação destes recursos foi fundamental para oferecer alguma …

por em

As rachaduras da liberdade

O início de 2022 encontrou os Estados Unidos em novo drama pandêmico. Sob predominância da variante ômicron em fevereiro, o país atingiu novo pico de contaminação por Covid-19. A Johns Hopkins University, que monitora a pandemia no mundo, registrou, em sua plataforma online, mais de 1 milhão de casos confirmados num único dia.1 A cifra …

por em

59ª Bienal de Veneza: uma Bienal dos sonhos?

No início de fevereiro, foi apresentado ao público o projeto da 59a edição da Bienal de Arte de Veneza. A mostra acontece com um ano de atraso. Desde a inauguração da Bienal de Arte de Veneza, em 1895, esta é a primeira vez que uma mulher assina a curadoria do evento. A primeira Bienal Internacional …

por em

As relações entre mídia e poder político no contexto brasileiro

As relações entre mídia e poder político envolvem questões relacionadas com a opinião pública. Antes, se faz necessário destacar considerações acerca da conceituação utilizada em relação à opinião pública, que seriam correntes de opiniões, crenças e atitudes a respeito de um assunto específico e compartilhadas e expressas por uma parcela representativa da população. A opinião …

por em

Tragédia em Petrópolis: será esse o futuro das metrópoles?

Morro do Bumba, em Niterói, 2010. Região Serrana do Rio de Janeiro, 2011. Xerém, em Duque de Caxias, 2013. Petrópolis, 2022. Apenas para citar alguns dos desastres ambientais mais trágicos das últimas décadas. São incontáveis as vidas e sonhos levados pelas enchentes e deslizamentos. Devastada e ainda contando seus mortos, a Petrópolis de hoje é …

por em

Por que o nazismo deve ser criminalizado, mas o comunismo não

Nos últimos dias, em curto espaço de tempo, um conhecido podcaster defendeu a legalidade do partido nazista e um comentarista de TV, risonhamente, fez a saudação hitlerista chamada seig heil. Manifestações como essas se tornaram frequentes nos últimos anos, em particular após a eleição de Jair Bolsonaro. Seu governo, aliás, tem sido uma permanente fonte …

por em

Semana de Arte Moderna: três dias que a cidade não viu

A comemoração do centenário da Semana de Arte Moderna traz à tona a forma como a cidade de São Paulo (re)escreveu sua história a fim de destacar sua importância política e cultural no Brasil desde o final do século XIX e que, de algum modo, segue ainda nos dias de hoje. Na tentativa de se …

por em

Respostas participativas frente aos conflitos socioambientais na América Central

Começou em 25 de outubro de 2021 e durou 30 dias. O estado de sítio imposto pelo governo da Guatemala parecia ser o auge da repressão violenta e sistêmica do Estado contra a resistência das comunidades Maya-Q’eqchi, em El Estor. As comunidades denunciavam a extração e processamento ilícito de níquel na Mina Fénix – um …

por em

A universidade pública no governo de Gabriel Boric

Em setembro, a edição chilena de Le Monde Diplomatique reproduziu o discurso que o presidente Salvador Allende proferiu na véspera da posse, no qual, além de saudar com emoção a multidão que comemorava seu triunfo, também destacou “quão extraordinariamente significativo é que eu possa me dirigir ao povo do Chile e ao povo de Santiago …

por em

A fome nossa de cada dia na TV

Em tempos de pandemia cozinhei muito. Melhorei inclusive a minha performance. Aprendi muito vendo programas na televisão com simpáticos mestres: Cozinha Prática, Tempero de Família, Vida Mais Bela, Perto do Fogo, Quanto Mais Doce Melhor, Um Brinde ao Vinho, MasterChef, Mestre do Sabor, Mestres da Sabotagem, Bake Off… fora todos os programas das manhãs e …

por em

O que significa Justiça no caso do linchamento de Moïse?

Sábado, 5 de fevereiro, manifestantes foram às ruas de grandes cidades brasileiras pedindo Justiça. Um jovem africano foi linchado – torturado até a morte – em uma praia no Rio de Janeiro. Os perpetradores, também pessoas trabalhadoras, estão sob custódia e alegam que não houve intenção de matar; que eles estavam reagindo ao comportamento errático …

por em

Boric na América do Sul

Antes mesmo de ter acabado de assimilar sua vitória nas urnas e de montar sua equipe de governo, o presidente eleito se vê prematuramente questionado sobre sua política para a América do Sul. E já definiu duas coisas: não acompanhará Sebastián Piñera em sua viagem para não endossar o Prosurmas apoiará a Aliança do Pacífico[2]. …

por em

Mestra Mayá: a história contra-colonial de uma mestra indígena

O livro A escola da reconquista, da mestra Mayá, ou Maria José Muniz Andrade Ribeiro, publicado pela Editora da Teia dos Povos, integra um promissor acontecimento literário e científico para todo o país:  o surgimento de textos autobiográficos de mestras e mestres de comunidades tradicionais. Em A escola da reconquista, a autoria desta mestra indígena, …

por em

Lições do semiárido brasileiro nessa encruzilhada histórica do século 21

“É no semiárido que a vida pulsa! É no semiárido que o povo resiste!”, diz a Articulação Semiárido Brasileiro (Asa), rede da sociedade civil constituída na região na década de 1990. Um dos marcos da história de mobilização social que deu origem à Asa foi a ocupação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) em …

por em

Nos territórios do Cerrado, chuva de veneno se intensifica

A 890 quilômetros de Teresina, adentrando o interior piauiense, Jovecino e Almerinda labutam para manter uma pequena produção de alimentos para o seu sustento. A dificuldade é percebida no preto das folhas do pé de laranja. Incomum. Oleoso. Grudento. O mesmo preto se estende por todo o teto da casa de adobe em que vivem …

por em

Porto recebe licença prévia para operar no Pantanal e pode trazer mais impactos à região

Apesar de vivenciar uma tragédia ambiental nos últimos anos, o Pantanal continua sendo palco de empreendimentos que podem agravar sua degradação. No último dia 26 de janeiro, o Terminal Portuário de Barranco Vermelho teve a licença prévia aprovada pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente do Mato Grosso (Consema-MT). A decisão ocorreu mesmo com a existência …

por em

Boric: Ano Um

A última eleição presidencial foi qualificada, com razão, como a mais importante e decisiva que o país viveu desde o fim da ditadura. Em parte, porque era crucial e determinante para  viabilidade política da Convenção Constitucional e sua proposta de uma nova Constituição. A vitória de José Antonio Kast teria comprometido seriamente esse processo e …

por em

A direita e o preço de sua derrota

Poucas horas depois da profunda derrota sofrida pelo candidato republicano José Antonio Kast para o agora presidente eleito, Gabriel Boric, a direita iniciou sua jornada pelo deserto, esse caminho que nos momentos de fracasso começa a cobrar seu preço. Apesar de Kast ter obtido quase 44% dos votos, para a direita, seus partidos e lideranças …

por em

A tensão entre o poder constituinte e a ordem constituída

De outubro em diante, o poder transformador do poder constituinte se desdobrou como uma experiência vital dos povos em movimento que, ao questionarem, interpelarem e se apropriarem da narrativa constitucional chilena, viabilizaram um processo histórico que nos convoca a rever nossa convivência política desde suas bases. Essa força, popular e democrática, não pode simplesmente se …

por em

As ocupações das comunidades do Rio de Janeiro

Na manhã do dia 19 de janeiro de 2022, moradores da favela do Jacarezinho e do morro da Muzema foram surpreendidos com o início do novo projeto de ocupação de comunidades do governo do estado do Rio de Janeiro: Cidade Integrada. O projeto, cujo investimento será de R$ 500 milhões, é uma espécie de reformulação …

por em

O liberalismo foi cumplice da escravidão e dos regimes nazifascistas

Enquanto escrevia as linhas deste prefácio, acompanhava ansioso o resultado da eleição presidencial peruana. Em um segundo turno acirradíssimo, o  sindicalista, líder camponês e professor simpático ao marxismo Pedro Castillo disputava a presidência com Keiko Fujimori – filha e defensora do legado do ditador Alberto Fujimori. Keiko, durante toda a campanha, defendeu o projeto político …

por em

Memória, justiça e esperança

Em janeiro de 2020, aconteceu a primeira Romaria pela Ecologia Integral a Brumadinho. Coordenada pela Região Episcopal Nossa Senhora do Rosário, da Arquidiocese de Belo Horizonte, o evento contou com uma ampla construção coletiva. Envolvemos muitas forças eclesiais e sociais, depois de um árduo ano de acompanhamento das famílias e comunidades atingidas pela mineração. Estiveram …

por em

Enchente de lama tóxica, de impunidade e de contaminação

No dia 25 de janeiro de 2019, rompeu-se a barragem de rejeitos da Vale S. A. em Brumadinho. Essa barragem soterrou fauna, flora, plantações, casas e mais 272 vidas, contaminando toda a bacia do rio Paraopeba e o Lago Três Marias. A maioria das vítimas eram os próprios trabalhadores da mineradora. Além disso, no dia …

por em

Sentir sede em frente ao rio

Quando a subprocuradora-geral da República Deborah Duprat anunciou sua aposentadoria em 2019, seu legado foi amplamente lembrado e celebrado. As homenagens e agradecimentos partiram de colegas, membros da academia, lideranças e movimentos populares que ela ajudou a fortalecer ao longo de mais de três décadas de atuação na promoção dos direitos humanos junto ao Ministério …

por em

Encontrar a paz no quarto com cadáveres na sala

Não surpreende que, no último ano de mandato, Bolsonaro continue sendo idiota, abjeto e criminoso. Se a psicologia social tem algum dever sobre a pandemia bolsonarista, é o de tentar explicar como ainda há 40 milhões de pessoas no Brasil que permanecem com Bolsonaro. Penso que é importante transformar percentuais em número de habitantes para …

por em

Atualidades e considerações gerais

Passados por algumas breves reconstruções relacionadas tanto às políticas internas e a formação do governo cubano, como também às políticas externas e suas relações com outras potências, destacando seu antagonismo imperial, chegamos aos momentos mais recentes da sociedade cubana. Essa exposição não encerra o debate, pelo contrário, busca amplificar as bases comuns e, assim, estimular …

por em

História e política externa

Cuba esteve, primeiramente, sob julgo da Espanha, passando por duas guerras de independência resultando em milhares de mortos. Quando esteve próxima da vitória, houve intervenção estadunidense que, por “precaução”, ancorou um navio de guerra no litoral cubano, devido a radicalização que a guerra entre espanhóis e a colônia tomava. Seguiu, então, sob influência do governo …

por em

História e política interna

Desde a década de 1950 – quando atingiu proporções e impactos internacionais, se não antes ainda –, Cuba despertou o interesse de acadêmicos e atores políticos pelas mais diversas motivações. Representa [ainda hoje] a oposição a um sistema que se tornou hegemônico após a dissolução da União Soviética, em 1991: os Estados Unidos. Também pela …

por em

Educação sexual libertadora x censura

Lecionar é um desafio de qualquer educador(a), ainda mais em tempos de pandemia, o que nos exigiu novas reinvenções. Tornar o aprendizado significativo, tal como nos ensinou o mestre e patrono da Educação, Paulo Freire, é o caminho. No entanto, em tempos de exceção e perseguição que sofremos diariamente, o desafio é ainda maior. Sinto-me, …

por em

A ficção científica explorada pelas potências mundiais

A ficção científica mostrou-se um instrumento de poder e propaganda política ao longo de muitos anos. Na atualidade, vemos a China investir num soft power poderoso com filmes e séries que mostram um futuro altamente tecnológico a ponto de senadores estadunidense entrarem em contato com a Netflix para que esta não produza a série baseado …

por em

A cidade como um jogo de cartas

Não há nenhum registro histórico que indique que dois dos maiores arquitetos modernos no cenário internacional conheceram-se pessoalmente. No entanto, é fato notório que as visões do americano Frank Lloyd Wright (1867–1959) e do franco-suíço Le Corbusier (1887–1965) são irreconciliáveis. Em um acalorado debate público em 1932 nas páginas do New York Times, a ecocidade …

por em

Um mapa político para interpretar a Argentina pós-eleições

Os resultados das eleições legislativas na Argentina podem ser lidos como um capítulo a mais na profunda crise de hegemonia e na disputa aberta entre um projeto popular e um projeto neoliberal que atravessa o país há mais de uma década. Podemos buscar a reativação desta disputa, que é estrutural no país, na crise desatada …

por em

“Liberdade” para quem?

Liberdade: palavrinha deturpada, essa. Usam-na como bem entendem, confundindo os seus limites políticos, jurídicos e econômicos. Demarco território advertindo que não falarei do direito de liberdade, garantia fundamental, nem das liberdades historicamente conquistadas, senão, apenas, da liberdade no viés econômico do assim chamado liberalismo econômico, pautado no livre mercado, no livre comércio, na livre iniciativa, …

por em

Saúde global e diplomacia da saúde: o que esperar em 2022?

Todos tínhamos algum grau de esperança de que o final de 2021 e o início de 2022 nos trouxessem a esperada retração da pandemia. Entretanto, a emergência da nova variante Ômicron nos distanciou do fim-do-túnel que almejávamos. Diversos países, inclusive com condições de vida e sistemas de saúde potentes e níveis elevados de vacinação, estão …

por em

Em 2022, a Justiça mira as eleições para tentar reparar os erros de 2018

Fazer um balanço do ano de 2021 para a Justiça brasileira é uma tarefa hercúlea, mas, se há uma imagem que ilustra esse desafio, é a da maré batendo nas pedras, o impulso encontrando o obstáculo que lhe serve de revés. Em uma palavra: arrebentação. A metáfora é bonita, mas sua função é menos poética …

por em

Guilhotina #147 – Tatiana Roque

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a matemática, filósofa e historiadora Tatiana Roque, autora do livro “O dia em que voltamos de Marte: uma história da ciência e do poder com pistas para um novo presente” (https://bit.ly/3ycbczr), lançado em novembro pelo selo Crítica, da editora Planeta. A obra apresenta quatro séculos de história da ciência, …

por em

Um país de muitas fomes

Não há nada de novo sob o sol. Voltamos, lamentavelmente, a discutir a fome e a miséria no país, temas que, com uma esperança receosa, foram deixados de lado nas discussões dos tomadores de decisão com a retirada do Brasil do Mapa da Fome, da ONU, e a consolidação de políticas de geração de renda …

por em

Infâncias e adolescências invisibilizadas: o direito que não existe de fato

O Brasil vem sofrendo, nos últimos anos, com um apagão intencional de dados. Há, de forma deliberada, um sucateamento dos órgãos responsáveis por produzir dados, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. O ápice dessa situação se reflete na não realização do Censo 2020. Estamos caminhando no escuro quando falamos de planejamento …

por em

O que esperar do Chile este domingo?

Sem dúvida alguma, esta eleição presidencial no Chile é, junto ao plebiscito constituinte do 25 de outubro de 2020, a mais importante dos últimos 30 anos. Trata-se de um cenário similar ao processo de saída da ditadura. Um plebiscito vencido pelo “NO” ao regime militar de Pinochet em 1988 e logo em 1989, um ano …

por em

“Um segundo mandato de Bolsonaro é muito perigoso para a segurança climática”

Os reflexos da última cúpula do clima, a COP26, ainda seguem ecoando em diferentes dimensões. Realizada nas duas primeiras semanas de novembro, retornamos de Glasgow com resoluções insuficientes e inquietudes permanentes sobre o cenário climático do Sul Global, em especial do Brasil. Entre dezenas de parlamentares e lideranças políticas brasileiras que estiveram presentes na conferência …

por em

Entre a emergência e a radicalidade

A radicalidade, no sentido de transformação profunda, deu o tom de toda a entrevista com a diretora da Anistia Internacional no Brasil, Jurema Werneck. Diferentes mazelas com que lidamos diariamente foram tratadas por Jurema com indignação. Questionada sobre os prognósticos políticos para 2022, Jurema não teve dúvida: “acho que todo o desafio é sobreviver. A …

por em

“Eu existo, eu estou aqui no mapa”

Próxima à comunidade da Barra do São Lourenço encontra-se a comunidade do Amolar. O nome Amolar vem das pedras de arenito que se encontram na região, utilizadas para afiar facas e outras ferramentas. Na comunidade, assim como na Barra do São Lourenço, se vive do que se planta ou se pesca, não há comércio. Chegando …

por em

“Essa região nossa, não sei não se vai resistir”

Assim como para ribeirinhos e pescadores artesanais, trabalho árduo e o agravamento das condições para subsistência é a realidade da comunidade tradicional Nossa Senhora de Lurdes, mais conhecida como comunidade Zé Alves, em Poconé (MT). O município fica 100 quilômetros de Cuiabá e está em uma zona de transição entre o Cerrado e o Pantanal. …

por em

Como o Twitter respondeu às candidaturas lavajatistas?

Desde que o ex-juiz Sergio Moro se filiou ao Podemos, no dia 11 de novembro, não faltaram avaliações do impacto da sua candidatura no cenário eleitoral. Existem as mais contundentes, advertindo que Moro é uma versão mais palatável “num terninho alinhado” de Bolsonaro (de quem, aliás, foi ministro da Justiça) até aquelas mais contextuais analisando …

por em

Exploração do Pantanal tenta varrer comunidades tradicionais do mapa

“Capital do Pantanal e do agronegócio”, sinaliza a placa de entrada da cidade. Buscando conciliar o que parece ser inconciliável, as boas-vindas à capital do Mato Grosso (MT) ocultam o fato de que o agronegócio é uma das atividades que ameaçam o bioma. À expansão do agronegócio, especialmente nas bordas do Pantanal, se soma a …

por em

COP26: priorização das indústrias poluidoras e exclusão da sociedade civil

A COP26, iniciada em 31 de outubro, em Glasgow, teve as piores condições para participação democrática na história das negociações climáticas devido à pandemia, aos altos preços no Reino Unido, à grande securitização em torno do evento e ao status privilegiado dos parceiros corporativos e patrocinadores da conferência. Com baixas expectativas de se atingir compromissos …

por em

A COP26 mais representativa em termos de justiça climática

A faceta tradicional da COP26 estava diferente! Nem precisamos estar no Reino Unido para ter a convicção de que, finalmente, a representatividade brasileira ocupou os espaços da Conferência das Partes, que está acontecendo na cidade de Glasgow, na Escócia. Após muitos entraves e obstáculos entre a agenda final e a pandemia, a conferência está em …

por em

O teto de gastos não deve ser furado, mas eliminado

Desde o momento em que o ministro da Economia anunciou que iria furar o teto de gastos fomos bombardeados pela imediata e afoita reação do mercado. Cai a Bolsa de Valores, sobe o dólar, aumenta o risco Brasil e elevam-se os juros no mercado futuro, entre tantos outros indicadores econômicos que expressam a insatisfação das …

por em

Lutas por justiça alimentar no Brasil

No Brasil, o tema da alimentação ilustra uma das maiores mazelas do país: a desigualdade. Em 2020, enquanto o agronegócio brasileiro teve expansão recorde, milhões de pessoas no país passavam fome. De um lado, o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio teve uma expansão de 24,31% em 2020, de acordo com dados da Confederação da …

por em

Indígenas demandam serem ouvidos nas negociações sobre clima

Na manhã desta terça-feira, a presidência da COP26 promoveu um evento sobre florestas e uso do solo, um tema estratégico para enfrentar o aquecimento do planeta. Falaram muitos chefes de Estado, recepcionados pelo primeiro ministro britânico Boris Johnson, como o presidente da Colômbia, Iván Duque Márquez, o presidente da Indonésia, Joko Widodo, da República Democrática …

por em

Saúde Global na Cúpula do G20 em Roma

Encerrou-se no dia 31 de outubro, em Roma, a Cúpula do G20. A presidência italiana escolheu focar nos três pilares da Agenda 2030: povo, planeta e prosperidade. Seis anos após a adoção da Agenda e dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em 2015, e em plena pandemia, a escolha italiana foi bem acertada. Como …

por em

COP26 tem o desafio de ampliar representatividade e garantir direitos

Mais uma vez, a programação oficial da COP26 começou com a agenda dos povos indígenas. Entre os dias 28 e 30 de outubro aconteceu em Glasgow, de forma híbrida, a 6ª reunião do Grupo de Trabalho Facilitador da Plataforma de Comunidades Locais e Povos Indígenas (LCIPP, na sigla em inglês) da Convenção Quadro das Nações …

por em

O silêncio das cidades

Como se conta a história de uma cidade? A maioria dos historiadores do urbanismo contam sobre as cidades a partir de quem as construiu, a partir da prancheta dos arquitetos e urbanistas que pensaram seus planos para, ao menos na teoria, impactar positivamente a vida dos habitantes de um determinado lugar. Em muitos desses estudos, …

por em

Uma câmera-jaguar Kichwa contra o colonialismo

O cinema indígena de Abya Yala (expressão Kuna que designa o continente americano) já ocupa espaços importantes nas instituições dos Estados nacionais latino-americanos. Desde os anos 1980, na América do Sul, tem se produzido significativo acervo audiovisual sobre a história, a cultura e as questões contemporâneas dos povos originários, vinculando-se, principalmente, ao movimento indígena como …

por em

Fake news impacta na decisão de indígenas sobre tomar a vacina

Era uma segunda-feira, dia 10 de fevereiro de 2020, quando Claudia Galhardi, pesquisadora da Fiocruz especializada em comunicação, compareceu a uma audiência pública no Senado Federal para o lançamento do aplicativo no qual vinha trabalhando, o Eu Fiscalizo. A ideia foi criar uma ferramenta que permita “essa comunicação da sociedade com a academia”, explica Galhardi.  …

por em

“Os povos são uma memória viva da sua história, e podem criar seu futuro”

Idealizado há 45 anos em Roma, na Itália, o Tribunal Permanente dos Povos (TPP) chegou ao Brasil em setembro desse ano com uma sessão especial para julgar o crime de ecocídio contra o Cerrado e a ameaça de genocídio cultural dos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais que têm seus modos de vida ligados a …

por em

Socialize o laboratório

A palavra laboratório evoca uma imagem de modernidade – que testemunha a engenhosidade e diligência humanas em dobrar a natureza e fazer descobertas transformadoras. No entanto, essa imagem também está envolta em mistério. Apesar de o conhecimento produzido em laboratório resultar em consequências históricas de longo alcance, muito permanece inexplorado sobre como os laboratórios e …

por em

A resistência do audiovisual indígena produzido durante a pandemia

Alexandre Pankararu Santos nunca havia produzido audiovisual tão intensamente quanto neste período de pandemia pelo qual estamos passando. A demanda por informações e denúncias geradas pela situação de violências e vulnerabilidade à qual os povos indígenas foram expostos em tempos de Covid-19 resultou, até aqui, em cinco curtas, um média-metragem e uma web-série realizados em …

por em

Pandemia entre indígenas é catalisada por enxurrada de fake news

Na aldeia Aiha, do povo Kalapalo, localizada no Território Indigena do Xingu, os finais de tarde são marcados pela reunião de homens que se encontram no centro da aldeia para conversar. A aldeia é formada por um grande círculo feito de trinta casas comunais, construídas em formato ovalado e cobertas por sapé. No centro fica …

por em

A saída para a crise sanitária é política

O Brasil está enlutado. Estamos prestes a chegar à marca de 600 mil óbitos em um pouco mais de 1 ano e meio de epidemia e milhares de famílias perderam algum de seus entes queridos para a Covid-19. Estudos mostram que aproximadamente 400 mil mortes poderiam ter sido evitadas. Esse sentimento de luto acompanha o …

por em

“Uma imagem vale mais do que mil palavras”

Se você acompanha o noticiário impresso – hoje largamente disponível no formato digital -, já deve ter percebido que boa parte das notícias veiculadas vem acompanhada de ao menos uma imagem “ilustrativa”. Essa imagem pode ser uma fotografia, uma ilustração, uma pintura. Variadas são as possibilidades. Muitas vezes, no entanto, não nos damos conta da …

por em

Entre a narrativa colonial e a cartografia da ancestralidade

“Amigo, minha mãe é feita no Lobanekun Filho e nossa Roça é depois do Viva Deus.” Quando em junho, foi sacado no templo de Orumilá em Ilê Ifé, o Odu Ose Okanran, estávamos na primeira Osupa – lua, em iorubá – do ano novo nagô. Nesse Odu respondem Orí, Ifá, Xangô, Ogun, Egbé. Anseio ancestral …

por em

Dia mundial do habitat: a luta pelo Despejo Zero

A falta de rumo em relação à política habitacional e o aumento da pobreza no país têm submetido milhares de famílias a condições de moradia ainda mais precárias e inseguras. Desde 2020, um grande esforço de mobilização social envolvendo parlamentares, defensorias públicas, ministérios públicos e organizações da sociedade civil tem pautado a suspensão dos despejos …

por em

A luta contra o governo racista de Bolsonaro

 “Estamos cansados de saber que nem na escola, nem nos livros onde mandam a gente estudar, não se fala da efetiva contribuição das classes populares, da mulher, do negro, do índio na nossa formação histórica e cultural. Na verdade, o que se faz é folclorizar todos eles. E o que é que fica? A impressão …

por em

‘A ordem é ninguém passar fome’: resistências aos arrimos do bolsonarismo

O Brasil encontra-se à beira de um colapso social, econômico, ambiental, sanitário e institucional. O ovo já eclodiu e a serpente está com as presas à vista. A classe dominante, os donos do poder, chocaram o ovo e nos trouxeram a este ambiente nefasto. Como de costume, desde a escravidão, continuam sordidamente se aliando ao …

por em

Povos de matriz africana trazem a cura por meio de seus saberes

O presente artigo pretende ser uma reflexão inicial sobre o panorama atual da tradição de matriz africana, em relação ao seu Sagrado, e o avanço do fascismo no Brasil no governo Bolsonaro. É importante reforçar a cultura no que tange à espiritualidade na tradição de Matriz Africana e Afro-Brasileira em contraposição aos mecanismos para a …

por em

Fogo é usado como arma de expulsão de povos e comunidades

“Tudo que a gente tinha foi queimado. Foi aquele alvoroço, as pessoas tentando salvar o que podia, e os pistoleiros atirando também. Dois dias depois, eles voltaram e queimaram o restante. Fizeram muita tortura na casa de um idoso, que um dia depois infartou, uma mulher teve um derrame por conta de todo o terror. …

por em

Exposição apresenta o projeto literário da escritora Carolina Maria de Jesus

Essa não é uma exposição sobre o livro Quarto de despejo, alerta Raquel Barreto, historiadora e curadora da mostra “Carolina Maria de Jesus: um Brasil para os brasileiros”, que estreia dia 25 de setembro no Instituto Moreira Salles de São Paulo. O aviso é importante porque o projeto literário de Carolina vai muito além desse …

por em

O universo paralelo de Bolsonaro

Bolsonaro seguiu a tradição diplomática e foi o primeiro representante nacional a discursar na 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Sua fala não surpreendeu, o que é extremamente problemático, uma vez que denota que passamos a normalizar o absurdo de um chefe de Estado que mente e manipula informações na tribuna do principal fórum mundial. …

por em

“A Crise da Cultura” resulta em processos administrativos e até em denúncia de racismo

Em 25 de agosto de 2021, o Le Monde Diplomatique Brasil publicou a série especial investigativa “A Crise da Cultura”, que mostrou o impacto da pandemia nos setores culturais, com depoimentos de trabalhadores que paralisaram suas atividades, e que não foram atendidos com os recursos da Lei Aldir Blanc, de caráter assistencial e emergencial para …

por em

Derecho a la ciudad, una praxis para enfrentar los desafíos actuales

Las ciudades han sido el epicentro de la catástrofe de la pandemia del coronavirus a nivel mundial y América Latina, con una alta tasa de urbanización y atravesada por una trama de múltiples desigualdades, no ha sido la excepción. La pandemia ha intensificado y reconfigurado las múltiples crisis sanitarias, sociales, políticas, económicas, climáticas y ambientales, …

por em

Direito à cidade, uma práxis para enfrentar os desafios atuais

As cidades têm sido o epicentro da catástrofe promovida pelo coronavírus ao redor do mundo, e a América Latina, com uma alta taxa de urbanização e atravessada por uma trama de diversas desigualdades, não é uma exceção. A pandemia intensificou e reconfigurou as múltiplas crises sanitárias, sociais, políticas, econômicas, climáticas e ambientais, que são fortemente …

por em

Marco Temporal: o Supremo deve escutar a voz das ruas?

Desde o dia 26 de agosto, o Supremo Tribunal Federal (STF) começou o julgamento do chamado “marco temporal”. Na prática, vai decidir se é válida a tese de que indígenas só têm direito às terras que já eram ocupadas por eles antes da promulgação da Constituição Federal de 1988. Com isso, próximos à Esplanada dos …

por em

O BOLSONARISMO NO 7 DE SETEMBRO

O Le Monde Diplomatique Brasil dessa semana foi, excepcionalmente, um programa ao vivo para tratar das articulações bolsonaristas no 7 de setembro. Discutimos os eventos e as implicações políticas que isso envolve. Para esta conversa, convidamos dois analistas do cenários político brasileiro: Altamiro Borges, jornalista e comentarista político do noticiário Bom Para Todos, da TVT; …

por em

Resposta à Superintendência-geral da Cultura do Paraná

O Observatório Da Cultura do Brasil, rede de pesquisadores e especialistas em políticas públicas de cultura, voltado a produção de conhecimento, controle social e transparência pública da gestões culturais e do mercado cultural, colaborou com os dados e pesquisas fornecidas para a série especial de jornalismo investigativo “A Crise da Cultura” publicada pelo Le Monde …

por em

Impossibilitados de trabalhar, fazedores de cultura estão há mais de 500 dias passando por dificuldades diante da pandemia

Pelo Brasil afora, fazedores de cultura e de manifestações culturais tradicionais estão com dificuldade para continuar trabalhando devido à pandemia. Como agravante, os recursos da Lei Aldir Blanc (que além de assistencial, é emergencial, para auxiliar o setor da cultura em seus mais diversos segmentos), foram pouco acessíveis para a maior parte dessas pessoas devido, …

por em

Excessiva burocracia promoveu exclusões na Lei Aldir Blanc

Como medida paliativa para combater a crise socioeconômica que atingiu o setor cultural, o governo federal editou a Lei Aldir Blanc, para gerar alguma proteção social aos trabalhadores da cultura, espaços culturais, agentes, produtores, técnicos e artistas. Trata-se da Lei nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que delimitou claramente seus objetivos ao dar …

por em

Apesar das garantias legais, diversas profissões foram excluídas dos benefícios

Os recursos da lei Aldir Blanc, segundo relatório do Fórum de Cultura do Paraná, tiveram origem no Orçamento de Guerra de combate à Covid-19, (PEC/10, Decreto 106), portanto destacam os direitos dos cidadãos, amplos de acesso aos recursos sociais. Segundo entrevista realizada pelo Observatório da Cultura do Brasil com o professor Humberto Cunha, da UNIFOR-CE …

por em

Brasil passa por quebra de infraestrutura de espaços de cultura, eventos e entretenimento

A pandemia causada pela Covid-19, além das marcas e traumas sociais, causados pela doença, medo, desemprego e mortes, atingiu em cheio segmentos e atividades profissionais, aos quais demandam público. Entre eles, o mais atingido foi o setor de entretenimento, que naturalmente paralisou atividades no final de março de 2020, buscando cooperar com o combate à pandemia. …

por em

Diante da aplicação inadequada da Lei Aldir Blanc, culturas e comunidades tradicionais foram as mais prejudicadas

Segundo relatório do Fórum de Cultura do Paraná, enviado para a Controladoria Geral do Estado Paraná, pelo sistema e-protocolo (Processo: 17.519.479-7): “Apesar do texto da Lei Aldir Blanc ser confuso, ao deixar portas abertas para muitos tipos de ações culturais variadas, em momento algum, afirma que a função da lei, possa ser de promover exclusão, …

por em

Denúncias sobre a má aplicação de recursos da Lei Aldir Blanc seguem sem respostas

A lei Aldir Blanc, assim como todo tipo de aplicação de recursos públicos, pode estar sujeita a erros e irregularidades. Alguns casos de má aplicação de recursos são claros, como corrupção ativa. Outros, são apenas usos indevidos, gastos mal planejados ou descontrole de contas. Mas em outros casos, os vícios administrativos podem ser subjetivos, imorais, chegando …

por em

Nota da Superintendência-geral da Cultura do Paraná

O compromisso com a verdade, com os princípios da administração pública e com a cultura paranaense impõe afirmar que a não concordância ou descontentamento com as políticas públicas planejadas e/ou realizadas por parte das fontes dos fatos narrados na matéria não é causa para vislumbrar a abertura de qualquer procedimento a margem dos que já …

por em

A vacinação é direito do cidadão e um dever do Estado

No dia 19 de janeiro de 2021 as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 foram aplicadas em indígenas brasileiros. No Plano Nacional de Iminuzação (PNI), os povos indígenas foram contemplados como um dos grupos prioritários para a vacinação. Entretanto, a imunização, iniciada há seis meses enfrentou vários questionamentos devido aos critérios adotados pelo Ministério …

por em

Munduruku e Yanomami travam lutas contra a mineração e garimpo

Por inúmeras vezes, nos pouco mais de 900 dias de presidência da República sob a gestão de Bolsonaro, ouviu-se a defesa enfática do garimpo e da mineração em Terras Indígenas (TIs). “Em Roraima, tem trilhões de reais embaixo da terra […] Não querem deixar que eles evoluam, não querem deixar que eles plantem nas suas …

por em

A escalada da violência contra crianças no Afeganistão

O mundo inteiro ficou em alerta quando o Talibã voltou à capital do Afeganistão, Cabul, no dia 15 de agosto. Contudo, as movimentações do grupo estavam acontecendo desde maio, quando reuniram 85 mil combatentes, de acordo com as estimativas da Otan — um número significativamente maior do que 20 anos atrás. No mês de julho, …

por em

Austeridade fiscal e clientelismo no orçamento público

“Longe de propor um Estado não intervencionista, o neoliberalismo concebe uma política de intervenção estatal em favor do mercado, que frequentemente coexiste com o crony capitalism, o capitalismo oligárquico, a serviço dos “amigos”, tão visível na Hungria de hoje, como também na Polônia, e esteve presente nos fascismos. A democracia aparece com frequência como um …

por em

Precisamos falar sobre aborto historicamente

Precisamos falar sobre aborto! Mas precisamos fazê-lo historicamente. Desde os tempos mais remotos é possível identificar a ocorrência de interrupções das gestações, as quais ao longo dos séculos ganharam significados distintos diante de formas de ser e pensar em transformação. Se, em um primeiro momento, podemos associá-las a necessidades de sobrevivência diante de deslocamentos populacionais …

por em

Até 2022 a tensão entre os Poderes deve aumentar e a democracia será a pauta

Política é, em muitos aspectos, teatro. Marc Bloch nos conta dos reis taumaturgos que ao impor as mãos sobre seus súditos doentes tinham o poder de lhes curar erupções na pele. Afinal, a teoria do direito divido carecia de símbolos para se embasar. Os estudos medievais talvez sejam os mais profícuos em exemplos, mas não …

por em

Cidades para e das crianças

Numa tarde de saudade, fiz uma ligação por vídeo com meu afilhado, de 6 anos. Ele estava entretido com seu brinquedo favorito (e meu presente favorito, para desgosto da comadre): uma montanha de Lego, com a qual construía, nas suas palavras, um mercadinho. Eu não era páreo para aquela atração (principalmente através de uma telinha …

por em

Cuidar do outro é mandamento do iFood

No último dia 23 de julho, o leitor do “Le Monde Diplomatique Brasil” se deparou com um tiroteio de acusações do sociólogo Leo Vinícius Liberato contra o iFood, empresa brasileira e líder no mercado de entrega de alimentos. Ao abordar a relação entre os entregadores e a companhia, Liberato se concedeu, sem apresentar fatos ou …

por em

Elisa Loncón: “É possível refundar o Chile”

No dia 4 de julho, Santiago do Chile foi palco de um dos atos democráticos mais transcendentais produzidos durante os dois séculos da história republicana do país: a instauração da primeira assembleia de representantes eleitos pela votação popular com mandato para redigir uma nova Constituição. Este fato histórico é resultado da revolta social de outubro …

por em

“Refugiados não são culpados por sua situação. Devemos agir em solidariedade”

A Agência da ONU para Refugiados (Acnur) lançou recentemente um relatório destacando que, no final de 2020, havia 82,4 milhões de pessoas forçadas a se deslocar no mundo, incluindo mais de 26 milhões de refugiados. Esses números são importantes, porque nos ajudam a contextualizar e entender a magnitude da crise global de deslocamento, contudo, também …

por em

Guilhotina Especial Direito à Comunicação 2020, com Intervozes

As crises ampliadas pela pandemia impactaram também o direito à comunicação. Em 2020, intensificaram-se as violações a direitos humanos na radiodifusão e ataques a jornalistas e comunicadores populares. O governo Bolsonaro seguiu impondo censura e proselitismo à comunicação pública, as propostas de vigilantismo voltaram à mídia e grupos sociais já vulnerabilizados foram afetados por deficiências …

por em

O investimento em transporte público que agrava a desigualdade

Afirmar que o investimento em transporte público vai contra os interesses dos trabalhadores de baixa renda é contra intuitivo. Espera-se que quanto mais alta a renda de uma pessoa, menor a probabilidade que essa pessoa dependa de ônibus para se locomover. Portanto, se dinheiro for gasto para fazer melhorias neste departamento, naturalmente esperamos que os …

por em

Chile: da revolta popular à Convenção Constituinte

Até outubro de 2019, o Chile era apresentado como um caso exemplar de neoliberalismo. As elites dominantes exibiam com orgulho a ordem que reinava no país e o efetivo disciplinamento da população. No entanto, um aumento de US$ 0,04 na passagem do metrô de Santiago, fez lançar pelos ares esta imagem desencadeando um vertiginoso processo …

por em

O Brasil e o México em meio às disputas pela hegemonia

O crescimento da China e a consequente demanda por matérias-primas e expansão dos investimentos representam uma janela de desafios, mas também de oportunidades, para os países da América Latina e do Caribe, processo atualmente tornado mais espinhoso pelo cenário de disputas geopolíticas entre os Estados Unidos e a potência asiática. O Brasil e o México, …

por em

Cerrado dos Povos: Saberes e Biodiversidade #03 – Insegurança alimentar

O Brasil vive um momento de aprofundamento da insegurança alimentar e, para tratar desse tema, precisamos falar sobre modelos de produção. O modelo do agronegócio, além de não produzir a maior parte dos alimentos que vão para a mesa dos brasileiros, traz graves consequências ambientais e sociais. Neste terceiro episódio da série especial do Guilhotina, …

por em

Como as fake news no Telegram pintam a China como inimigo

Grupos bolsonaristas no Telegram difundem constantemente fake news envolvendo a China, visando construir uma imagem do país como inimigo do Brasil e, especialmente, do presidente Bolsonaro. Até recentemente, o aplicativo de mensagens WhatsApp era o principal canal de disseminação de informações entre bolsonaristas, mas após medidas para restringir a divulgação de informações falsas, ocorreu uma migração …

por em

O olhar da mídia francesa para a prisão de Nicolas Sarkozy

A prisão de chefes de Estado ou ex-chefes de Estado é um evento que normalmente recebe destaque nos grandes grupos de mídia devido à sua singularidade. Personagens que ostentam cargos socialmente prestigiosos e de notório reconhecimento público também são, a princípio, pautas dos grandes veículos midiáticos. Nesse sentido, os episódios envolvendo a prisão dos ex-presidentes …

por em

Ferrogrão segue modelo de retrocesso na Amazônia

O direito de ser ouvido antes de um grande projeto de infraestrutura ser construído, novamente, torna-se uma questão para povos indígenas e populações tradicionais da Amazônia. Desta vez, as comunidades contestam o projeto de uma ferrovia: a Ferrogrão ou EF-170 MT/PA.  Projetada para percorrer mil quilômetros entre Itaituba, no Pará, e Sinop, no Mato Grosso, …

por em

Prisões por protestos contra o governo são abusos de poder

O filósofo francês Étienne de La Boétie tinha entre 16 e 18 anos quando escreveu Discurso da servidão voluntária. O texto foi publicado por volta dos anos 1570, após a sua morte. Ele queria entender como o tirano exerce o seu poder. Se quem domina “(…) tem só dois olhos, duas mãos, um corpo, nem …

por em

Vidas marcadas: violência sexual contra adolescentes privadas de liberdade

Pará, 2007. Uma adolescente é presa junto com 20 homens e é estuprada na Cadeia de Abaetetuba. Foram 30 dias para que ela fosse liberada da cela. Pernambuco, 2012. Adolescentes são traficadas para exploração sexual dentro de uma unidade prisional. Nenhuma delas recebeu atendimento e elas ainda foram criminalizadas por falsidade ideológica. Mais uma vez, …

por em

Cativeiro: antinegritude, ancestralidade e o suicídio da ilusão

  “Os judeus entraram e saíram de Auschwitz como judeus – um holocausto humano. Mas os africanos entraram nos navios negreiros e saíram como negros – um holocausto metafísico, diz Wilderson (2010)[1]   O novo livro de Osmundo Pinho[2] nos revela um percurso que atravessa a Baía de Todos os Santos (BA) e alcança o …

por em

O direito de matar

Quando viajou pela América do Sul, incluindo o Brasil, em 1949, Albert Camus apresentou uma conferência cujo título é ao mesmo tempo dramático e contundente: O tempo dos assassinos. Considerado como uma espécie de trabalho preparatório do que seria, posteriormente, o agora sexagenário O homem revoltado. A obra, publicada com polêmica em 1951, analisa aquilo …

por em

Sobre a cultura da vingança e os caminhos da democracia no Brasil

Há poucos dias vimos o desfecho da perseguição policial a Lázaro Barbosa, suspeito de cometer vários assassinatos no Distrito Federal e em Goiás. Após uma caçada pelas matas da região que durou 20 dias, o caso de contornos cinematográficos chegou ao fim com o foragido morto cravejado de balas após uma troca de tiros com …

por em

As ilusões que sustentam a busca por uma “terceira via”

Desde que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) conquistou a anulação dos seus processos na 13ª Vara Criminal de Curitiba, parte dos atores políticos e da grande mídia brasileira iniciaram uma verdadeira saga para encontrar a chamada “terceira via”. Composta por um candidato que faça contraponto tanto a Jair Bolsonaro quanto a Lula, …

por em

Armadilha inconstitucional da nova lei de saneamento básico

O novo marco legal do saneamento básico no Brasil (lei nº 14.026/2020), convive (no que não se sobrepõe) com o fundamento legislativo do saneamento, representado pela lei 11.445/2007, denominada Lei de Diretrizes Nacionais para o Saneamento Básico, que não caducou e não se tornou obsoleta, tendo sido parcialmente revogada. Em síntese, a nova lei planeja …

por em

O futuro do Estatuto da Cidade

No aniversário de 20 anos do Estatuto da Cidade, é fundamental refletir sobre o seu legado de inclusão social nas cidades brasileiras, compreender a posição estratégica entre os marcos nacionais urbanos do mundo e entender como uma transformação mais radical de nossas cidades pode estar lastreada nos mecanismos que essa legislação nos oferece. O Estatuto …

por em

O “domínio do fato” alcançará Bolsonaro?

“Eu não quero acabar com a Lava Jato, eu acabei com a Lava Jato porque não tem mais corrupção no governo”, essa foi a frase dita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em outubro de 2020, durante uma cerimônia de lançamento de medidas de desburocratização do setor aéreo. Na última semana, no dia 30 de …

por em

Os planos de investimento do governo Biden

Nos 100 primeiros dias de governo, o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou dois planos de investimento, que, se aprovados pelo Congresso norte-americano, resultarão em gastos públicos da ordem de US$ 4,1 trilhões no horizonte de oito a dez anos. Esses gastos irão se somar aos US$ 1,9 trilhão do plano fiscal de …

por em

A indiferença ética e o genocídio dos indígenas do Brasil

O Supremo Tribunal Federal adiou novamente para agosto de 2021 o prosseguimento do julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 1.017.365 pelo qual deverá apreciar litígio que envolve a Terra Indígena (TI) Ibirama-Laklãnõ, situada o Estado de Santa Catarina, no bojo de uma ação de reintegração de posse promovida em face da nação Xokleng. Na referida terra …

por em

Uma breve história das guerrilhas no século XX

As guerras de guerrilhas foram constantes durante o violento século XX. A guerrilha se tornou célebre durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) com as ações árabes contra os turco-otomanos. Foi Thomas Lawrence (ou Lawrence da Arábia), em Os Sete Pilares da Sabedoria (1922) que imortalizou a guerrilha. A obra de Lawrence mostrava como uma força …

por em

Desmonte do Ministério da Saúde: do jaleco a Barros e botinas

A presença de especialistas em saúde pública foi crucial para a construção de políticas bem sucedidas no Brasil. Apesar dos desafios inerentes a um dos sistemas públicos de saúde mais abrangentes do mundo em termos de cobertura, e dos dilemas sensíveis ao presidencialismo de coalizão, o Brasil foi capaz de desenvolver respostas reconhecidas mundialmente, a …

por em

Universidade funda clube do livro árabe em meio à cena crescente de traduções

O Centro de Estudos Árabes e Islâmicos da Universidade Federal do Sergipe (Ceai-UFS) lançou um clube do livro dedicado à literatura árabe. O Clube de Leitura Mundo Árabe e Diásporas terá seu primeiro encontro online no próximo dia 15, das 19h às 21h. O livro a ser discutido no encontro será “Beirute Noir”, contos organizados …

por em

As disputas na mídia e os direitos de transmissão do futebol no Brasil

Desde a metade do século passado, assistimos à transformação do futebol em uma indústria do espetáculo. A própria inserção da televisão marcou um novo mundo de possibilidades para o esporte, que doravante permaneceria dependente dessa relação, estremecida atualmente com a chegada do streaming (tecnologia de transmissão de dados pela internet). Nas últimas semanas, a mudança …

por em

O desmanche do setor elétrico brasileiro

A agenda do setor elétrico no mundo hoje é definida a partir da transição energética, fruto da urgência do enfrentamento da crise climática. No caso desse setor específico, essa transição é sinônimo de descarbonização da matriz de geração de eletricidade, implicando em mudança radical da sua base de recursos naturais, com a retirada do seu …

por em

Violência no campo, uma vergonha nacional

Mais de três décadas após a promulgação da Constituição de 1988, o país ainda ostenta muitas chagas sociais: ausência de um projeto de nação soberana, parco saneamento básico, negligência com saúde e educação, racismo e machismo estruturais, falta da reforma agrária, entre tantas outras. Abordamos aqui apenas uma dessas feridas – a violência no campo. …

por em

O primeiro direito e a alimentação escolar

O primeiro direito é o de não passar fome, afirmou Josué de Castro ao receber o Prêmio Internacional da Paz, em 1954. Em sua obra referencial, Geografia da Fome, o brasileiro olhou para a fome coletiva, aquela que de forma endêmica ou epidêmica atinge um número massivo de pessoas. Olhou para a fome total, presente …

por em

Debate sobre moradia de iniciativa comunitária no sul global

O desemprego e a diminuição da renda em função da pandemia têm aumentado a insegurança habitacional, e o medo de despejos forçados e execuções hipotecárias faz parte da vida cotidiana em diversas cidades ao redor do mundo. Com base em uma série de diálogos com redes e instituições da sociedade civil do Sul global, o evento discutirá …

por em

A fala do presidente argentino e o colonialismo interno

No dia 9 de junho, o presidente argentino, Alberto Fernández, em encontro oficial com o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, disse que não é só latino-americanista, mas europeísta, já que “los mexicanos salieron de los índios, los brasileros salieron de la selva, pero nosotros los argentinos llegamos de los barcos”. Depois se desculpou dizendo que queria …

por em

No sepulcro de Lázaro

No início de junho 42% dos norte-americanos estão totalmente vacinados. No Brasil, essa porcentagem é de 11% da população. Quando se trata da pandemia, os dois países com o maior número de mortes de Covid-19 têm muito em comum. Mas há uma diferença enorme: embora os presidentes de ambos os países tenham defendido o uso …

por em

Genocídio, pandemia e o horror de 500 mil vidas interrompidas

Por todos os lados, em todas as cenas – nos lares, nas ruas, na espera de leitos em unidades de saúde exauridas de gente tentando respirar: pacientes, profissionais de saúde, equipes de apoio, famílias, afetos de muitos, de alguém. Vidas interrompidas pelo esvaziamento governamental do seu sentido. O luto nos alcançou como fenômeno coletivo e, …

por em

O aumento de crianças-soldado na Colômbia na pandemia

Cinco anos após o acordo de paz na Colômbia em 2016, o recrutamento de crianças-soldado não só continua como aumentou durante a pandemia da Covid-19. Esse recrutamento de crianças é reflexo da situação de extrema desigualdade socioeconômica que a população colombiana enfrenta, principalmente nas zonas rurais. Nos últimos anos, as crianças têm chamado maior atenção …

por em

Federações partidárias para modernizar o sistema político brasileiro

Em 2017, o Congresso Nacional aprovou a mais deletéria reforma do sistema eleitoral brasileiro. Com a emenda constitucional 97/2017, inseriu-se no ordenamento jurídico do país o mecanismo conhecido como cláusula de barreira. A mesma EC fez uma intervenção na dinâmica partidária ao proibir que legendas organizassem coligações para as eleições proporcionais. O objetivo dessas duas …

por em

Violências contra crianças, adolescentes e jovens na Amazônia brasileira

Discutir a produção das violências contra crianças, adolescentes e jovens exige a análise de elementos sociais, econômicos, culturais e institucionais que estão historicamente relacionados às relações de poder constituídas para o domínio e a exploração do que hoje se considera território amazônico. Considero que os cenários de produção das violências – sempre no plural, para …

por em

O mundo assombrado pelos demônios: a inversão do ônus da prova

A obra de Carl Sagan (1934-1996), O Mundo Assombrado pelos Demônios (The Demon-haunted wolrd), publicada em 1995, parece antecipar o caótico cenário que a pandemia tem revelado: a ciência é uma vela no escuro que precisa lidar, por um lado, com a trupe de negacionistas que buscam apagá-la e, por outro, com a hipótese de …

por em

Ensaio breve acerca dos sentidos do bolsonarismo

Estamos tomados de assalto por discursos e práticas que parecem ecoar os períodos de maior turbulência social e política do século XX. A ascensão da extrema-direita pelo mundo traz à tona no debate público comparações com as experiências do nazifascismo na Europa ou com as ditaduras civil-militares na América Latina. Destacar semelhanças (e diferenças) entre …

por em

Massacre de Caarapó: produtores rurais soltos, liderança indígena presa

O dia 14 de junho é um dia marcante para a luta dos Kaiowá e Guarani de Mato Grosso do Sul. Há exatos cinco anos ocorreu o massacre de Caarapó, um ataque realizado por produtores rurais que matou o agente de saúde Clodiode de Souza. Decorrente da luta pelo direito à terra, os povos indígenas …

por em

Até que o Mágico de Oz perca a voz todo mundo já se calou

Desde o governo de Michel Temer (PMDB – SP), os militares voltaram à cena política brasileira não mais como uma referência do passado. Ganharam um marcador próprio como atores presentes no jogo político. Depois disso, o processo andou em escalada: o tuite do general Vilas Boas antes do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz …

por em

A pandemia, a OMS e um movimento de mudança

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), foram confirmados 171.222.477 casos de Covid-19 e 3.686.142 mortes[1] e o total de doses de vacinas aplicadas somava pouco mais de 1.5 bilhão[2]. No discurso de abertura da 74ª sessão da Assembleia Mundial da Saúde, em 24 de maio, o diretor geral da OMS, Tedros Adhanom, disse que, …

por em

Mais uma vítima do genocídio da população negra no Rio de Janeiro

Na última terça-feira, dia 08 de junho de 2021, no Complexo do Lins, na zona norte do Rio de Janeiro, morre vítima de “bala achada”, Kathlen de Oliveira Romeu. Mais uma jovem negra atingida brutalmente pela violência armada. E ela não foi sozinha: tinha descoberto recentemente sua gravidez. Mataram uma mãe e seu bebê! Não …

por em

Colômbia: políticas neoliberais na raiz das causas da explosão social

Para entender a explosão social na Colômbia é preciso compreender o caminho percorrido pelas políticas neoliberais hoje arraigadas. Consideremos os fatos: a Colômbia é reconhecida no âmbito internacional como a democracia mais estável da região, única sem um governo ditatorial ou militar – salvo o curto período de 1953 a 1957, liderado pelo general Gustavo …

por em

Guilhotina #119 – André Flores Penha Valle

Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com André Flores Penha Valle, doutorando em Ciência Política na Unicamp e que, em 2019, defendeu na mesma instituição a tese de mestrado “Divisão e reunificação do capital financeiro: do impeachment ao governo Temer” (https://bit.ly/2SM6ozR). Na pesquisa, ele analisa o papel, os interesses e as alianças do capital financeiro …

por em

O que Hannah Arendt disse sobre o que se passa em Israel hoje?

“A terra que passaria a existir seria algo bem diferente do sonho da comunidade judaica mundial, sionista e não sionista. Os judeus “vitoriosos” viveriam cercados por uma população árabe totalmente hostil, isolados dentro de fronteiras constantemente ameaçadas, absorvidos pela autodefesa física em um nível que afogaria todos os outros interesses e atividades. […]  o pensamento …

por em

O centro é Lula?

Com a decisão do Supremo Tribunal Federal que devolveu os direitos políticos ao ex-presidente Lula, muito se tem especulado sobre o cenário para 2022. O debate ganhou força com os encontros que o ex-presidente teve com diversos políticos e as recentes manifestações contra Bolsonaro. Nesse cenário, muitos candidatos ao Planalto buscam pavimentar o caminho daquilo …

por em

Uma alternativa para a crise pandêmica?

Os movimentos sociais foram uma das molas propulsoras da nossa redemocratização. Nas favelas, nas associações de amigos de bairro, nas organizações de base ou no campo, eles demandavam a prefeitos e governadores melhorias nas condições de vida, na habitação, na saúde, nas creches, nas escolas. Em um contexto como o atual, no qual o negacionismo …

por em

A política externa de Trump: imperialismo menos agressivo?

Em 2016, a disputa eleitoral entre Donald Trump e Hillary Clinton pela presidência dos EUA desencadeou uma série de debates pelo mundo. As discussões movimentaram personalidades distintas como Slavoj Zizek e Noam Chomsky. Ambos, à sua maneira, se se tornaram exemplos emblemáticos dos polos que se formaram na esquerda acerca desse debate. A cisão consistia …

por em

A reforma administrativa vai reduzir a desigualdade no Brasil?

Na discussão sobre a reforma administrativa, a desigualdade só é lembrada quando erroneamente tentam apresentar o servidor como um privilegiado. Mas em um país internacionalmente reconhecido por enormes desigualdades, é absurdo que este não seja o ponto central não só desta, mas de qualquer reforma que pretenda melhorar o país. Para discutir como a reforma …

por em

Um esforço de contenção de outra tragédia anunciada

Ainda caminhamos para a conclusão da primeira metade de 2021, mas os ares do segundo semestre de 2022 já parecem pairar sobre as relações políticas do Estado brasileiro e sobre os sentimentos dos eleitores. A elegibilidade de Lula à Presidência da República, os resultados das pesquisas de intenção de voto à presidente do Brasil e …

por em

Olhar para todos os lados e perscrutar o horizonte

A sensação é de sufoco, angústia e impasse no horizonte. Há um vírus da morte solto no ar, causando muitas perdas e ameaças. Todo mundo chora alguém querido que se foi antes do tempo não fosse o “desgoverno” da pandemia, literalmente. Para milhões a falta de comida é uma ameaça diária, para muitos outros milhões …

por em

Bolsonaro e a frase que resume a compreensão de proteção social

Jair Bolsonaro construiu um governo de uma tecla só. Sua pauta é negar a pandemia e seus efeitos. Para, com isso, poder se liberar da responsabilidade de criar políticas de proteção para a população. Isso vale para muitas políticas públicas, mas aqui destaco especialmente a vacina e o auxílio emergencial. Essa agenda ideológica de negação …

por em

Quem tem medo da urna eletrônica?

Ao longo das últimas semanas, o discurso de voto impresso vem ganhando espaço no cenário político, de modo a despertar discussões jurídicas sobre a possibilidade, ou não, de implementação da medida. A deputada Bia Kicis (PSL-DF) elaborou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 135/19, que será analisada pelas comissões da Câmara dos Deputados. Em resumo, …

por em

Lei da (in) segurança nacional

O código penal nazista dizia ser crime ferir o “são sentimento do povo alemão”.  Sem dúvida, um paradoxo entre sentimento, sanidade, arbitrariedade, moralismo, populismo e um falacioso discurso oficial para angariar aliados.  Ferir “o são sentimento do povo alemão” se resumia a criminalizar quem não seguia os ditames e regras do nazismo. Essa mistura antidemocrática …

por em

2ª Temp. #02 – Transportes e a luta antirracista, com Paíque Duques Santarém

Acompanhe o segundo episódio da nova temporada da série Cidade livre! Neste programa, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem Paíque Duques Santarém, militante do Movimento Passe Livre, mestre em Antropologia Social e doutorando no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo na UnB. Ele é um dos organizadores do livro que inspira esta …

por em

Longe da normalidade

O Brasil está longe da normalidade, disse o presidente da república Jair Bolsonaro em discurso a militares em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, na última quinta-feira dia 27 de maio. Não foi promessa nem vaticínio. Mas diagnóstico. O presidente acerta. Encontramo-nos em direção da consumação do estado de exceção. Faltou dizer que ele é …

por em

A desestatização do sistema Eletrobras

O sistema Eletrobras: do apagão ao Luz para Todos A Eletrobras atravessa mais uma forte tentativa de desmonte, a exemplo do que ocorreu ao longo dos anos 1990 e, como se sabe, culminou na crise energética e no apagão de 2001. As reformas neoliberais do governo FHC afetaram também o setor elétrico por meio de …

por em

O sono da razão produz monstros

O pintor espanhol Goya (1746-1828) é o autor do quadro (abaixo) e da frase que origina o título deste artigo. Lembro-me dela quando penso na eleição de 2018 que levou ao poder o “monstro” Bolsonaro que agora provoca grave crise militar. A elite dita liberal votou com o bolso, não com a razão. Um liberal …

por em

A luta pedagógica dos profissionais da educação no Rio de Janeiro

Karl Marx mostra que os trabalhadores, quando se constituíram economicamente como classe, existem apenas “diante do capital, mas não o é para si mesma”. Somente na luta, os trabalhadores se colocam contra a estrutura classista que os colocou em uma condição que não fora determinada por eles, mas pelo capital. Nessa luta política, a classe …

por em

Quinzena crucial para a saúde global

Esta última quinzena de maio de 2021 será crucial para os rumos da saúde global. De 24 de maio a 1º de junho acontece a 74a. Assembleia Mundial da Saúde, evento máximo da diplomacia da saúde global. O encontro reúne os ministros da Saúde dos 193 Estados-membros da Organização Mundial da Saúde (OMS). No dia …

por em

Uma escritora reconstrói o país: a Ruanda de Scholastique Mukasonga

Em A mulher de pés descalços, obra de Scholastique Mukasonga dedicada à memória de sua mãe, a narradora em certo momento reflete sobre a dificuldade de se manter a vaidade no vilarejo formado na região de Gitagata, campo de refugiados para onde sua família foi enviada quando ela ainda era criança. A mãe da escritora, …

por em

Como o fundamentalismo do Ocidente matou seus inimigos

Houve um período em que o mundo parecia estar em chamas. Não era o aquecimento global, ainda que ele estivesse em andamento, mas as sociedades, em diversos continentes, pareciam estar em busca de algum tipo de mudança. Mudanças na cultura, na política e na economia. Contra o que se destinavam essas mudanças? Contra um sistema …

por em

Muito Brasília, pouco Brasil: reflexões sobre a crise fiscal nos estados

Aquela que já foi chamada de “mãe de todas as reformas”, a Reforma Tributária, parece figurar atualmente como vítima de um matricídio promovido por parte do Congresso Nacional, com forte apoio do governo federal e sob o silêncio sepulcral da maioria dos estados. A crise fiscal é generalizada, se arrasta desde a recessão iniciada em …

por em

As mentiras de Eduardo Pazuello sobre os crimes do presidente

Brasileiros, e acredito que o resto do mundo, acompanham estarrecidos o show de horrores e mentiras proferidas por integrantes do governo Bolsonaro,  na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, instalada no Senado Federal e que apura a condução criminosa, omissa e negacionista do governo diante da maior crise sanitária que o país já enfrentou.  …

por em

Uma análise da coletiva de imprensa da Polícia Civil sobre o Jacarezinho

O recente massacre policial na favela do Jacarezinho, no dia 06 de maio de 2021, Zona Norte do Rio de Janeiro, em plena pandemia, foi um ato macabro de demonstração de poder. Protagonizada pela Polícia Civil, a “operação policial” que promoveu a chacina foi uma reação violenta aos esforços que vêm sendo realizados através da …

por em

Até a próxima

Uma intragável dose de intransigência permeia o conflito entre Israel e o território semiautônomo de Gaza. De um lado, o Hamas, organização política e militar que governa a Faixa de Gaza desde julho de 2007, tem como pilar fundamental a negação da legitimidade de Israel. Esta ala mais radical e islamista do movimento palestino soma-se …

por em

2ª Temporada – #01 – Racismo e mobilidade, com Rafaela Albergaria, Elisa Lucinda e Vilma Reis

Tem série nova no ar. Lançamos agora a segunda temporada da nossa série sobre mobilidade Cidade livre! No primeiro episódio, conversamos com a poetisa, jornalista, escritora, cantora e atriz Elisa Lucinda, com a assistente social Rafaela Albergaria e com a socióloga Vilma Reis. Rafa é uma das organizadoras, com Daniel Santini e Paíque Duques Santarém, …

por em

Resistência à expansão da soja: aliança entre movimento social e cientistas

A contaminação por agrotóxicos usados em propriedades produtoras de soja – que cercam os pequenos lotes na região do Planalto Santareno – é o motivo pelo qual Antônio Alves, conhecido como Seu Macaxeira, terá que deixar sua terra, pela segunda vez em dez anos. Seu Macaxeira é um agricultor familiar e integrante do movimento social …

por em

Plataformas digitais, responsabilidade social e danos comunitários

Há dois meses, organizações da sociedade civil e a imprensa internacional no Brasil noticiaram que a circulação de fake news em territórios indígenas brasileiros ameaçavam o sucesso de campanhas de vacinação contra o Sars-CoV-2, causador da Covid-19. Mensagens de redes sociais estavam insuflando indígenas a negarem a imunização. A resistência, assim falseada, atingia, igualmente, a …

por em

Em memória aos 150 anos da Comuna de Paris

 “… Não passa por nós um sopro daquele ar que envolveu os que vieram antes de nós? Não é a voz a que damos ouvidos um eco de outras já silenciadas?…” (BENJAMIN, 2019, p.10)  “A história é objeto de uma construção cujo lugar é constituído não por um tempo vazio e homogêneo, mas por um …

por em

Nas ruas e nas urnas desde já

Há uma suposta divisão entre os que estão se articulando para a eleição de 2022 e aqueles que dizem ser um erro já pensar nisso agora. O argumento dos que estão na segunda opção é o de que precisamos derrubar Jair Bolsonaro antes que o presidente continue matando mais brasileiros na pandemia. É uma ótima …

por em

O desmonte da política ambiental no Brasil liderada por Ricardo Salles

Com o início do governo de Jair Bolsonaro, o Brasil se viu emergido em uma onda de negacionismo sem precedentes. Com discursos beligerantes, o presidente tem uma política voltada para o ataque às instituições que acabam interferindo em várias áreas do país. Uma das mais afetadas é o meio ambiente. Com Ricardo Salles à frente …

por em

O conceito da mais-valia marxista ainda serve para alguma coisa?

Não é incomum estudantes de economia ridicularizarem ideias marxistas. Conflito de classe e mais-valia sempre foram, para o mainstream econômico — a direita econômica —, conceitos ultrapassados ou cientificamente errados. Quem ainda leva tais ideias a sério? Essa atitude em relação à Marx, ou mesmo em relação a outros pensadores clássicos, é resultado de uma …

por em

Coabitáveis

Ninguém no quarto. A energia oscila, a TV liga sozinha. Palestino é morto com um tiro na cabeça perto da aldeia de Beit Dajan após manifestantes atirarem pedras contra soldados sionistas. Al-Durrah fecha o chuveiro, enrola-se na toalha, sai do banheiro e cata o controle na cama. Hesita diante da imagem de um idoso sendo …

por em

O Brasil em “1984”

Guerra é paz. Liberdade é escravidão. Ignorância é força. Este é o slogan do Partido que domina o país Oceânia no universo distópico criado por um dos maiores escritores do século XX, George Orwell. Um Estado que domina pelo ódio, a destruição e a opressão – “O Grande Irmão está de olho em você”. O …

por em

A criminalização do stalking e a proteção da mulher

A violência contra as mulheres não é um assunto recente, tampouco algo novo no cenário mundial. Há séculos, o machismo socialmente enraizado em diversos países contribuiu para a colocação da mulher em uma posição de subordinação, como alguém de menor importância e relevância no contexto social e, principalmente, como um ser carente de qualquer proteção …

por em

Trajetória da austeridade fiscal no Brasil: a institucionalização do neoliberalismo

Se nos países capitalistas avançados do norte global a reconfiguração da política econômica para um esquema neoliberal desmontou de maneira contínua o estado de bem-estar social do pós-guerra, a introdução desse ideário diante do contexto institucional brasileiro apresentará sentido distinto. O ponto de partida escolhido para reflexão, a crise da dívida da década de 1980, …

por em

Pandemics, housing crisis and the value of community-led housing initiatives in the global south

Community-led housing is creative, collective and participatory dwelling practices that have the potential to address social exclusion and produce adequate and affordable housing options. Over the past decades, social vulnerabilities have often been materialised in the form of precarious and insecure housing, a global condition that has been exacerbated by the Covid-19 pandemic. It is …

por em

A importância das experiências de moradias de iniciativa comunitária

Moradias de iniciativa comunitária são práticas habitacionais criativas, coletivas e participativas com o potencial de responder à exclusão socioespacial e produzir alternativas dignas e acessíveis de moradia. Ao longo das últimas décadas, vulnerabilidades sociais frequentemente se materializaram na forma de habitações precárias e inseguras, uma condição global que tem sido agravada pela pandemia de Covid-19. …

por em

Por que defendemos o impeachment de Bolsonaro

Jair Bolsonaro recebeu os votos de 39% dos eleitores. Empossado, nunca cumpriu sua responsabilidade de ser o presidente da República de todos os brasileiros e brasileiras. Mas foi no enfrentamento à pandemia que seu desprezo pela vida ficou evidente, contrariando, com atitudes e palavras, seu papel como a autoridade constitucional, legal e politicamente qualificada para …

por em

Guilhotina Especial Todo Mundo É Artista – 100 Anos de Joseph Beuys

Ainda pouco conhecida no Brasil, a produção artística de Joseph Beuys se expressa em diversas formas. São desenhos, esculturas, ações, atuação política, educativa e diversos escritos. Morto em 1986, o multiartista alemão completaria 100 anos em 12 de maio. A prática do diálogo, da participação do público e do questionamento sobre as potências e limites …

por em

Ensaio sobre a pandemia

Como nos romances de José Saramago, em que uma faceta desconhecida do humano se manifesta a cada novo capítulo, o vírus também explica – à medida em que é explicado – um pouco mais sobre nós. E, também como o escritor português já previra em seus livros, talvez seja só em momentos trágicos, excepcionais, que …

por em

Comunicação popular e comunitária salvam vidas durante a pandemia

De nós para os nossos! Esse foi o lema que unificou comunicadoras e comunicadores populares e as lutas antirracistas e por igualdade de gênero em um ano pandêmico. O chamado também orienta o manifesto da iniciativa #CoronaNasPeriferias, uma coalizão nacional de coletivos de comunicação e periferias criada em março de 2020 no intuito de produzir conteúdos …

por em

Bala, fome, vírus e rivotril na cidade do purgatório, da beleza e do caos

No dia 06 de maio de 2021 os moradores da favela do Jacarezinho, localizada na zona norte da cidade do purgatório, da beleza e do caos, acordaram com a presença de policiais no território. A polícia civil alegou que a operação ocorreu para combater o tráfico de drogas, sendo que após 9 horas de ação …

por em

A extinção do censo demográfico e a negação do Estado Social

No dia 23 de abril, o então secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o orçamento de 2021 não contará com recursos para a realização do censo demográfico. O referido documento foi sancionado com vetos pelo presidente Jair Bolsonaro, entre os quais encontra-se R$ 7,9 bilhões em despesas discricionárias do …

por em

Violência estrutural e construção da ordem social na Colômbia

Em novembro de 2016, quando o governo nacional colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) assinaram os Acordos de Havana, aventava-se a ideia de diminuição da violência no país andino, dado o fim do conflito armado entre as duas partes. Entretanto, essa esperança não se concretizou. Por um lado, desde 2015 a taxa …

por em

Acabou o BBB, agora temos a CPI

Anseios e desejos precisam de uma forma de vazão. Talvez seja essa uma das lições mais basilares da politica: aquela que compreende que o palco e os personagens podem capturar e fazer um uso deliberado dessas aspirações. Até a noite desta terça-feira, 4 de maio, o BBB 21 foi um dos cenários que melhor mobilizou …

por em

Novo apagão na Ciência brasileira no pior momento da pandemia

Enquanto o trabalho de cientistas ganhou evidência no decorrer da pandemia, fazendo parte do cotidiano brasileiro com as notícias pela busca por vacinas e veiculação dos boletins epidemiológico, pesquisadores e cientistas enfrentam cortes de bolsas e redução dos recursos nas universidades e programas de pesquisas. Mesmo antes de se eleger presidente, Jair Bolsonaro apresentou-se como …

por em

Meninas negras têm menos acesso ao ensino remoto, diz estudo

As meninas negras têm menos acesso ao ensino remoto do que qualquer outro grupo de estudantes (meninos brancos e negros, e meninas brancas, majoritariamente) no município de São Paulo. É o que revela a pesquisa “A educação de meninas negras em tempos de pandemia: O aprofundamento das desigualdades”, produzida pelo Geledés – Instituto da Mulher Negra e divulgada …

por em

Em tempos de ódio e negacionismo rir é um ato de resistência

Vivemos um período de intensa aridez em nosso país e rir tornou-se um ato de resistência. A aniquilação dos afetos, dos abraços e das confraternizações não são apenas provocados pelo distanciamento social que o cuidado em saúde demanda para enfrentarmos o “não tão novo” coronavírus. A estratégia adotada pelo governo federal segue reafirmando a destruição …

por em

Campanha e Repu questionam dados oficiais da Seduc-SP

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação e a Rede Escola Pública e Universidade (Repu) pedem ao Tribunal de Justiça um ingresso como Amicus Curiae (amigo da corte) em ações judiciais que confrontam dados oficiais da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc) usados para defender o retorno presencial às aulas no estado. …

por em

Lei geral de proteção de dados em vigor, ANPD militarizada

No Brasil, a discussão sobre a importância de garantia ao direito à privacidade nas redes ganhou forma na luta pela promulgação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei 13.709/2018), sancionada em agosto de 2018 com o objetivo de “proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade …

por em

Professor: uma profissão que pode virar um hobby?

Professor uma profissão que pode virar hobby? A pergunta parece cínica, mas expressa uma preocupação e um risco cada vez mais notório. Como outras profissões, a docência vive hoje uma crise sem precedentes. Há muitos motivos para isso e, como tudo, uma análise profunda do problema deveria incluir o desafio da formação, o desempenho das …

por em

A pandemia da uberização e a revolta dos precários

A tragédia da pandemia no Brasil chegou aos limites do absurdo, com centenas de milhares de mortos, com o sistema de saúde em ritmo de colapso em várias partes do país, apesar de todos os esforços do Sistema Único de Saúde (SUS) e seus profissionais de saúde. E este cenário, sabemos, tem suas causas principais …

por em

Cerrado dos Povos: Saberes e Biodiversidade #02 – Desmatamento e resistências nos territórios

O Cerrado já teve mais da metade das suas matas nativas devastada ao longo do tempo, em razão sobretudo da expansão da fronteira agrícola. O processo de modernização conservadora da agricultura na região, a partir da década de 1960, foi favorecendo essa expansão avassaladora do desmatamento. Mas não se trata de um fenômeno relegado ao …

por em

A separação dos poderes e a CPI da pandemia

O plenário do Supremo Tribunal Federal, no dia 14 de abril de 2021, confirmou a liminar concedida pelo ministro Luís Roberto Barroso para determinar ao Senado Federal a instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito, com o objetivo de investigar e apurar eventuais ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no …

por em

Educação como serviço essencial? Devagar com o andor que o santo é de barro

Quem discorda da inferência de que a educação é importante? Arriscamos dizer que ninguém em sã consciência. Mas devagar com o andor que o santo é de barro: no conceito jurídico, não se pode usar qualquer terminologia para essa afirmação. A palavra “essencial”, que está na boca do Congresso Nacional, por exemplo, é um caso …

por em

A matriz ideológica da milícia e o fenômeno bolsonaro

O Rio de Janeiro tem muito a ensinar sobre o fenômeno Bolsonaro para o Brasil, e embora isso seja óbvio, ainda não foi suficientemente levado a sério. Examinar a forma pela qual a milícia se espraiou no estado e como ela se converteu em um discurso que avançou sobre áreas ricas da cidade pode ser …

por em

Crítica da crítica à meritocracia

Não sei quando escutei pela primeira vez na minha vida que o esforço, a disciplina seriam condições primeiras para eu me tornar gente. Na boca de minha mãe saíam palavras encantadas: “você precisa estudar para ser alguém na vida”. Talvez de formas distintas, este mantra possa ser identificado como um dos eixos estruturantes da vida …

por em

A Cúpula Ibero-Americana de Andorra e a pandemia

A 27ª Cúpula Ibero-americana, realizada em Andorra, dia 21 de abril, tratou centralmente da pandemia no conjunto de países que conformam aquele espaço político, que reúne cerca de 20% da população mundial, mas detém nada menos do que 70% das mortes por Covid-19. Chefes de Estado e de governo e vice-presidentes de 18 países participaram …

por em

A naturalização de sistemas e tecnologias de vigilância na pandemia

O aumento vertiginoso do número de infecções pelo coronavírus SARS-CoV-2 no Brasil coincidiu com um curioso crescimento do setor de tecnologia. Em abril de 2020, os valores do mercado de eletrônicos já estavam 30% mais caros do que no primeiro trimestre do mesmo ano. Em maio, o Ix.br, setor do Comitê Gestor da Internet (CGI.br) …

por em

Povos originários, crise global e Cúpula do Clima

Na semana em que o mundo volta os olhos para a Cúpula do Clima, a entrevista com Ailton Krenak no Programa Roda Vida, da TV Cultura, deveria ser vista (e revista) por todos nós como a aula que nos faltou em quase todas as séries dos nossos anos escolares. O diálogo entre a liderança indígena …

por em

Direito urbanístico e política urbana em tempos de pandemia

A crise sanitária em curso é essencialmente a crise da cidade, isso é, uma crise das dinâmicas de produção do espaço nas cidades e do modelo hegemônico de ordenamento territorial. Originalmente determinada pelas mudanças das relações dos seres humanos com o meio ambiente – dados o padrão de urbanização dominante internacionalmente e as relações íntimas …

por em

SP utiliza entrevista com Mano Brown em aulas da rede pública

Entrevista com Mano Brown publicada no Le Monde Diplomatique Brasil em janeiro de 2018, conduzida por Guilherme Henrique, Henrique Santana e Nadine Nascimento, será utilizada em sala de aula pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. O conteúdo fará parte da disciplina de Português para a 2ª série do ensino médio. O trecho …

por em

O mercado financeiro aterrissa na Amazônia em nome do Clima

Tudo começou com a carta, muito mal recebida, de Jair Bolsonaro ao seu par estadunidense. No documento, o brasileiro faz promessas irrealizáveis nos termos em que foram formuladas. Além disso, são apresentados números fantasiosos sobre os índices de queimadas e desmatamento na Amazônia, bem como sobre os esforços do seu governo para combatê-los. A verdade …

por em

A busca pela verdade deve ser feita no processo histórico

O conceito de ‘verdade’ está bastante presente em nosso cotidiano. A crítica literária estadunidense Michiko Kakutani identifica a morte da verdade em parte pelo pensamento pós-moderno que nega “a existência de uma realidade objetiva”[1]. Em “A morte da verdade”, a autora demonstra como o discurso da direita que elegeu Donald Trump presidente dos Estados Unidos …

por em

Mulheres negras estão cansadas de serem silenciadas

Mulheres negras estão cansadas de serem silenciadas. As lutas que fazem parte da vivência da mulher negra na sociedade se dão todos os dias da semana, 24 horas por dia. Carolina Maria de Jesus, em seu livro “O Quarto dos Despejos”, dizia que seu sonho era escrever e tinha raiva dos políticos e patrões porque …

por em

A desigualdade agrária no brasil: o caso do Centro Paulo Freire

As desigualdades sociais atravessaram o curso da história brasileira. Desde a invasão portuguesa até os dias atuais, a maioria da população sempre enfrenta imensos e complexos entraves para a efetivação de sua cidadania plena. Isto porque, a gênese civilizacional brasileira é marcada pela opressão e pela segregação, além de pautada pelos interesses da elite rural, …

por em

Democracia leitora, leitura democrata

Não há dúvidas que o Estado precisa de recursos para que possa cumprir com as suas obrigações constitucionalmente conferidas, sendo o responsável não só pela proteção da liberdade dos cidadãos e de seus direitos políticos, mas também pela promoção de direitos sociais, culturais e econômicos. Assim, como tal, para manter-se funcionando, o Estado influi, com …

por em

Rivalidades inflamadas pela ultradireita

Em 2017, logo após a vitória de Trump nas eleições dos EUA, Nancy Fraser publicou um artigo intitulado “O fim do neoliberalismo progressista”. A filósofa mostrou que os governos de Bill Clinton e Barack Obama ajudaram a construir uma aliança peculiar: de um lado, setores hegemônicos de movimentos sociais e, de outro, Wall Street, Hollywood …

por em

A reforma sindical na era Lula: pontos e contrapontos

É inegável a contribuição do movimento sindical brasileiro para a chegada do Partido dos Trabalhadores à presidência do Brasil, bem como para sua permanência no poder ao longo de treze anos. Nesse sentido, vale mencionar a relação de proximidade entre a formação e fortalecimento do PT e do movimento sindical, uma vez que o partido …

por em

O Brasil dos contrastes extremos

O isolamento social é a única arma que temos para segurar a disseminação do coronavírus enquanto a vacina não está acessível para toda a população, isso é o que mostra a prática ao redor do mundo e é a recomendação da Organização Mundial de Saúde. Mas ela só é possível se for acompanhada pela proteção …

por em

Sobre 1º de maio

Em 1º de maio de 1886, teve lugar a segunda greve geral nacional dos Estados Unidos, de proporções até então inauditas, já que apenas em Londres uma greve da mesma magnitude havia ocorrido 56 anos antes. A greve conseguiu reunir além dos trabalhadores, sindicalistas, socialistas e anarquistas, um sem-número de simpatizantes sob a pauta da …

por em

Da crise da Ciência à crise da razão: por que vivemos tempos sombrios?

A ciência moderna apropriou-se de um estilo de investigação calcado na ideia de que seria possível construir uma aliança entre o homem e a natureza, vínculo este que poderia apaziguar nossa gélida solidão no universo. Assim, a partir de um ponto de vista estritamente materialista, encontraríamos o tão esperado conhecimento objetivo e, consequentemente, a razão …

por em

Estreia da série especial Cerrado dos Povos: Saberes e Biodiversidade

Dia 29 de março estreia da série especial “Cerrado dos Povos: Saberes e Biodiversidade”. Serão três episódios em que iremos aprender sobre povos e comunidades que mantêm o Cerrado em pé e lutam para conservar os seus modos de vida. Vamos falar sobre a importância da região conhecida como berço das águas e as pressões …

por em

A performance fúnebre de um autoritário empoderado

Uma das principais características da resposta do Brasil à Covid-19 é a estratégia do presidente Jair Bolsonaro de transferir a culpa da crise sanitária e econômica para os governadores e chamar para si o crédito pelo auxílio emergencial. Paradoxalmente, o presidente abusa do poder de centralizar em si a resposta à Covid-19. Ora alinhando essa …

por em

Dificuldades no acesso à internet: expressões do racismo estrutural

Caiana dos Crioulos. Território quilombola localizado na zona rural do município de Alagoa Grande, no agreste da Paraíba. Considerada um dos patrimônios culturais do estado, com forte presença de manifestações populares como o samba de coco e a ciranda, Caiana está a apenas 122 km da capital João Pessoa, mas “bem distante das capitais” quando …

por em

Docentes náufragos na pandemia e as “bolinhas Wilson” na tela

No filme Náufrago[1], o personagem de Tom Hanks, Chuck Nolan, passa por uma catarse durante seu tempo em uma ilha deserta, depois que seu avião cai no Pacífico Sul. Há problemas causando sofrimento o tempo todo, por exemplo para encontrar comida; há ferimentos com risco de vida; e há solidão. Muita solidão! A analogia que …

por em

A visão dos indígenas do Alto Rio Negro sobre a pandemia e o clima

Estamos vivendo um momento muito tenso e triste no mundo, no Brasil, no Amazonas, em São Gabriel da Cachoeira e nas comunidades indígenas da região do Alto Rio Negro. No final de dezembro de 2020, voltei à minha comunidade em Assunção do Içana, localizada no rio Içana, afluente do rio Negro. São dois dias de …

por em

O estado da qualidade do ar no Brasil: lições e caminhos para o avanço

Em meio à pandemia de Covid-19 um outro inimigo invisível também segue nos impedindo de respirar: a poluição atmosférica. O ar já pode ser considerado tóxico quando os gases ou partículas presentes na atmosfera causam efeitos danosos à saúde humana, à fauna e à flora, mesmo em baixas concentrações. Contudo, no Brasil, tanto em nível …

por em

O preço das vidas e o dilema do novo arranjo político brasileiro

Em março de 2020, o Brasil via surgirem os primeiros casos de infecção pelo novo coronavírus. No final daquele mês, muitos estados entravam em lockdown acompanhando com susto e atraso o que acontecia no resto do mundo. Exatamente um ano depois, em um período que mais parece uma década, o país chega à casa dos …

por em

A serviço do punitivismo, do policiamento preditivo e do racismo estrutural

Muralha Digital; Cercamento eletrônico da cidade; City Câmeras; De Olho na Rua. Com esses e outros nomes, prefeitos de capitais brasileiras, eleitos ou reeleitos em novembro de 2020, batizaram programas e ações na área da segurança pública que colocam as tecnologias de informação e comunicação a serviço de uma política vigilantista, de segregação e controle. …

por em

O retorno do Movimento ao Socialismo na Bolívia

Desde o ano de 2016, a Bolívia atravessou um conturbado processo político e social que culminou, em 2019, com a renúncia do presidente Evo Morales e do vice-presidente García Linera. Ameaçados pelas forças políticas conservadoras, pelos altos mandatários militares e por facções da polícia nacional. Este fato marcou o final de 13 anos contínuos do …

por em

O bolsonarismo e a Jurisdição Constitucional: por que tanto ódio?

Desde a eleição de Jair Bolsonaro é possível perceber, sobretudo nos perfis e páginas de direita nas redes sociais, crescentes discursos de ódio envolvendo a atividade jurisdicional do Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, pouco se discutiu o porquê de tanta indignação com a Corte Constitucional. Em uma primeira análise, é possível observar que o …

por em

Quando uma chantagem vira norma constitucional

A covid-19 ceifou a vida de mais de 270 mil pessoas no Brasil, destruiu famílias, arrasou a economia e levou milhares de brasileiros à pobreza extrema. Segundo o IBGE, o ano de 2021 começou com 27 milhões de pessoas na miséria. Nas grandes cidades, homens, mulheres, crianças e idosos disputam um lugar nas calçadas, à …

por em

O Acordo de Escazú: promessa de um novo regionalismo sustentável?

A cooperação regional na América Latina e Caribe anda em baixa, com organizações intergovernamentais, tais como a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Mercosul, praticamente paralisadas ou atuando muito aquém das suas capacidades devido a divergências políticas entre Estados-membros e à falta de recursos. No entanto, mesmo diante de um contexto de retrocessos, uma …

por em

Por trás do “Tik Tok vs Instagram”: soft power e a disputa da realidade

Cada vez mais evidentes, ainda em 2021, as tensões entre China e Estados Unidos têm se manifestado em diversas frentes. A disputa “Tik Tok vs. Instagram”, por exemplo, é um dos muitos reflexos através dos quais as duas potências correm pela hegemonia no Sistema Internacional. Se entre os países, a eleição de Joe Biden desacelera …

por em

A volta de Lula: emoções e primeiras reflexões

Impossível analisar a reviravolta política desta semana sem misturar emoções e reflexões. Já o impacto da decisão de Fachin de anular as sentenças contra Lula, seguida dos votos de Gilmar Mendes e Lewandowski condenando a quadrilha de Curitiba, seria suficiente para deixar de alma lavada as pessoas comprometidas com o Estado democrático de direito. Mas …

por em

A “mexidinha” de Bolsonaro na Petrobras

Depois de pressão dos caminhoneiros por causa de abusivos e sucessivos aumentos no preço dos combustíveis, Bolsonaro anunciou, no último dia 19 de fevereiro de 2021, a substituição de Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna no comando da Petrobras e deu mote para enorme confusão. A grande mídia passou a divulgar, enfaticamente, …

por em

A trajetória de luta contra a mineração na comunidade Taquaril dos Fialhos

Em meados de 1910, Pedro e sua esposa Luzia chegaram à comunidade Taquaril dos Fialhos, localizada às margens da Serra Geral (a popular Serra do Salto), no município de Licínio de Almeida, a 750 km da capital Salvador, no sudoeste da Bahia. Eles tiveram nove filhos, que cresceram, casaram-se e fizeram da comunidade um território …

por em

Passando a boiada sobre os direitos indígenas

No momento em que o Brasil registra recordes consecutivos de mortes pela covid-19, o governo federal avança na prática das criminosas diretrizes formuladas pelo ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles na malfadada reunião ministerial que veio a público no dia 22 de maio do ano passado, com a saída do ex-ministro Sérgio Moro do governo. …

por em

Injusticias de género en los territorios de América Latina y Argentina

Según ONU es en las ciudades donde se ha registrado el 90% de los casos de Covid-19. Se avizora entonces, la necesidad de un cambio de paradigma, aumenta una conciencia colectiva que cuestiona la depredación de la naturaleza, de los bienes comunes, y de las personas, en particular las mujeres y sus cuerpos, avasallados, violentados, …

por em

Injustiças de gênero nos territórios da América Latina e Argentina

Segundo dados da Organização das Nações Unidas, 90% dos casos de Covid-19 foram registrados em cidades. Se vislumbra assim a necessidade de uma mudança de paradigma, se fortalece uma consciência coletiva que questiona a depredação da natureza, dos bens comuns e das pessoas, em particular das mulheres e seus corpos, oprimidos, violados, subordinados. É possível …

por em

Os riscos das tecnologias digitais: do campo ao garfo

O avanço das tecnologias digitais sobre todos os terrenos da vida humana é uma realidade incontornável já há algumas décadas. Apesar da nitidez em que se nota a marcha das tecnologias digitais nos centros urbanos, ainda não está de todo claro o impacto que essas tecnologias terão no campo. De acordo com o relatório Digital …

por em