Skip to content
2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ailton Ataides
18 de novembro de 2023 22:00

No Brasil, infelizmente, a elite e as classes dominantes se apropriam de todos os mecanismos possíveis para manipular e controlar as outras camadas sociais, mantendo, assim, seus privilégios, com suas regalias intocáveis e com um discurso irredutível reprova com veemência qualquer ameaça, mesmo que sem potencialidade, mas que apresenta algum descontentamento com suas ideologias e pensamentos. Isso ficou bem claro como algumas questões do Enem gerou foram questionadas pela bancada ruralista, retratada de forma brilhante neste artigo. Historicamente, o acesso ao ensino superior é privilégio de poucos e isso só perpetua a desigualdade social no Brasil e não percebemos nenhum sinal de melhora até o momento.

Victor Hugo S. Vasconcellos
26 de novembro de 2023 07:02

Ailton, temos muito para fazer realmente. A grande questão é que essa organização político-social é fruto da superestrutura capitalista, em que há uma classe que não só explora, mas também controla as mentes das outras classes. A educação não deixa de ser um aparelho de controle ideológico, por isso a revolta da bancada que defende os mais ricos. Na educação, só deveria entrar conteúdos que reforcem essa exploração, de acordo com a classe dominante. Obrigado pelo comentário e pelo elogio ao texto.

COPYLEFT © LE MONDE DIPLOMATIQUE

Desenvolvido por: Prima Estúdio

AcessarAssine