Skip to content
3 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Luigi J. Lunewalker
24 de abril de 2024 10:36

Vilto nos oferece uma visão direcionada e acertada sobre o quanto as pessoas, jovens em idade e espírito também (por que não?), gostam da literatura de fantasia, fantástica, maravilhosa. Poder experienciar mundos onde, muitas vezes, podemos nos sentir parte, nos encaixando e encontrando um acolhimento é parte essencial que faz com que o gênero, e estilo, sejam de agrado dessa grande fatia do público. Não apenas por viver a aventura, mas por viver em um mundo como os que mostram, oras, seria maravilhoso viver na Terra-Média e viver grandes e épicas aventuras como membro da Sociedade do Anel, mas também seria maravilhoso viver a calmaria e o conforto de uma refeição carinhosa como um hobbit no Condado.
Conforto, carinho, aconchego, é o que se encontra em mundos diferentes. E isso lá é algo ruim? Viva o fantástico!

Ana
6 de maio de 2024 12:59

Eu leio muita fantasia,gosto desse gênero por proporcionar um mundo totalmente diferente e longe dos problemas que a vida trás 🙂

Thaylana
7 de maio de 2024 20:16

As pessoas são muito chatas para não considerar o gênero fantasia leitura. Os jovens sempre têm que ter um começo na literatura, e nada melhor do que a fantasia para os inserir nesse mundo tão fantástico e vasto que é o mundo das histórias. Muitos criticam negativamente esse gênero literário mas não pessam que é melhor ter jovens consumindo a arte de ler do que jovens que de fato não a consumam.

COPYLEFT © LE MONDE DIPLOMATIQUE

Desenvolvido por: Prima Estúdio

AcessarAssine