Música, artes e debate em solidariedade à luta indígena - Le Monde Diplomatique

FESTIVAL MBARAETÉ - RESISTÊNCIA INDÍGENA

Música, artes e debate em solidariedade à luta indígena

por equipe Le Monde Diplomatique Brasil
10 de novembro de 2015
compartilhar
visualização

Festival que pretende chamar a atenção da sociedade contra as violações dos direitos indígenas.equipe Le Monde Diplomatique Brasil

Debates, palestras, oficinas e muita música. No próximo dia 11 de novembro a Casa das Caldeiras será o palco do “MBARAETÉ – RESISTÊNCIA: Festival Povos da Terra 2015”. A partir das 14h e durante doze horas o evento terá o objetivo de sensibilizar e buscar o engajamento da sociedade na luta contra o genocídio indígena e as violações de direitos a que os povos originários são submetidos diariamente. 

O Festival é colaborativo, não tem fins lucrativos. Músicos, oficineiros e palestrantes prestarão seu trabalho de forma gratuita. O valor arrecadado será integralmente doado às aldeias dos Guarani Mbya em São Paulo e às aldeias Guarani Kaiowa do Mato Grosso do Sul. Entre os destaques do festival estão rodas de conversa com lideranças indígenas como Elizeu Lopes, da aldeia Kurusu Amba (MS), que recentemente denunciou em Washington os ataques contra o povo Guarani Kaiowa na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA). Haverá ainda palestras com a antropóloga e jornalista Tatiane Klein, do Instituto Socioambiental (ISA) e do Centro de Estudos Ameríndios da USP (CESTA-USP), Cristiano Navarro, jornalista do Le Monde Diplomatique Brasil e com Bruno Morais, Advogado (CTI). Após as 19h a Música tomará conta do espaço com apresentações de grupos de rap guarani como Oz Guarani e os HuniKuin do Acre, CRIOLO, B NEGÃO Trio e KL JAY (Dj Racionais Mcs), entre outros.

Saiba o que está acontecendo

Em todo o país os direitos dos povos originários são violados. Embora tenham seu direito à terra garantido pela Constituição de 1988, indígenas de diversas etnias sofrem com ataques da bancada ruralista no Congresso.  No último dia 27 de outubro, a PEC 215 teve 21 votos favoráveis à sua aprovação na Comissão Especial que analisa a proposta. Ela ainda deverá ser votada em plenário e irá para votação no Senado. Caso aprovada, transferirá as atribuições de demarcação de terras indígenas, titulação de territórios quilombolas e criação de unidades de conservação do Executivo para o Legislativo. 

Ataques e violações de direitos são feitas ainda por milícias armadas que invadem as aldeias, aterrorizando e matando membros da comunidade. Uma das situações mais graves é a que ocorre no Mato Grosso do Sul, nas Terras Indígenas dos Guarani Kaiowa situadas na fronteira com o Paraguai. Em 29 de agosto último, no ataque à Terra Indígena Ñande Ru Mangaratu, o lider Kaiowá Simião Vilhalva foi assassinado. Um bebê de um ano foi ferido por uma bala de borracha e vários indígenas ficaram feridos.

A perseguição aos povos originários e uma série de assassinatos no Mato Grosso não é novidade. Segundo relatório da Comissão Indígena Missionária, nos últimos 12 anos 390 indígenas foram assassinados no estado. Principalmente em conflitos envolvendo disputas pela terra. Territórios ocupados pelos Guarani Kaiowá como Ñande Ru Mangaratu são terras com demarcação homologada há anos. Porém, ações judiciais movidas por fazendeiros que se dizem donos das terras vem sendo acatadas pelo poder judiciário que emite ordens de reintegração de posse e suspende os efeitos da demarcação de terras. Embora os ruralistas gostem de propagar a falsa ideia de que os indígenas já são “donos” de muitas terras, vale lembrar que as Terras Indígenas representam pouco mais de 1% das terras do estado enquanto o agronegócio já se espalhou por mais de 70% do território.

SERVIÇO:

Nome do Evento: Mbaraeté Resistência – Festival Povos da Terra 2015

Data: dia 11 de novembro 2015

Local: Casa das Caldeiras, Av. Francisco Matarazzo, 2.000

Horário: A partir das 14h, com duração de 12 horas 

Programação

DIA – 14h às 19h – 

(ENTRADA FREE + 1kg ALIMENTO ALIMENTO NÃO PERECÍVEL > 200 LUGARES das 14 as 17hs).   

14h – Abertura do Festival com Grupo Teatral Parlendas

15h > 17h – Introdução e apresentação do panorama geográfico dos conflitos de demarcação de terras com a antropóloga e jornalista Tatiane Klein – ISA [Instituto Socioambiental] e Centro de Estudos Ameríndios da USP [CEstA-USP], Cristiano Navarro – Le Monde Diplomatique Brasil, Bruno Morais – CTI [Centro de Trabalho Indigenista].

17h > 19h – ENCONTRO DE LIDERANÇAS E PAJÉS. Nomes confirmados: Huni Kuin da Amazónia, Elizeu Lopes (Guarani Kayowa – MS),  Ari Martim (Gurani MBya – SP Jaraguá), Tupã Mirim (Gurani MBya – SP Jaraguá). EMBREVE MAIS NOMES!

NOITE – Apresentações Musicais – 19h às 02h

– SALÃO PRINCIP|AL –

19h – Oz Guarani,  Xondaro MC’s, Kunumi MC + DJ Nuts.

20h30 – DJ Tahira

21h30 – Os Hunikuin da Amazonia & Bmind/ Psilosamples/ L_cio

22h30  – Criolo + DJ DanDan

23h30 – BNegão Trio

00h30 – DJ KLJay

– SUBSOLO – 

20h – Coletivo Prato do Dia

21h – Dubalizer convida Jah Dartanhan, Ecoalaize € D.O.N

22h – Macumbia – Gabriela Ubaldo

23h – Rincon Sapiência

00h – Pita Uchoa

01h – Robles

* Os horarios e atrações podem ser alterados. Mantenha-se ligado! Estamos confirmando mais Participações.

– OFICINAS –

15h – Oficina de língua Guaraní com Jordi Ferre

– COMES & BEBES  –

DOAÇÃO + INGRESSO: 

ANTECIPADO ON LINE: 

LOTE INICIAL PROMOCIONAL (500 Ingressos)  > R$ 30 inteira/ R$ 15 meia + 1kg de ALIMENTO NÃO PERECÍVEL.

SEGUNDO LOTE/PORTA > R$ 50 inteira/ R$ 25 meia + 1kg de ALIMENTO NÃO PERECÍVEL.

Diplô Brasil

Le Monde Diplomatique Brasil.



Artigos Relacionados

A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
ARGENTINA

Por que Alfonsín está retornando?

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
DESAFIOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Lula no (novo) mundo

Séries Especiais | Argentina
por Federico Merke
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Aura de líder austero, espectro recorrente em Mundiais, ronda Tite

por Helcio Herbert Neto
GUILHOTINA

Guilhotina #193 - Edson Lopes Cardoso

CONTRIBUIÇÕES PARA O NOVO GOVERNO DE LULA

A nova política externa brasileira

Online | Brasil
por Marina Bolfarine Caixeta
RESENHA

Em Maví, Marco Lucchesi faz de sua poesia uma busca pelo outro

Online | Mundo
por André Rosa