No meio do nada, ao longo do Rio Paraguai - Le Monde Diplomatique

QUATRO DIAS E TRÊS NOITES A BORDO DO AQUIDABAN

No meio do nada, ao longo do Rio Paraguai

Edição 169 | Paraguai
por Loïc Ramirez
2 de agosto de 2021
compartilhar
visualização

Uma rota fluvial de 400 quilômetros entre Puerto Vallemí e Bahía Negra, no Paraguai: esse é o trajeto percorrido pelo barco Aquidaban, único meio de transporte e abastecimento dos habitantes de alguns vilarejos. Com o passar dos dias, a realidade das regiões atravessadas encarna no convés da velha embarcação

Há mais de cinquenta anos, ele percorre o Rio Paraguai. Uma celebridade nacional feita de ferrugem e madeira que, semanalmente, transporta algumas dezenas de passageiros e várias toneladas de mercadorias. O Aquidaban (o “mercado flutuante”, como é chamado) se prepara para partir de novo. Na cidadezinha de Puerto Vallemí, bem perto da fronteira brasileira e …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

Eleições 2022: a mídia como palanque

Internet abre espaço para a diversidade de perfis, mas impulsiona velhas práticas

Online | Brasil
por Tâmara Terso
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc: reflexões sobre as contradições

por Rodrigo Juste Duarte, com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
AMÉRICA DO SUL

A “nova onda rosa”: um recomeço mais desafiador

Online | América Latina
por Cairo Junqueira e Lívia Milani
CORRUPÇÃO BOLSONARISTA

Onde está o governo sem corrupção de Bolsonaro?

Online | Brasil
por Samantha Prado
CONGRESSO NACIONAL

Financiamento de campanhas por infratores ambientais na Amazônia Legal

Online | Brasil
por Adriana Erthal Abdenur e Renata Albuquerque Ribeiro
EDITORIAL

Só existe um futuro para o Brasil, e ele passa pela eleição de Lula neste domingo

Online | Brasil
por Le Monde Diplomatique Brasil
UMA ENCRUZILHADA SE APROXIMA

Os militares e a última palavra da legitimidade das urnas

Online | Brasil
por Julia Almeida Vasconcelos da Silva
ELEIÇÕES 2022

Voto útil: o chamado ao primeiro turno em 2022

Online | Brasil
por Luísa Leite e Alexsandra Cavalcanti