O retorno dos five eyes diante do avanço chinês - Le Monde Diplomatique

UM NINHO DE ESPIÕES NORTE-AMERICANOS, CANADENSES, BRITÂNICOS, AUSTRALIANOS E NEOZELANDESES

O retorno dos five eyes diante do avanço chinês

por Philippe Leymarie
3 de março de 2022
compartilhar
visualização

Se a vasta malha dos serviços de inteligência norte-americanos foi revelada por Edward Snowden e Julian Assange, ninguém parece preocupado com a aliança dos cinco gigantes da espionagem: Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Nascidos nas vésperas da Segunda Guerra Mundial, os five eyes conhecem um novo esplendor

Durante muito tempo existiu uma aliança invisível envolvendo os dirigentes dos países aliados. Somente em 1973, por ocasião de uma crise constitucional, o primeiro-ministro australiano na época, Gough Whitlam – que modernizou seu país, abolindo a White Australia Policy (a política racial de imigração que só autorizava europeus brancos a imigrar), retirando seus soldados do …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

AMAZÔNIA OCUPADA #3

Madeira da Amazônia: normas avançam, mas só 10% da extração é regular

Online | Brasil
por Felipe Betim
CHILE – LIÇÕES DE UMA DERROTA

Jogar o jogo: nove parágrafos para uma nova força transformadora

por Jorge Arrate
O RETUMBANTE TRIUNFO DO REJEITO NO PROJETO CONSTITUCIONAL

No Chile, o futuro que nos escapou

por Álvaro Ramis
QUAL É O PLANO?

Programa de Bolsonaro quase assume a responsabilidade pela tragédia na educação

por Antonio Carlos Souza de Carvalho
GUILHOTINA

Guilhotina #184 - Jorge Chaloub

VIOLÊNCIA

O Brasil armado por Bolsonaro e seus legados

Online | Brasil
por Bruno Langeani
ELEIÇÕES 2022: A MÍDIA COMO PALANQUE I

Apresentadores de programas policialescos apostam na reeleição

Online | Brasil
por Tâmara Terso
RECIFE E REGIÃO METROPOLITANA

A ausência de políticas públicas e as consequências na vida das famílias atingidas pelas chuvas

Online | Brasil
por Neilda Pereira