Skip to content
4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Leonardo Silva
16 de dezembro de 2023 18:41

Queria ter lido até o final, mas logo no começo tenho que ler que quem defende a privatização não deve andar de transporte público. Me pergunto que mundo você vive Sandro, acho que está claro quem não utiliza transporte público e parece ser você. Até ano passado várias obras paradas, planos de expansões adiados, colaboradores arrogantes, problemas técnicos e etc. Isso sem contar as concessões de naming rights injetando cada vez mais dinheiro, sem contar a notícia da última semana que espaços físicos de estações foram vendidos por MILHÕES. engraçado, não vejo nenhum avanço nas obras e nenhum plano de expansão sendo cumprido. Pra onde está indo todo esse dinheiro Sandro?

Paulo victor
17 de dezembro de 2023 16:51

Eu não uso metrô nem ônibus nem trem. Pago os.meus deslocamentos do beu bolso.
Porque devo contribuir para o deslocamento de quem usa com os impostos?
Afinal, quem usa transporte público para trabalhar esta ganhando dinheiro.

Cristiane Bortolato
20 de dezembro de 2023 14:40

transporte é uma delas. Existe a segregação urbana/territorial determinante em relação a quem pode ou não transitar na cidade, segregação que traz traços bem marcados e em intersecção de classe, raça e local de residência (periferia/comunidades)

Cristiane Bortolato
20 de dezembro de 2023 14:49

Sandro Barbosa é categórico quando demonstra o quanto o direito à cidade vai ficando cada vez mais distante da classe trabalhadora, numa segregação urbano/territorial que está atrelada à raça, cor, escolaridade e local de moradia,
E quem decide sobre a privatização são os que raramente ou nunca usam transporte coletivo, sendo que na outra ponta, a população interessada, a usuária de transporte pública sequer é consultada sobre tema que lhe interessa no dia a dia, em relação aos custos (qual a parte do salario direcionada ao transporte) e as condições do serviço que lhe é prestado.

COPYLEFT © LE MONDE DIPLOMATIQUE

Desenvolvido por: Prima Estúdio

AcessarAssine