Sangue e lágrimas nas luvas malaias - Le Monde Diplomatique

A ESCRAVIDÃO NO CENTRO DAS CADEIAS DE ABASTECIMENTO MUNDIAIS

Sangue e lágrimas nas luvas malaias

Edição 163 | Malásia
por Peter Bengtsen
1 de fevereiro de 2021
compartilhar
visualização

Agora que o uso de luvas de látex ou nitrilo explode com a pandemia de Covid-19, os industriais da Malásia, maiores produtores mundiais, exploram uma mão de obra barata proveniente dos países vizinhos. A armadilha da dívida então se fecha sobre os imigrantes, obrigados a pedir empréstimos para ter o direito de trabalhar

Kuala Lumpur, fim de 2019. Nessa noite, Selif S.1 janta em um pequeno restaurante de um bairro industrial da capital malaia. Ele nos confirma que o trabalho escravo é corrente na Malásia: “Todas as pessoas que conheço se endividaram por anos a fim de pagar os agentes de recrutamento que lhes arrumam emprego”. E, para …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

Guilhotina

Guilhotina #171 - André Flores Penha Valle e Pedro Felipe Narciso

Reforma urbana e direito à cidade

Propostas para a construção de uma agenda para a habitação social

por Vários autores
AMBIENTALISTAS E DEFENSORES DE DIREITOS HUMANOS

A face do desaparecimento político na democracia

Online | Brasil
por Simone Rodrigues Pinto e Teresa L. C. Soares
ANÁLISE JURÍDICA

A PEC do "equilíbrio entre os poderes" e a decadência da democracia

por Vinicius Marinho Minhoto

O Estado, as caravelas e a re-existência Kaiowá e Guarani

Online | Brasil
por Kuna Aranduhá Kaiowá [Jaqueline Gonçalves Porto] e Danielle Tega
PAULA REGO (1935-2022)

B. a vomitar a pátria

Online | Brasil
por Gilberto Carvalho de Oliveira
Meio Ambiente

2022 e o jubileu das grandes conferências ambientais

Online | Brasil
por Leandro Dias de Oliveira
Resenha

Delivery Fight! A luta contra os patrões sem rosto

por João Lorandi Demarchi