* - Le Monde Diplomatique

LITERATURA

*

por Pablo Simpson
24 de maio de 2008
compartilhar
visualização

Pablo Simpson

Eu te levei para que lembrasses
de quando eras mais novo, caminhávamos
ombros colados, rapaz, tão distraídos:
pudemos vê-la, estava na porta,
sem mostrar-nos naquele instante o rosto, e parecendo
que mesmo convidava-nos, nos disse:

Estive na cidade sem notícia.

E assim, como aguardássemos ao lado —
as cartas na mesa, o barulho do rádio, a comida —
dizia-nos com o olhar que debruçava (para além,
lembras aonde?) que esperássemos.

Nem fazia frio em meu corpo, nem previras
o que te aconteceria. Era cedo.
Nem começaste a contestar os homens, a escutá-los
sem responder-lhes. Dizia-nos:

Da cidade não há notícia nesses dias.

Ficávamos no entanto, a porta aberta,
o ouvido atento, enquanto
me percorria com os olhos subterrâneos, ela.
E penteava os cabelos.

As fontes da rua jorravam um quase perfume.
O cheiro do asfalto invadia o quarto úmido de folhas.



Artigos Relacionados

A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
ARGENTINA

Por que Alfonsín está retornando?

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
DESAFIOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Lula no (novo) mundo

Séries Especiais | Argentina
por Federico Merke
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Aura de líder austero, espectro recorrente em Mundiais, ronda Tite

por Helcio Herbert Neto
GUILHOTINA

Guilhotina #193 - Edson Lopes Cardoso

CONTRIBUIÇÕES PARA O NOVO GOVERNO DE LULA

A nova política externa brasileira

Online | Brasil
por Marina Bolfarine Caixeta
RESENHA

Em Maví, Marco Lucchesi faz de sua poesia uma busca pelo outro

Online | Mundo
por André Rosa