A cozinha coletiva como lugar de luta - Le Monde Diplomatique Brasil

OFERECER ÀS CRIANÇAS UMA ALIMENTAÇÃO SABOROSA, SAUDÁVEL E ECOLÓGICA

A cozinha coletiva como lugar de luta

Edição 166 | França
por Marc Perrenoud e Pierre-Yves Rommelaere
3 de maio de 2021
compartilhar
visualização

A polêmica provocada pela introdução, em janeiro deste ano, de refeições vegetarianas nos refeitórios de Lyon pôs a merenda escolar sob os holofotes. Entretanto, as questões vão muito além da alimentação com carne ou mesmo do rótulo “orgânico”. Livre dos produtos industrializados, a cozinha coletiva pode se tornar um laboratório do “comer bem”

Desde que entrou em cena nos reality shows, a cozinha ganhou ares de nobreza, a ponto de se tornar um fator de distinção social. Os renomados cozinheiros, apresentados como criadores, indivíduos singulares e inspirados, expressam-se recriando pratos que se tornaram obras de arte. No outro extremo do espaço social e simbólico, a cozinha coletiva escolar …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

RESENHAS

Miscelânea

Edição 180 | Brasil
ENTREVISTA – EMBAIXADORA THEREZA QUINTELLA

Balança geopolítica mundial deve pender para o lado asiático

Edição 180 | EUA
por Roberto Amaral e Pedro Amaral
UMA NOVA LEI EUROPEIA SOBRE OS SERVIÇOS DIGITAIS

Para automatizar a censura, clique aqui

Edição 180 | Europa
por Clément Perarnaud

Para automatizar a censura, clique aqui

Online | Europa
EMPREENDIMENTOS DE DESPOLUIÇÃO

Música e greenwashing

Edição 180 | Mundo
por Éric Delhaye
NA FRANÇA, A NOVA UNIÃO POPULAR ECOLÓGICA E SOCIAL

Os bárbaros estão em nossas portas!

Online | França
por Pauline Perrenot e Mathias Reymond
“NO TOPO, O PODER CORROMPIDO; NA BASE, A LUTA INTRÉPIDA”

A revolta popular no Sri Lanka

Edição 180 | Sri Lanka
por Éric Paul Meyer
COMO ESCOAR O TRIGO DA UCR NIA

No front dos cereais

Edição 180 | Ucrânia
por Élisa Perrigueur