A malha ferroviária Argentina - Le Monde Diplomatique

O EXPRESSO BUENOS AIRES APITARÁ UM DIA?

A grandeza perdida da malha ferroviária argentina

por Guillaume Beaulande
1 de agosto de 2017
por Daniel Kondo
compartilhar
visualização

Curioso paradoxo das estradas de ferro na América Latina: inicialmente a serviço das metrópoles europeias ávidas por matéria-prima, elas atualmente encarnam uma perspectiva de soberania nacional por meio da integração dos territórios. Só falta deixá-las prontas após longos períodos de gestão privada, sinônimo da deterioração dos equipamentos

Estação Retiro-Mitre,   Buenos Aires. Sob o arco estruturado por um entrelaçamento de ferro e vidro turvo, uma multidão de passageiros se apressa. No calor do verão austral, a maioria está saindo de férias. Diante deles, uma dezena de plataformas vazias e… um único trem. Um perfume de mate – uma infusão local – banha …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

O AGRO NÃO PRODUZ COMIDA, PRODUZ FOME

Por que a reforma agrária não acontece?

O AGRO NÃO PRODUZ COMIDA, PRODUZ FOME

Por que podemos dizer que agro é fome?

por Yamila Goldfarb
O agro não produz comida, produz fome

As doenças do capitalismo e a luta contra o agronegócio

por Allan Rodrigo de Campos Silva
OPINIÃO

Por que Lula? Nem caserna, nem casa-grande

Online | Brasil
por Berenice Bento
AMAZÔNIA OCUPADA #3

Madeira da Amazônia: normas avançam, mas só 10% da extração é regular

Online | Brasil
por Felipe Betim
CHILE – LIÇÕES DE UMA DERROTA

Jogar o jogo: nove parágrafos para uma nova força transformadora

por Jorge Arrate
O RETUMBANTE TRIUNFO DO REJEITO NO PROJETO CONSTITUCIONAL

No Chile, o futuro que nos escapou

por Álvaro Ramis
QUAL É O PLANO?

Programa de Bolsonaro quase assume a responsabilidade pela tragédia na educação

por Antonio Carlos Souza de Carvalho