A internet em quilombos e áreas rurais do Nordeste

NÃO TEM PARA TODO MUNDO, É CARA E DÁ PROBLEMA QUANDO CHOVE

A internet em quilombos e áreas rurais do Nordeste

por Edna Andrade, Nilson José, Paulo Victor Melo e Tâmara Terso
3 de março de 2022
compartilhar
visualização

Longe de ser um caso isolado, a realidade vivenciada pelo quilombo Sumidouro, impossibilitado pela pandemia e pela falta de internet de seguir negociações com empreendimentos de energia eólica em sua região, é emblemática de um cenário mais amplo de negação do acesso à rede e às tecnologias digitais aos grupos mais vulnerabilizados da população

Quando o Brasil registrou os primeiros casos de contaminação por Covid-19, as famílias do quilombo Sumidouro, em Queimada Nova, Piauí, estavam em processo de negociação com empresas responsáveis por megaempreendimentos de energia eólica que, há alguns anos, têm provocado uma série de ameaças socioambientais. Com as medidas de distanciamento social, as reuniões passaram a ser …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

ARQUITETURA

Brasília: imagens de Três Poderes

Online | Brasil
por Adalberto da Silva Retto Júnior
DISPUTA EM ABERTO

O papel vindicado pelos trabalhadores plataformizados na atual agenda de governo

Online | Brasil
por Gabriela Neves Delgado e Bruna Vasconcelos de Carvalho
PUNITIVISMO

Sobre morfinas, terrenos e o 8 de janeiro

Online | Brasil
por Hamilton Gonçalves Ferraz e Pedro Amorim
CAPITAL ESPECULATIVO

Globalização e Forças Armadas

Online | Mundo
por Antônio Carlos Will Ludwig
MIGRANTES VENEZUELANOS

Impressões do campo em Roraima

Online | Brasil
por Sofia C. Zanforlin
PARA COMPREENDER O NEOFASCISMO

O "fascismo eterno", revisitado

Online | Brasil
por Liszt Vieira
POVOS INDÍGENAS PÓS GOVERNO BOLSONARO

O Brasil verde-amarelo é um país sem cor

Online | Brasil
por Vinício Carrilho Martinez e Márcia Camargo
DIREITO À CIDADE

Inovação como integrante de um projeto social e político emancipatório

por Regina Tunes