Skip to content
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Luyza
12 de novembro de 2023 17:32

É vergonhoso o “blanqueamiento” da fraude eleitoral praticada por Sanchez. O artigo é absurdamente tendencioso e ignora que qualquer anistia, por questões principiológicas, se é um mecanismo de ajuste de posições antagônicas, pressupõe que todas a partes abram mão de posições anteriores. Neste caso, os separatistas seguem com seu projeto inconstitucional. Não há arrependimento e nem compromisso de abandonar seus planos separatistas! Onde se encaixa o princípio pacificador da anistia aqui? Em lugar nenhum. Utilizar outros contextos de aplicação de anistia, principalmente nos casos de transição de regimes autocráticos a democráticos, é, no mínimo, um deboche e um insulto à inteligência básica neste caso. O PSOE declarou faz pouco meses que jamais aceitaria anistia, muito menos um referéndum. E agora miraculosamente a “academia” que o articulista representa resolveu encontrar lugar para essa aberração, maculada por uma irremediável hipocrisia do PSOE? O artigo mal informa e mostra uma Espanha do tamanho que aquele que escreve vê. Não representa o povo espanhol. Cuidado l, leitores, com o que está aqui. Busquem mais e melhores informações, especialmente sobre o escandaloso perdão de dívida dos catalães (que pagarão todos os residentes na Espanha!) e que sequer foi tangenciado neste lamentável artigo.

COPYLEFT © LE MONDE DIPLOMATIQUE

Desenvolvido por: Prima Estúdio

AcessarAssine