Informar tem seus perigos - Le Monde Diplomatique

CENSURA E REPRESSÃO NO MAGREB

Informar tem seus perigos

por Pierre Puchot
1 de julho de 2021
compartilhar
visualização

Alvo das autoridades argelinas e marroquinas, que instrumentalizam a justiça para amordaçá-los, os jornalistas estão na linha de frente da luta pela democratização de seus países. No Marrocos, dois processos ilustram esse conflito. Na Tunísia, apesar do fim da censura instaurada pelo antigo regime, o setor midiático luta para se estruturar

De Argel, a voz é calma; o tom, assertivo. Do outro lado da linha, Khaled Drareni, diretor do site Casbah Tribune, impressiona por sua serenidade. Condenado, em setembro de 2020, a dois anos de reclusão por “ameaçar a unidade nacional” e “incitar multidão desarmada”, e libertado em 19 de fevereiro de 2021 após onze meses …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

MERCADO

O governo Lula e a “política” do mercado financeiro

Online | Brasil
por Pedro Lange Netto Machado
NEGLIGÊNCIA

Os Yanomami são um paradigma ético mundial

Online | Brasil
por Jelson Oliveira
APAGÃO JORNALÍSTICO

O escândalo da Americanas: bom jornalismo é ruim para os negócios

Online | Brasil
por Luís Humberto Carrijo
GENOCÍDIO

Extermínio do povo Yanomami e repercussões no direito penal internacional

Online | Brasil
por Sylvia Helena Steiner e Flávio de Leão Bastos Pereira
EDUCAÇÃO

A violência da extrema direita contra professores

Online | Brasil
por Fernando Penna e Renata Aquino
CONJUNTURA POLÍTICA

Pensando o 8 de Janeiro

Online | Brasil
por Coletivo Desmedida do Possível
CONJUNTURA POLÍTICA

Brasil como laboratório da insurreição fascista - II

Online | Brasil
por Augusto Jobim do Amaral
CONJUNTURA POLÍTICA

Brasil como laboratório da insurreição fascista – I

Online | Brasil
por Augusto Jobim do Amaral