“Não deixar a grande imprensa babar é um ato indispensável”

HÁ MAIS DE UM SÉCULO, OS SINDICATOS SE ORGANIZAVAM CONTRA A MÍDIA

“Não deixar a grande imprensa babar é um ato indispensável”

Edição 184 | França
por Dominique Pinsolle
4 de novembro de 2022
compartilhar
visualização

Por retratar a vida pública, a mídia se beneficia de certa indulgência por parte de partidos e sindicatos: qualquer crítica ao papel social desempenhado pelos jornalistas expõe seus autores à suspeita de antidemocráticos. Não era o caso no início do século XX na França, onde a Confederação Geral do Trabalho (CGT) lutou vigorosamente contra a imprensa dominante

Contra os grandes jornais “populares” que se desenvolveram no início do século XX, as organizações operárias pretendem oferecer aos trabalhadores uma informação proveniente de suas fileiras e livre do poder do dinheiro. Uma imprensa socialista dinâmica já existia na França nos anos 1830 e 1840, e as diferentes correntes de esquerda (republicanos, socialistas, depois anarquistas …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

A CRISE NA CULTURA

Editais de cultura no Paraná: campo de influência na capital controla o estadual

por Por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
A CRISE DA CULTURA

Lei Aldir Blanc e os editais do “cercadinho de Curitiba”

por Rodrigo Juste Duarte com colaboração de pesquisadores da rede do Observatório da Cultura do Brasil
ARGENTINA

Por que Alfonsín está retornando?

Séries Especiais | Argentina
por José Natanson
DESAFIOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Lula no (novo) mundo

Séries Especiais | Argentina
por Federico Merke
COPA: FUTEBOL E POLÍTICA

Aura de líder austero, espectro recorrente em Mundiais, ronda Tite

por Helcio Herbert Neto
GUILHOTINA

Guilhotina #193 - Edson Lopes Cardoso

CONTRIBUIÇÕES PARA O NOVO GOVERNO DE LULA

A nova política externa brasileira

Online | Brasil
por Marina Bolfarine Caixeta
RESENHA

Em Maví, Marco Lucchesi faz de sua poesia uma busca pelo outro

Online | Mundo
por André Rosa