O processo constituinte e os povos originários

A QUESTÃO DA PLURINACIONALIDADE NO CHILE

O processo constituinte e os povos originários

Diplôs AL | Chile
por Fernando Pairican
5 de dezembro de 2022
compartilhar
visualização

Os governos do Chile pós-ditadura não têm conseguido canalizar, por diversas razões, os direitos dos povos originários ao modelo democrático do país. Após a vitória do Rejeito no plebiscito da nova Constituição, o discurso de ódio se consolidou em alguns setores políticos, principalmente os vinculados ao Partido Republicano.

“Não temos muita margem de manobra política”, disse o senador Francisco Huenchumilla enquanto almoçávamos a poucos quarteirões da sede do Congresso em Santiago e dos escritórios onde foi redigida a proposta de Constituição rejeitada em 4 de setembro. Huenchumilla foi um ator fundamental – entre outros e outras – na aprovação da fórmula dos “assentos …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

ARQUITETURA

Brasília: imagens de Três Poderes

Online | Brasil
por Adalberto da Silva Retto Júnior
DISPUTA EM ABERTO

O papel vindicado pelos trabalhadores plataformizados na atual agenda de governo

Online | Brasil
por Gabriela Neves Delgado e Bruna Vasconcelos de Carvalho
PUNITIVISMO

Sobre morfinas, terrenos e o 8 de janeiro

Online | Brasil
por Hamilton Gonçalves Ferraz e Pedro Amorim
CAPITAL ESPECULATIVO

Globalização e Forças Armadas

Online | Mundo
por Antônio Carlos Will Ludwig
MIGRANTES VENEZUELANOS

Impressões do campo em Roraima

Online | Brasil
por Sofia C. Zanforlin
PARA COMPREENDER O NEOFASCISMO

O "fascismo eterno", revisitado

Online | Brasil
por Liszt Vieira
POVOS INDÍGENAS PÓS GOVERNO BOLSONARO

O Brasil verde-amarelo é um país sem cor

Online | Brasil
por Vinício Carrilho Martinez e Márcia Camargo
DIREITO À CIDADE

Inovação como integrante de um projeto social e político emancipatório

por Regina Tunes