O que a epidemia mudou foram as pessoas

WUHAN, DOIS ANOS DEPOIS

O que a epidemia mudou foram as pessoas

por Fang Fang
1 de agosto de 2022
compartilhar
visualização

Dois anos após o início da pandemia de Covid-19, o que acontece em Wuhan, a primeira cidade do mundo a ser confinada? Como vivem seus 9 milhões de habitantes – entre os quais a escritora Fang Fang, que mantinha então um diário? Anteriormente celebrada na China, a autora, que se tornou persona non grata em seu próprio país, dá seu testemunho

Em 23 de janeiro de 2020, as autoridades anunciaram que Wuhan seria colocada em quarentena, em razão de uma “epidemia de pneumonia causada pelo coronavírus”. Residindo nessa megalópole do centro da China, eu estava trancada, como outros milhões de pessoas. Muito rapidamente, o medo e a inquietação se apoderaram de nós. A sombra da morte …

Conteúdo apenas para Assinantes



Artigos Relacionados

SER AMADO OU SER TEMIDO?

Lula à luz do “Príncipe” de Maquiavel

Online | Brasil
por Railson da Silva Barboza
A SOMBRA DO EXTREMISMO

Encarar o abismo

Online | Brasil
por Marcos Woortmann, Alexandre Araújo e Guilherme Labarrere
REACIONARISMO

Contra Olavo

Online | Brasil
por Felipe Luiz
MERCADO

O governo Lula e a “política” do mercado financeiro

Online | Brasil
por Pedro Lange Netto Machado
NEGLIGÊNCIA

Os Yanomami são um paradigma ético mundial

Online | Brasil
por Jelson Oliveira
APAGÃO JORNALÍSTICO

O escândalo da Americanas: bom jornalismo é ruim para os negócios

Online | Brasil
por Luís Humberto Carrijo
GENOCÍDIO

Extermínio do povo Yanomami e repercussões no direito penal internacional

Online | Brasil
por Sylvia Helena Steiner e Flávio de Leão Bastos Pereira
EDUCAÇÃO

A violência da extrema direita contra professores

Online | Brasil
por Fernando Penna e Renata Aquino